RSS

Salário de profissionais de enfermagem no Québec

Decidi criar este post depois de ser perguntado sobre qual era a média de salário de profissionais de enfermagem, aqui no Québec. A pergunta original foi específica para Auxiliar de Enfermagem, mas eu vou estender um pouco a resposta. E como não sou da área, estou me baseando estritamente nas informações sobre o mercado de trabalho, que estão disponíveis no site do Emploiquebec.

Bom, eu não sei qual é o equivalente de Auxiliar de Enfermagem aqui no Québec, pode ser que seja (1) Aides-infirmiers/aides-infirmières ou (2) Infirmiers auxiliaires/infirmières auxiliaires. Vou também colocar aqui o valor do salário para Enfermeiros, que aqui recebe a denominação de (3) Infirmiers autorisés/infirmières autorisées.

A lista abaixo contém o salário médio, por hora, de cada profissão e um link para o site contendo todos os detalhes.

  1. Aides-infirmiers/aides-infirmières (3413): $ 17. Clique aqui para maiores detalhes.
  2. Infirmiers auxiliaires/infirmières auxiliaires (3233): $ 20.94. Clique aqui para maiores detalhes.
  3. Infirmiers autorisés/infirmières autorisées (3152): $ 30. Clique aqui para maiores detalhes.

Coloquei o valor por hora proposital, já que aqui no Canadá o salário ou é calculado por hora ou por ano. Não existe a notação de salário por mês, como no Brasil. Outro detalhe é que este valor corresponde ao salário bruto, ou seja, os impostos ainda irão incidir sobre ele, e vão abocanhar algo podendo chegar a 30%. (Estimativa minha baseada na faixa salarial).

91 thoughts on “Salário de profissionais de enfermagem no Québec

  1. Ola Pedro…primeiramente…parabéns pelo blog…é perfeito, eu estou praticamente todos os dias lendo..
    Gostaria de pedir sua ajuda para esclarecer uma grande dúvida…vc tem uma idéia se existe um prazo para acabar os processos de imigração…
    Acontece que estou no 3º ano da faculdade de enfermagem, e gostaria de começar a me preparar (estudar francês e guardar $$) agora…para dar entrada na papelada e tudo mais, assim que me formar..mas estou com medo de não conseguir…pq ainda tem praticamente 1 ano e 1/2 para eu me formar…
    Sinceramente o que vc acha?!?!?!
    Muito Obrigada…mesmo!

    Olha…se tudo der certo..prometo arrumar uma forma de ir te conhecer ai…eu e a minha família…

    • Oi Priscilla, tudo bem? Obrigado pelos elogios ao blog :)

      Olha, não tem prazo pra acabar não, pode ficar tranquila. O que aconteceu recentemente foi que o governo federal impôs um limite máximo de imigrantes por profissão que são aceitos por ano, para os que fazem o processo federal. Mas este limite não inclui os que fazem o processo do Québec. Você está fazendo certo, pode começar a estudar francês e juntar grana que quando você terminar a faculdade já vai estar pronta para começar o processo. Neste meio tempo, procure estágios na sua área, ou até mesmo trabalhar, se possível, pois vai te dar a experiência necessária tanto para o processo quanto para procurar emprego aqui.

      Abraços e boa sorte!

  2. Estou cursando Administração de Empresas e concluo o curso em dez/2012, e estou muito interessado em imigrar para Quebec, vi que o processo demora um tempo relativamente longo, vc me aconselharia a dar inicar o processo agora ou quando só depois de concluir a faculdade?

    • Isaias, não adianta começar o processo sem ter nivel superior, nem experiência na área. Se você tem nível técnico e experiência correspondente então sim você poderia iniciar o processo, mas se este não é o seu caso então só quando acabar a faculdade. Neste tempo, o que você pode fazer é: 1) Começar a estudar francês pois vai ser essencial tanto para poder iniciar o processo, quanto para poder trabalhar na área aqui; 2) Começar a trabalhar / estagiar na área para ir acumulando experiência – exigido também no processo e 3) Começar a fazer um pé de meia porque chegando aqui você vai precisar ter umas reservas.

      Abraços e boa sorte.

      • Pedro muito obrigado pelas dicas, começo no sabado minhas aulas de frances e vou retomar tbem o ingles. Na are administrativa já tenh experiencia além de comercio em geral antes de ingressar na facul vc sabe como é o mercado na area administrativa por ai ?
        abraço

        • Isaias, você tá começando bem! Continue assim que você chega lá (aqui hehehe)! Infelizmente não conheço muito sobre o mercado de trabalho em administração aqui, mas acredito que você não irá encontrar muitas dificuldades para conseguir emprego aqui. Tenha em mente que aqui no Canada eles procuram geralmente especialistas e em administração existem várias áreas para se especializar. Dê uma olhada neste post do meu blog http://www.pedrosilva.com.br/blog/conheca-os-valores-do-mercado-de-trabalho-canadense/ para conhecer como funciona o mercado de trabalho aqui e procure ir se adequando a esta nova realidade. Abraços.

