Minha esposa finalmente Residente Permanente

Esta novidade já tem quase um mês, fazia tempo que queria compartilhar aqui no blog, mas o tempo está muuuuito escasso ultimamente.

Para quem não sabe, eu estava fazendo o processo de sponsor da minha esposa. Quando ela veio para cá em 2010, ela veio como estudante e, uma vez aqui, demos entrada no processo que finalmente acabou no dia 21 de março de 2012, após exatos 1 ano e 4 meses de processo.

Social Insurance Number

O processo em si foi super tranquilo, mas esta demora foi de matar. Um coisa boa, que mudou recentemente neste processo, é que quando se aplica de dentro do Canadá, não há mais a necessidade de sair do país e voltar para poder validar a imigração. Tudo é feito com data e hora marcada e, na ocasião, ainda é possível pegar na hora o número de seguro social. Ficou muito mais prático.

O processo

O processo de Sponsor (Regroupement Familial) permite que um cidadão ou residente permanente “apadrinhe” seu cônjuge, filhos, ou pais. Apadrinhar significa que você será responsável financeiramente por esta pessoa durante 3 anos e, diante deste compromisso, o governo aceita receber esta pessoa como residente permanente.

Existem duas formas de aplicar este processo: 1) Residente Permanente no Canadá, pessoa que será apadrinhada no país de origem (Brasil, para os brasileiros); 2) Residente Permanente e pessoa que será apadrinhada ambos no Canadá.

No nosso caso, fizemos a opção 2, mas se eu pudesse voltar no tempo eu teria feito a opção 1. Porquê? Primeiro pelos custos: Como minha esposa veio como estudante, tivemos que arcar com matrícula, mensalidades e seguro de saúde o que nos custou alguns milhares de dólares. Segundo, como o objetivo do processo de sponsor é reunir os membros da família, se as pessoas já estão juntas no Canadá, o processo deixa de ser prioritário. Terceiro: A pessoa que está aqui não pode trabalhar (trabalho ilegal não era uma opção que cogitávamos), pode fazer faculdade, mas não pode cursar alguns cursos (especialmente os da área de saúde) e os custos são altíssimos. Quarto: é preciso ficar renovando a situação da pessoa apadrinhada no país, ou seja, se ela veio como estudante, tentar renovar o visto de estudante ou mudar para um visto de turista. O problema disso é que existe sempre a possibilidade do governo negar este novo visto e a pessoa ter que sair do país. No ato do envio do processo (opção 2) é possível pedir um visto de trabalho, mas este visto costuma demorar pra ficar pronto, correndo o risco até de ficar pronto quando o de residente permanente já está também sendo finalizado.

Se tivéssemos feito a opção 1, minha esposa teria ficado no Brasil por alguns meses a mais, mas seu processo seria tratado com urgência, já que os processos de reagrupamento familiar tem alta prioridade nos Consulados, passa na frente de todo mundo que tiver fazendo o processo de imigração convencional. Teria sido chato no início, pois estaríamos longe um do outro, mas rapidamente o seu visto iria ficar pronto e, uma vez aqui, ela já estaria com tudo certo para dar continuidade à sua vida.

Conselho que não dou a ninguém

Se você passar por esta situação, não faça do mesmo jeito que eu fiz. Opte por ficar separado por um tempo e faça o processo com seu cônjuge no Brasil, vai ser melhor pra ele/ela. Acredite em mim.

Depois não diga que eu não avisei.

346 responses to “Minha esposa finalmente Residente Permanente”

  1. Que legal que tudo terminou bem. Parabéns duas vezes para a mamãe…
    Obrigado pelas dicas…essa questão de reagrupamento familiar não inclui sogras, neh?….pq se não vou ter que bloquear seu blog aqui no meu computador pra minha esposa não ir se empolgando…rs.
    Tudo de bom por ai!!
    e vamo que vamo!

    • Pedro says:

      Fala Andrezão… o processo não inclui sogras não, mas a sua esposa até que poderia tentar levar a mãe dela, ai não tem jeito não! Abraços meu velho!!