  3. Olá Pedro,

    Parabéns pelo conteúdo do Blog, é realmente muito informativo.
    Conheci o programa de imigração para o Quebec recentemente, depois da matéria na TV, já conhecia o do Canadá, achei muito interessante a forma como o governo do Quebec esta se organizando. Já ouvi muitos burburinhos sobre isto… Muita gente achando que vai chegar em Quebec com emprego, casa, comida e roupa lavada rsrsrsrs
    Mas sabemos que não é assim, quem quiser realmente ter chances, não só de passar na entrevista, mas de ter condições de se desenvolver profissionalmente quando chegar, deve planejar realmente cada passo com muita cautela.
    Sou enfermeira e já dei uma boa olhada no site da Ordem das Enfermeira do Quebec, e vi que não é fácil conseguir equivalência do diploma, a começar pela carga horária e os conteúdos que são pré-requisitos. Sou Docente e posso dizer que infelizmente o nível de exigência caiu muito, as faculdades querem números de alunos ($$$$$$) e não estão se preocupando muito com a formação dos futuros profissionais. Aqui no Brasil o mercado já dá sinais do que este evento esta causando: carga horária extensa e salário baixo, sem mencionar o exército de recém-formados desempregados e sem perspectivas, que acabam por aceitar qualquer oferta por pior que seja. Bem este é só um desabafo (desculpe) mas é uma tentativa de alertar aos pretensos candidatos sobre as regras do jogo!!!
    No mais, uma boa sorte e boa caminhada a todos aqueles que vão se aventurar nesta longa caminhada.
    Um abraço,
    Luciana

    • Luciana, acho que este seu comentário é bem pertinente. Parabéns pelo senso crítico. O que acontece é que o governo do Québec investe num marketing pesado para criar uma imagem de “terra prometida”, “paraíso”, de “vida perfeita” que na verdade não existe. Eu mesmo era um dos que achavam que a vida aqui era aquela coisa maravilhosa que falavam nas palestras Brasil a fora, mas chegando aqui é que você tem a real idéia das coisas. Agora, é claro que em muitos aspectos a vida aqui é bem melhor que no Brasil, isso não tem como negar, e eu falo por experiência própria. Mas para aproveitar tudo isso é preciso já estar empregado, ter um bom salário, ter uma boa rede de amigos, etc… e para uns, chegar neste patamar demora tanto ou tem tantos empecilhos, que as vezes a pessoa tem que avaliar se vale a pena deixar o Brasil pra vir pra cá.

      No meu caso, foi fácil por que minha profissão não é regulamentada, eu já tinha bastante experiência, uma certa fluência no idioma, estava vindo com umas boas reservas e isso me deu uma certa tranquilidade. Agora veja, sem nenhum empecilho para exercer minha profissão, já não foi fácil achar um bom emprego! Imagine quem tem que fazer equivalência, voltar a estudar, fazer exame de ordem para só depois começar a procurar emprego? Como essa pessoa vai se manter aqui neste período (principalmente se já não estiver numa boa situação financeira ai no Brasil)?

      Tem esse lado, eu diria cruel, das coisas, que as pessoas não avaliam e aí podem se decepcionar por não conseguirem alcançar os objetivos ao imigrar. E ai vai ser pior ainda.

  4. Então…sou enfermeira recem formada…me formei em Dezembro de 2010 e estou a procura de um emprego na área….li e me interessei muito nas reportagens que andei lendo sobre enfermeiras no canada…em especial em quebec…queria saber mais sobre o que posso fazer para conseguir trabalhar por la…..nao sei por onde posso começar. Curso inglês, portanto gostaria de saber se o ingles me possibilitará ir para Quebec trabalhar como enfermeira, ou isso só será possivel se eu falar francês? Alguém poderia me ajudar nessa dúvida? Meu email: CHELE-2009@HOTMAIL.COM
    Um abraço a todos…

    • Clara, pra vir pro Quebec e, sobretudo, para trabalhar como enfermeira aqui, você vai ter que falar francês. Só com inglês aqui, nesta área, acredito ser praticamente impossível.

    • Clara, essa pergunta é quase impossível de se responder. Pense aí, você poderia dizer qual estado brasileiro você gosta mais de morar sem ter morado em todos? Eu adoro morar no Québec, eu gosto do estilo de vida de Montréal, gosto do ritmo das coisas aqui. Não tem como explicar, só morando aqui pra saber.