      • Maria Dejesus says:

        Ola Pedro,nem sei vc ainda ver essa pagina mas ai vai a minha pergunta,meu noivo e eu nos conhecemos pelo um site e já isso dura quase 2 anos ,ele já veio aqui no Brasil duas vezes para nos encontrarmos,penso que a vida è muito curta para se ficar longe de quem se ama,ele è canadense e divorciado,gostaria de saber se há condições de nos casarmos ai no Canada por procuração já que eu não consegui meu visto?assim sendo ele pode dar entrada normal comigo aqui no Brasil,sera que isso poderia influenciar no meu processo de imigração?obrigada Maria

        • Pedro says:

          Maria, eu não sei se dá pra casar aqui por procuração, não faço a mínima idéia. O que vocês podem fazer é ele ir aí e vocês se casarem aí. Em seguida ele volta pro Canada e aí faz o processo de sponsor.

          • Luisa says:

            Oi pedro! Eu tenho duvida quando ao casamento ai no Canadá, namoro um canadense a 2 anos e planejo ir morar um ano com ele em Montreal para depois casarmos ai mesmo. Lendo seu post acredito que seria melhor se eu voltasse pro Brasil depois desse tempo e ele desse entrada no processo de sponsor comigo aqui. Será que levaria muito tempo? Pois nao queriamos nos separar por muito tempo

          • Pedro says:

            Luiza, não sei quanto tempo ta levando o processo. Na época que eu fiz o da minha esposa a diferença era gritante, tipo 5 meses para quem tá no Brasil e 15 para quem tá em Montreal.

          • Valdelia says:

            Olá Pedro tudo bem?
            Muito informativo seu blog, Parabéns.

            Eu enviei a você algumas perguntas em seu facebook. Se puder verificar, agradeço muito.

            Abs,

  2. Lara says:

    Oi, eu faço atualmente faculdade de administração, mas não é exatamente a área que eu gostaria de continuar. Gostaria mesmo é de fazer turismo, mas gostaria também de imigrar para o Canadá mais por uma questão de viver em um lugar que não impera o “jeitinho brasileiro” e que tentar ser educado e fazer as coisas certas não é considerado idiota.
    Meu inglês é mediano, mas eu estou estudando muito e inclusive vou para Toronto em novembro para fazer um curso de inglês em tempo integral.
    Eu gostaria mesmo de saber se você tem informações sobre o que seria melhor para conseguir entrar no processo de imigração: administração de empresas ou turismo? E se você sabe se é possível imigrar para Toronto (que é a cidade dos meus sonhos) e não para Québec.
    Obrigada pela atenção e parabéns para você e sua esposa.

  3. Andrea says:

    Olá, vou precisar fazer essa escolha que vc fez quando conseguir imigrar. A minha dúvida é a seguinte: a pessoa não pode aplicar no Brasil (enquanto eu fico no Canadá) e ir pra lá como turista? E outra coisinha: vc chegou a cogitar a hipotese de incluir a sua esposa no meio do processo federal?
    Obrigada!

    • Pedro says:

      Olá Andrea,

      Sobre a primeira dúvida, sim é possível aplicar no Brasil e depois vir pra cá como turista, mas é preciso tirar o visto de turista antes, caso contrário acho muito difícil que eles emitam o visto sendo que a pessoa está no processo para imigração. Sobre a segunda dúvida, não, não pensei porque o meu processo já estava no final (exames médicos). Se eu quisesse incluí-la eu teria que refazer o processo do Québec para que ela obtivesse também o CSQ e depois pedir pra incluí-la no processo federal. Abraços.

  4. Shirley says:

    Ola! Quando vcs deram entrada no processo de sponsor aqui? Ela fez entrevista?

    • Pedro says:

      Shirley, demos entrada em Novembro de 2010, acho que no dia 8 acusaram o recebimento dos formulários. Não, ela não precisou fazer entrevista nenhuma, mas quando eles desconfiam de alguma coisa é possível que os dois cônjuges sejam chamados para uma entrevista. Abraços.

  5. Rodrigo E Bianchini says:

    Olá Pedro.

    Parabens pelo trabalho e pelo site, aproveitando gostaria de tirar uma duvida, estou pensando em aplicar para o processo de residente permanente na area de manutenção industrial vc ouviu/ouve falar se tem vagas nessa area por ai?
    Estive em Vancouver o ano passado por um mês e não notei muitas empresas por lá.
    Outra duvida minha esposa tb deve aplicar ao processo ou somente eu aplicando o visto e concedido a ela tb?

    Abraços e obrigado

    Rodrigo E Bianchini

    • Pedro says:

      Olá Rodrigo, tudo bem?
      Eu não conheço nada sobre esta área, vou ficar te devendo essa… Agora, antes de aplicar, procure conhecer bem o processo e verifique se a sua profissão vai ser aceita para o processo. Respondendo a sua outra dúvida, tanto você quanto a sua esposa tem que aplicar no processo. Um de vocês dois vai ser o requerente principal, ou seja, aquele que segundo os critérios do processo tem a maior chance de sucesso. Por exemplo, supondo que a sua esposa seja de uma área que tenha mais demanda que a sua, ela deveria ser a requerente principal.

      Abraços.

  6. LIVIA SAMPAIO says:

    Ola Pedro. Gostei muito de ler sua historia.
    Vivo em Alberta e em outubro (3 dias ates de expirar meu visto de turista) me caso com meu noivo que e canadense. Estamos juntos a 1 ano e 5 meses, sobre o mesmo teto 9 meses.
    Estamos tendo muitas duvidas sobre o processo de sponsor.. nossa cerimonia sera aqui no canada e em novembro vamos ao Brasil. Nao sabemos onde iniciar o processo. No caso se optarmos pelo Brasil, tem alguma problema a cerimonia ter sido realizada no canada? Voce acha que teria de esperar pelo visto permanente la? possso solicitar um novo visto de turista enquanto o processo corre? Onde tenho que ir no Brasil para dar entrada no processo? Muito obrigada!!

    • Pedro says:

      Livia, estando no Canadá você pode fazer o processo aqui ou mandar para o Brasil. Se você ficar aqui, vai ter que ficar renovando seu visto para ficar legal no país. Veja bem, uma vez aqui o que é renovado na verdade não é o visto, é o permit que você recebe quando entra no país. O visto é um documento que serve somente para entrar e sair do país. Se você for para o Brasil, aí sim, para voltar pra cá você tem que ter um visto válido. O processo no Brasil corre mais rápido, já que para eles o seu noivo está aqui no Canadá e você no Brasil, então o processo entra numa lista de alta prioridade, já que a idéia é reunir as pessoas o mais rápido possível. Se você optar pelo processo aqui, o processo vai demorar mais, foi o caso da minha esposa. Outra coisa, o fato de você ter se casado aqui no Canadá não vai atrapalhar em nada seu processo, pelo contrário. Se ficou faltando alguma coisa, ou se não fui claro, entre em contato de novo. Abraços.

    • Thaysa Souza says:

      Olá, eu e meu namorado queremos nos casar. Ele é canadense assim como o namorado de Livia, de Calgary AB. Eu sou brasileira. Estamos namorando a 2 anos e 3 meses, porem nunca moramos junto já que faço faculdade aqui no brasil e ele trabalha e não fala portugues para morar e trabalhar aqui. Nos não sabemos por onde começar. Se nos casarmos aqui no brasil como faço pra validar meu casamento no canada e se nos casarmos aqui no brasil podemos dar entrada no apadrinhamento?
      Qualquer informação ficaremos muito grato, ele vem em novembro para passar meu aniversário comigo e tudo que queremos é ficar juntos casados, tem sido muito dificil para nos ficar longe.
      grata e parabéns Pedro e espero que tudo de certo pra vc livia

      • Pedro says:

        Thaysa, o caminho pra você é o seguinte: Ou você casa no Brasil ou no Canadá. O importante é estar casada!! Uma vez casada, seu marido volta para o Canadá e você fica no Brasil. Vocês entram com o processo de Sponsor e mandam para o Consulado de São Paulo. Como vocês estão separados, o processo vai andar mais rápido e, em questão de meses, o seu visto vai sair. A “validação” do casamento vai ser feita no Consulado de São Paulo, então a certidão de casamento brasileira vale, bem como a do Canadá, caso você se case aqui. Se tiver mais dúvidas, entre em contato. Abraços.