  5. Pedro, muito bom o post, é a dúvida que muita gente tem e que poucos blogs exibem. Mas ficou faltando as horas de trabalho. Sim porque em Quebec se paga por hora, mas as horas de trabalho são iguais aqui: 8h diárias? Porque isto influenciaria drasticamente no salário. (por favor me informar quando responder)

    OBS – você sempre responde todo mundo, mantém o blog atualizado, parabéns por esta iniciativa e ajuda aos que ainda estão no Brasil. ;D

    • Leonardo, com relação às horas trabalhadas, na maioria dos casos são 40h por semana e em alguns casos são 35h por semana (normalmente sexta-feira só se trabalha meio expediente). No caso dos enfermeiros eu não sei se tem alguma legislação específica dizendo quantas horas por semana devem ser trabalhadas, se pode fazer hora extra ou não. Vale a pena da uma olhada no site da ordem dos enfemeiros, que eu postei num comentário logo acima do seu.

  6. Pedro, parabéns pelo blog. Olha sou enfermeira e me interesso muito em ir ao quebec. Mas estava assistindo uma palestra no youtube e Pierre falou que o programa de imigração pelo quebec, acaba em 2012, vc sabe de algo sobre isso? abraço ana

  7. Sim Pedro, olha o nome dele é Pierre Terlinchamp, da DEX consulting, é uma empresa privada. Você pode encontrar no youtube ou no site da dex – http://www.dexconsulting.com.br ou twitter.com/dexconsulting. Olha outra coisa, claro que irá haver mudanças do processo de imigração de quebec 2012-2015. Eu como requerente principal posso dar entrada no dossiê? Meu esposo vai ter que passar pela entrevista? Abraço Ana

    • Ana, somente o governo do Québec tem competência pra dizer se o processo acaba ou continua. Aqui no Québec não tem se falado nada sobre acabar processo de imigração. É possível que haja mudanças, o governo federal já mudou o processo federal impondo um limite de 29 mil imigrantes por ano e eles querem que Québec imponha limites também, mas nada disso saiu do papel. Não confie em informações de ninguém, de empresa alguma. Só o governo tem informações oficiais.

      Sobre a sua dúvida com relação ao processo: Você pode dar entrada no dossiê como requerente principal, sem problemas. Lembrando que Requerente Principal é quem tem o perfil mais adequado para imigrar. E com relação ao seu marido, sim, ele terá que passar pela entrevista.

      Abraços.

  8. Pedro,olha deixa eu te perguntar: Posso fazer curso na Aliança Francesa necessariamente? Olha sou enfermeira pós-graduada, com 10 anos de experiencia na função. Temos uma filha de 6 anos. Meu esposo tem 43 anos, mas só tem o 2 grau completo, apesar de ter experiência em diversas empresas, como vendedor, supervisor… olha ele teria que passar pela entrevista? outra coisa: em dezembro terei 160 h/aula de françês, tem chance?

    • Ana, seu perfil é muito bom, entretanto eu sugiro que vocês façam a simulação online para saber se tem chances, pela questão do seu esposo só ter o segundo grau completo. Sobre o curso de francês, não precisa necessariamente ser feito na Aliança Francesa. Com as 160h você já vai poder dar entrada no processo e aí é só esperar. Seu marido deve ter pelo menos o básico de francês também porque ele tem que participar da entrevista.

      Abraços.

  9. Desculpe, se to te incomodando com muitas dúvidas, deixa eu te perguntar mais uma: irei fazer meu intensivo de francês de agosto a dezembro(160h/aula) e daríamos entrada no dossiê, mas meu esposo tem que comprovar logo no dossiê também o curso ou poderia aproveitar o tempo de espera entre o dossiê e a entrevista pra ele ir se preparando para entrevista? Ele também tem que ter as 150h/aula? Vc acha que um intensivo ajuda? E quando ao reembolso se nao for na Aliança Francesa? obrigada ana

    • Oi Ana, eu acho que o intensivo ajuda sim. Para abrir o dossiê, tanto você quanto seu esposo tem que estar com o nível básico de francês (150h) completos. Sobre o reembolso, acredito que só seja possível se você estudar na Aliança Francesa. Teria que pesquisar pra te responder melhor.

  10. Sim, Pedro fiz varias vezes a simulação on-line, inclusive colocando minha idade e de meu esposo um ano a mais, colocando ele como nivel minimo de francês e a orientação foi de positiva e pediu para enviar o dossiê o mais rapido possivel. Ele poderia fazer um curso mínimo ou pra ajudar um curso técnico?

    • Ele faria o curso básico de francês para ajudar. O curso técnico eu acho que não daria tempo terminar antes da entrevista.

  11. Pedro, naquele teste online se ja fiz as 160h/aula, o nível é mínimo ou básico, fiquei na duvida no qual marcar.

    • O nível continua sendo básico, mesmo que você já esteja cursando o intermediário. Só coloque intermediário quando tive concluído um dos subníveis do intermediário.

  12. olá, olha vc acha impportante fazer um teste de proficiência pra enviar junto ao dossiê? ou basta a declaração com as 150h aula? com relação ao françês o que mandar alèm desses? grata ana

  13. Olá Pedro, parabéns pelo blog. Olha gostaria de te perguntar algo. Sou Enfermeiro, mas estou desempregado há 1 ano, trabalho com atendimento domiciliar desde janeiro, antes disso exercia enfermagem como sempre..contratado.
    será possivel enviar meu dossiê mesmo nao estando empregado na carteira ou ligado a um órgão? Para enviar este dossiê tem que está empregado no momento ( ou exercendo) ou nao tem nada a ver….Obrigado fabio

    • Fábio, não precisa estar empregado para fazer a demanda. Para o período que você está fazendo atendimento domiciliar, você tem algum documento, como recibo por exemplo, que prove que você prestou o serviço? Se tiver, tire cópia dos recibos e anexe ao seu dossiê.

  14. ok, pedro esclareceu-me quanto a isto. olha só minha esposa só tem o segundo grau, mas sempre trabalhou em empresas conhecidas e com carteira assinada e esta fazendo frances tambem, o fato dela nao ter curso tecnico nem universitario impede o processo? o plano seria durante a entrevista falar que ela faria lá um curso tecnico de seu interesse e continuar estudando frances. Pelo teste on-line no site de imigração resultou positivo o nosso perfil. o que vc acha. Já vi casais imigrando onde um deles so tinha ate o segundo grau completo. grato fabio

    • Fabio, se o teste online deu positivo, então isso é um bom sinal que vai dar certo. Na hora da entrevista, argumentar que a sua esposa vai estudar para obter uma melhor colocação no mercado pode ser bom também. Abraços.

  15. olá Pedro, olha só. O que tenho são fichas de anamnese das pessoas que presto serviço, com a assinatura delas, documentação, endereço etc.. tenho a logomarca do serviço que criei(é um serviço de massoterapia)porém nao tenho cnpj, nada registrado, é um serviço particular…. eu poderia pegar todas essa fichas e autenticar se for o caso? pois eles podem pensar que estou inventando essas terapias e fichas de clientes, vc me entende? grato fabio

  16. olha, sempre prestei serviço para as prefeituras, portanto tenho sempre fui contratado. tenho meus contratos , contra-cheques, na carteira apenas 1 ano. sempre trabalhei nesses 8 anos de enfermeiro como contratado. tenho todos os contratos, vou ver se consigo cartas de apresentação… grato fabio

    • Fabio, contratos, rescisões de contratos, termos de nomeação, contra-cheques, tudo isso é valido como prova de experiência de trabalho. 8 anos de experiência é mais do que suficiente!! Abraços e boa sorte!

  17. Pedro, eu soube que dentro de 3 anos atuais vc tem que enviar pelo menos 1 ano as provas que realmente trabalhou. Se eu demorar muito pra enviar meu dossiê, uma vez que nao estou trabalhando como contratado desde janeiro, vai dar zebra? Mesmo que envie todos os contratos de 8 anos atrás, muito antigos, eles só observam os 3 anos recentes? grato fabio.

    • Fabio, eles vão contar os 5 últimos anos. Como você falou que está há um ano como autônomo, tem 4 de experiência comprovada o que é mais que suficiente. Mas, como uma dica, mande tudo o que você tiver. Eu tinha 10 anos de experiência comprovada (comecei trabalhar com 18) e mandei tudo o que eu tinha. Melhor pecar por excesso do que por falta, não acha? Abraços.

  18. Pedro, olha no teste de evolução o nivel minimo é 1 e 2. o basico é 3 e 4 . Isso significa que o A1 e A2 que estou fazendo ainda é o mínimo? como? se no total de carga horaria de meu intensivo – em dezembro estarei com 150h\aula. isso nao seria o minimo para enviar o dossie? se eu marcar 1 e 2 no teste de evolução nao dar positivo… se eu marcar basico( 3 e 4 )da positivo, nao entendi isso… abraços fabio

    • Fábio, o que importa é: 150h = nível básico, ou seja, ao terminar seu curso intensivo você estará qualificado com o mínimo exigido (nível básico e não nível 1 e 2) para iniciar o processo. Abraços

  19. ok. Olha andei lendo alguns blogs, e algumas pessoas que estão enviando o dossiê mandam anexado algum trabalho , tipo artigo, ou algo parecido… isso è bom? ex; uma moça disse que a professora dela pediu pra ela fazer um artigo sobre o sistema de educação infantil do canadá. Ela fez e disse que isso era otimo pra ela anexar ao processo… abraços

    • Fábio, isto que as pessoas estão fazendo é totalmente desnecessário para o processo em si. Não é obrigatório, não é um dos itens que os entrevistadores vão analisar, eles nem sequer olham na grande maioria das vezes. Fazer isto pode te ajudar como exercício para conhecer mais sobre um determinado assunto (como por exemplo, a educação infantil no Canadá) mas não vai servir de nada no processo. Eu vou até escrever um post sobre isso, porque de uns tempos pra cá “essa moda” acabou surgindo e tem muita gente embarcando nisso, achando que é obrigatório pro processo sendo que não é.
      Abraços.

  20. Olá, Pedro td bem? Olha obrigado por responder, vc é muito atencioso com as pessoas. Olha assisti aqui em recife uma palestra de imigração do quebec e o palestrante falou que nao é para enviar junto ao dossiê nenhum comprovante do dinheiro que temos que levar, de inicio basta declarar a quantia, a comprovação será depois que receber o CSQ ,parte federal. Mas existe muita gente dizendo que 3 meses antes de enviar o dossie vc tem que ter em conta a quantia e enviar junto ao dossie… grato fabio

    • Fábio, confie menos no que as pessoas dizem e confie mais no que o palestrante fala (pelo menos com relação ao processo). Você não precisa ter dinheiro algum, quando da abertura do processo do Québec. Basta assinar o formulário onde você se compromete a ter a quantia mínima exigida, quando você pisar os pés no Canadá. Para o processo Federal nenhuma comprovação financeira é exigida por que esta parte já foi resolvida junto ao Québec. Quem está fazendo o processo de imigração sem passar pelo Québec (fazendo só o processo Federal) é que precisa comprovar renda junto ao Federal e aí as regras são bem diferentes do processo do Québec.

  21. Pedro, olha só,soube que na entrevista é feita uma ou duas perguntas em inglês. Olha só, nao sei nada de ingles, estou investindo apenas no françês, isso faz com que sejamos desclassificados na entrevista? Você conhece algum caso que nao passou pela entrevista, cujo processo encerrou por ali mesmo… grato fabio

    • Fabio, se você não fala inglês quando fizer o dossiê informe que não fala inglês. Acredito que isso é razão suficiente para não te fazerem nenhuma pergunta em inglês. Eu não conheço ninguém que tenha sido recusado por não falar inglês, até porque seria meio que incoerente, já que o Québec é, en teoria, francófono. Em tempo, quando fiz minha entrevista, a única pergunta que me foi feita em inglês foi: Where did you study english?

      Moral da história: não se preocupe.

  22. Pedro Boa tarde, sou Jr, 23 anos, formado em Adminiatração de Empresas, tenho 4,5 anos de experiência em minha área, gostaria de saber o salario médio do primeiro emprego na área de Adm, para poder planeja direitinho já que desejo migrar com minha esposa e uma filha rescém-nascida, caso vc possa me dar mais informações sobre minha área será de grande ajuda na decisão de realmente ir para Quebéc, caso não tenho informações e puder me ajudar com algum lugar onde posso colher informações de administradores de empresas em quebec, pois estou com alguma dificuldade em conseguir essas informações. Obrigado – qlqr coisa me contate por e-mail. Se o pessoal de ADM quiser contatar tb estou aberto a conversar.

  23. Pedro bom dia, caro amigo tenho um pessoal conhecido que estão morando aí são 7 pessoas ao todo mais são apenas referencias para meus planos veja devo acabar meu curso daqui a 1 ano e meio estarei com 40 anos sou super ativo e não fujo do trabalho, mais estou cansado de ralar ve não crescer financeiramente estou pensando realmente em aventurar e tentar transformar minha vida profissional e financeira principalmente. já trabalho no SAMU – serviço de atendimento movel de urgencia a 10 anos, sou resgatista do Estaleiro atlantico sul a 4 anos sou bombeiro civil e estou fazendo tecnico de segurança a tarde e curso minha faculdade de enefrmagem pela manhã todos meus empregos são noturnos trabalho todas as noites deu para perceber que minha vida tá um inferno apesar de estar fazendo tudo que mais amo estou liso rssssssssssssssssssssss me dê um luz irmão preciso engrenar minha vida não tenho medo do trabalho só preciso de uma direção se puder me aconselhar te agradeço. vc pode me achar no facebook blz espero contato. valeu…………….

    • Fabiano, o que está pesando pra você é a idade. 35 anos é a idade máxima ideal para dar entrada no processo. A partir daí, para cada ano são descontado pontos do quesito idade e isso pode pesar bastante na nota final. Você pode compensar isso tendo um excelente nível de francês. Agora, para saber quais são as suas reais chances sé fazendo o teste online, no site do Escritório de Imigração do Québec em São Paulo. Já tentou fazer este teste?

  24. Ola Pedro.

    Eu gostaria de saber informações de trabalho, gastos para viver tranquilo durante 5 meses ai somos em 5 pessoas. Eu tenho 28 anos, sou formada em tecnica de radiologia, faço litotripsia, mamografia e raio x, meu marido tem 37 ele é marceneiro a 15 anos, temos um filha de 3 anos, meu irmão se forma agora no meio do ano em processos de biotecnologia, mas ele pega o CRQ,e minha amiga tem 23 anos e é tecnica em quimica, voce pode me informar sobre essas area como funcionam ai e salario??
    obrigada abraços…

    • Franciane, pra viver tranquilo aqui por 5 meses eu diria que 10 mil dolares seria uma quantia razoável para uma família com 3 pessoas. Ou, se você preferir, 1500 dolares por mês por pessoa, caso esta pessoa seja solteira. Sobre salário nestas áreas, infelizmente, não saberia te informar. Abraços.

  25. Oi pedro, acabei de me formar em Enfermagem( superior)tenho 21 anos e estou muito interessada em ingressar para Quebéc, gostaria de saber se é tão difícil como falam imigrar para Quebéc (burocracia) como me dizem ou se só estão colocando terra mesmo na minha decisão. O investimento é um pouco alto pra mim chega em torno de 10.000,00 reais pagar todas as taxas e tudo mais. E outra coisa se eu conseguir qual a melhor cidade para eu começar minha carreira? pretendo levar comigo meu Noivo.
    Agradecida Élida.

    • Élida, difícil não é, mas é caro sim. É um investimento alto, eu por exemplo gastei +/- 10 mil reais fora passagens, fora a grana que eu juntei pra vir pra cá. O processo tem várias etapas, tem uma parte inicial que demora muito, que é a parte de preparação onde você vai ter que aperfeiçoar os idiomas, se preparar para os testes, que agora são obrigatórios. Brurocracia tem em todo lugar, mas faz parte, todo mundo que imigra passa por isso e não é tão ruim assim não. E no seu caso, como enfermagem é uma profissão prioritária, seu processo vai andar muito mais rápido que os outros.

      Então assim, pense nisso como um investimento a, a médio e longo prazo. Uma vez aqui, já trabalhando, você recupera todo o investimento que você vai fazer. E a longo prazo, a tendência é melhorar. Sobre qual cidade, acredito que Montréal e Québec deveriam ser sua primeira opção, mas uma vez aqui, nada te impede de ir pra outros lugares, onde tenha também demanda para sua área.

      Espero ter ajudado. Abraços.

      • Obrigada Pedro por ajudar…
        Muito agradecida!!
        Ah só mais uma coisinha por favor, quando você fez a imigração e passou pelas taxas como você pagava estou com dúvidas já tentei várias vezes entrar em contato com os escritórios mas sempre diz “tente mais tarde”… É que no site não diz direito como pagar se for pelo cartão de crédito ou em dinheiro como faz eles enviam um código de barra? Depósito eu não confio muito… Coloca o dinheiro junto com o pedido do CSQ??
        Obrigada dinovo!!
        :)

        • Ola Élida, paguei as taxas da seguinte maneira: Para a obtenção do CSQ, o pagamento foi feito via Cartão de Crédito. Neste caso, tem que ser cartão de crédito internacional e, junto com o envio dos documentos para o Escritório de Imigração do Québec, envia-se também um formulário preenchido com os dados do cartão. Para as despesas com o Consulado do Canada (Pedido de Visto e Direito de Moradia no Canada) as taxas foram pagas como depósito na conta-corrente do Consulado, no HSBC. Ao fazer o depósito, na boca do caixa, peça dois recibos, guarde um para seu controle e envie um ao consulado. Abraços.

  26. Ola Pedro tudo bem?
    tem um limite de idade para imigração ,tenho 44anos sou tecnica de enfermagem, estou terminando agora o meu curso .vou começar a trabalhar para obter a esperiencia , sera com pouco tempo posso tentar,falo ingles estou fazendo françês.
    Tenho amigos que ja conseguiram o visto para ir para o canada eles são jovem eu vou tentar, muito ja me desanimaram um homem de 51 anos consegui porque eu ñ posso gosto de trabalhar e estudar.
    Por favor me ajude me passa algumas dicas se tenho alguma chance
    beijos obrigada.

    • Marlene, o processo é baseado num sistema de pontos. Para ser classificado, você precisa obter um número mínimo de pontos. Estes pontos são atribuídos de acordo com diferentes critérios e, a idade, é um deles. Para obter a pontuação máxima no quesito idade, é preciso ter uma idade inferior ou igual a 35 anos. A partir daí, para cada ano, a pessoa vai receber menos pontos até chegar a zero. Existe sim um limite, mas não me lembro agora, acho que são 46 anos. É claro, se você conseguir mais pontos nos outros quesitos: experiência profissional, formação profissional (no seu caso um extra já que enfermagem é uma profissão em alta demanda) e idiomas, aí você teria chance.

      Eu não entendi o que você quis dizer com “Tenho amigos que ja conseguiram o visto para ir para o canada eles são jovem eu vou tentar, muito ja me desanimaram um homem de 51 anos consegui porque eu ñ posso gosto de trabalhar e estudar.” Você não gosta de estudar e trabalhar? É isso?

      Abraços

  27. Primeiramente Parabéns pelo seu blog,muito bom,sou Formado em Tecnólogo em Segurança no Trabalho,gostaria de saber se voçê sabe como está minha área na Quebec ou nas proximidades,tenho experiência na área,tenho 26 anos sou casado com uma emfermeira de 28 anos,que tem 6 anos de experiência na área e é pós graduada também,temos um filhinho de 1ano,ter filho ajuda no processo ou eles não tem interesse,outra coisa eu li seu comentárioe voçê disse que sua profissão não era regulamentadamqual seria,abraço e muito obrigado pela atenção,
    sds,

    Neto!

    • Olá Neto,

      Bom, não conheço nada sobre a sua área, infelizmente, mas a área da sua esposa tá bombando. Se vocês quiserem imigrar, recomendo que ela seja a requerente principal pois ela tem mais chances no processo. Sim, o fato de ter filho ajuda bastante no processo. O perfil procurado é casal com filho(s). Sobre as profissões regulamentadas, isso varia de província em província. Aqui no Québec são: http://www.opq.gouv.qc.ca/.

      Abraços.

  28. Pedro,minha área é voltada a Segurança no Trabalho,é mas voltado a indústria,Construção Civil,pois esse profissional é indispensável nesse segmento ou atividade,creio se eu for tenho que aprender a legislação do País,como ilustrei melhor agora se souber de algo me dê um toque para eu me preparar.abraço cara.

    • Acho que é por aí, Neto. Talvez você tenha que fazer um curso para se adequar às normas locais e aí, poderia trabalhar. Mas, se o objetivo é imigrar, o mais importante é botar os pés aqui. Uma vez aqui, tudo se ajeita. Abraços.

  29. Sou Enfermeiro chefe (nivel superior) aqui no Brasil sou empregado em uma UTI em um hospital referencia em Joao Pessoa- Paraiba(emprego atual) há alguns anos e fui do SAMU (serviço de urgencia e emergencia movel) atendimento a vitimas em vias publicas. Quero trabalhar em Québec mais nao sei como fazer, se vc poder dar todas as coordenadas passo a passo agradeço.Sou casado a 19 anos e tenho dois filhos menores.

    • Joaquim, em breve, o que você precisa fazer é: começar a estudar francês (ontem). Conhecer o processo, saber os pré-requisitos e aplicar. Não tem segredo, se você der uma olhada aqui no meu blog, você acha um post onde descrevo as etapas. Você consegue imigrar fácil pois enfermagem é uma profissão em alta demanda, entretanto, você não vai trabalhar aqui de imediato. É preciso primeiro fazer parte da Ordem dos enfermeiros e, são eles que vão dizer o que você vai precisar fazer para poder fazer parte. Cada caso é um caso, não existe receita mágica.

  30. Pedro, você é bastante prestativo! Gostaria de abusar de sua boa vontade e perguntar se você sabe como o pessoal formado em Direito no Brasil tem se virado por aí. Sei que nosso diploma praticamente não vale nada no Canadá. Mas você conhece algém ou sabe de alguma história sobre o que as pessoas formadas em direito tem feito por aí: trabalham em escritórios como secretários, ou em alguma assessoria, ou como servidores públicos, etc. Desde já grata!

  31. Pedro tubo bem rapaz!
    Olha eu cheio de dúvidas…
    Sou técnico de enfermagem e tenho 5 anos de experiência na área e estou no 5 período de enfermagem e termino em 2014, então irei assim que me formar, pois quero trabalhar como enfermeiro. Vou tentar sem experiência como enfermeiro, mas tenho 5 anos como técnico de enfermagem. Isso conta?, já que o enfermeiro pode desempenhar função de técnico?
    Gostari de saber também quando em dinheiro devo levar mais ou menos para sobreviver até conseguir um emprego.

    • Jorge, para o processo isso conta sim. Mesmo que você não tivesse nível superior em enfermagem, acredito que o processo também aceita pessoas com o nível técnico. Se você quiser viver tranquilo aqui, $1500 (dólares) por mês é suficiente. Menos que isso também dá, mas aí você vai viver no aperto. Abraços.

  32. Oi Pedro boa noite, olha sou recém formado em Tec. de enfermagem e não tenho experiencia na área ainda, tenho francês intermediário. É obrigatório ter experiencia? Quanto tempo? Obrigado.

    • Sim, é importante ter experiência. Os critérios de imigração variam de acordo com o processo que você for fazer. Procure esta informação no site do MICC (Quebec) ou do Citizenship and Imigration Canada (Federal). Abraços.

    • Henrique, se você tem experiência acredito que não seja difícil não. Sendo a profissão regulamentada, a restrição que você vai ter é que não vai poder usar o título de Administrador enquanto não fizer parte da ordem e isso pode impor alguma restrição na possíveis vagas de emprego que você vai poder se candidatar.

  33. Olá, gostei muito do seu blog, marquei como favorito porque estou com muita vontade de imigrar, sou enfermeira recém formada e técnica em enfermagem com 3 anos de experiência, me matriculei no francês e estudo a língua sozinha de 2 à 4 horas por dia. Ano que vem se tudo der certo vou me mudar pra Brasília, acredito que assim ficará mais fácil arrumar toda a documentação e conseguir um emprego como enfermeira, moro no interior do Tocantins e por aqui é tudo muito difícil. Chegando lá vou ver se consigo me matricular na aliança francesa. Bom, a minha pergunta é a seguinte: Li em algum lugar que para imigrar preciso de 1 ano de experiência como enfermeira em período integral. Como é então este período integral, sendo que nós trabalhamos em esquema de plantão? Gostaria de trabalhar somente por 20 horas semanais para poder me dedicar mais ao estudo do francês, isso valeria ou tem problema?. Minha experiência como técnica em enfermagem vale? Tem outra coisa tbm, tenho que saber obrigatoriamente inglês e francês ou só o francês já basta?

    Agradeceria muito se me esclarecesse estas dúvidas.

    • Nádia, sua experiência como técnica em enfermagem vale sim. Acho que você está no caminho certo!! Sobre inglês, pro processo não é necessário. Pra vida real é altamente recomendável. Saber inglês abre as portas pra mais oportunidades de trabalho, dentre outras coisas. Abraços.

  34. OlA Pedro!
    Sou ANA JOANA Enfermeira vivo em CABO VERDE , pretendo me casar com um Canadiense, gostaria de saber qual o procedimento que devo tomar caso eu for viver em CAnada Kelowna pois, gosto muito do meu trabalho

    • Ana, após casar-se com o Canadense, ele deverá fazer o processo de Sponsor para levar você ao Canadá. Uma vez residente permanente, você vai ter que ver junto a ordem dos enfermeiros de BC como é o processo para poder exercer sua profissão naquela província.

  35. Boa noite, Pedro. Gostaria de tua opinião, sou um cara de 35 anos que quer dar uma mudada na vida, isso inclui uma nova carreira profissional e estou tendencioso a entrar na área de saúde, no caso enfermagem. Seria melhor fazer esta faculdade no Canadá para facilitar a aceitação imediata apos a conclusão ou fazer aqui no Brasil e ficar aguardando uma aceitação de meu diploma brasileiro ? No caso de uma faculdade no Canadá/Quebec qual seria sua recomendação? OBS: Me informa teu email para outros detalhes. Obrigado !!

    • Olá Islã,

      Seria muito melhor se você pudesse estudar aqui no Canadá, mas para a área de saúde, um dos pré-requisitos para estudar aqui é ser cidadão ou residente permanente. Se você conseguir imigrar com a sua profissão atual, chegando aqui nada te impede de mudar de área. Aqui no Québec as melhores opções são: McGill e Université de Montréal. Se você não conseguir imigrar, então o jeito é estudar aí e tentar imigrar com o seu diploma brasileiro.

      Abraços.

  36. Boa tarde Pedro, minha profissão é técnico em enfermagem, minha esposa esta terminando o auxiliar de enfermagem, temos duas filhas uma de 12 anos e outra de 3 anos, Vou iniciar o curso de francês agora em agosto. Você acha que eu consigo o processo de migração se somente eu falar francês? E elas estudarem a língua em Quebeç?

    • Fabio, eu acho que sim. Mas se você quiser ter certeza, faça uma avaliação online no site do ministério de imigração do Québec.

  37. Oi Pedro!!!!!
    Seu blog é ótimo!! Parabéns pelo trabalho!!!!
    Posso te pedir opinião, já pedindo? RS.
    Sou técnica em enfermagem há 10 anos, Trabalhei nos melhores hospitais de SP como HC e Einstein…. Tenho 29 anos, sem filhos. Acha que devo dar entrada no processo? Tenho chances?
    Agradeço desde já !!!!

    • Acho que já deveria ter dado entrada :) Chances tem sim, mas venha preparada porque chegando aqui ainda é preciso estudar um pouquinho antes de começar a trabalhar.

    • Priscila, precisam tanto de técnico quanto de enfermeiros. Mas eu não se se vale a pena trabalhar como técnico, as possibilidades de carreira são muito limitadas.

Leave a Reply

CyberChimps