  7. Isabela Lula Fernandes says:

    Olá Pedro,
    Casei há um mês e o meu marido já mora e trabalha no Canadá, em Montreal, há mais de 03 anos. Estou no Brasil e ele voltou para o Canadá. Pergunto: Como é feito o início do processo de apadrinhamento?
    O que faço em primeiro lugar os exames médicos ou o envio dos documentos? Gostaria de uma síntese, pois já pesquisei bastante e cada lugar fala uma coisa.

    • Pedro says:

      Isabela, toda informação está muito bem documentada no site do CIC. No seu caso, a melhor opção é você fazer o processo estando aí no Brasil. O processo é feito em duas partes: Seu marido vai preencher um formulário onde ele vai se comprometer a ser seu sponsor e você vai fazer uma demanda de residência permanente. Os dois processo tem que ser enviados juntos e, se não me falha a memória, vai ser aí para o Consulado em São Paulo. Os exames médicos não precisam ser feitos de imediato, eles vão te pedir para fazer os exames quando for a hora certa. Se tiver mais alguma dúvida, entre em contato. Boa sorte.

  8. vanessa says:

    olá pedro muito legal seu blog parabéns…
    Eu tenho uma duvida e queria ver se vc pode me ajudar…
    eu tenho meu visto de turista multiplas entradas e estou aqui no canada a 4 messes eles me autorizaram a ficar seis ou seja expira dia 3 de set….eu estiu moorand c meu namorado e vamos nos casar e dar entrada no meu processo de apadrinhameto. O qeu eu queria saber era se eu posso mesmo estando aqui dar entrada como outside canada, ou era melhor eu voltar p brasil?to super em duvida eu não queria que ficassemos tipo seis messes longe sabe…ja li tanto e realmente me sinto perdida por q tb se eu ficar e fazer como inside…ficar esses messes todos sem poder trabalhar tb e bem dificil….o q vc me aconselharia??? Muito obrigada
    Vanessa

    • Pedro says:

      Vanessa, você pode dar entrada como “outside canada” mas para isso você tem que ter alguém lá no Brasil com uma procuração para resolver qualquer problema lá. Basicamente você vai fazê-los acreditar que você está no Brasil. Dá um pouco mais de trabalho, mas funciona. Abraços.

  9. Samih Daibes Jr. says:

    Olá Pedro,

    Vou exercer um clichê agora, já que todos iniciam a mensagem (e com razão) assim: parabéns pelo seu blog! De fato, eu reconheço o seu blog como um dos mais informativos e objetivos sobre o tema Canadá. Obrigado pelo compartilhamento dessas informações tão úteis.

    Nesse sentido, gostaria de tirar uma dúvida com você. Eu já tenho o visto de residente permanente, mas por motivos pessoais, eu ainda resido no Brasil. Casei recentemente e gostaria de iniciar o processo de residência permanente dela. Após ler seu post, entendi que o “sponsor” seria a maneira mais fácil (e relativamente menos complexa) para atingir esse objetivo. Entendi corretamente? E neste meu caso, você saberia se eu posso iniciar esse tipo de processo estando no Brasil?
    Por fim, você se incomodaria se pudéssemos trocar algumas idéias por email?

    Desde já agradeço pela atenção.

    Abraços,

    Samih Daibes Jr.

  10. Marcia says:

    Oi, Pedro

    Gostaria de saber se tendo visto de multiplas entradas posso voltar ao Brasil por um pequeno periodo e voltar ao Canada depois de ter enviado o processo de Residente Permanente.

    Obrigada
    Um abraço

    • Pedro says:

      Olá Marcia, se o seu visto for válido você pode sim voltar ao Brasil. Se o visto expirar e você renovar aqui de dentro do Canadá, o que você está renovando na verdade é o direito de continuar no país e não o visto. Neste caso, você precisaria tirar outro visto para poder voltar para o Canadá. Falo isso, pois aconteceu conosco minha esposa ter renovado o study permit mas o visto ter expirado e sermos barrados no aeroporto de Guarulhos. Graças a Deus conseguimos tirar um outro visto em caráter de urgência no Consulado e pudemos voltar. Abraços!

  11. Mayra Marchi says:

    Prezado, Daqui um mês eu e meu namorado canadense vamos iniciar a batalha que vc acabou de vencer! Pena eu não ter achado o seu post antes, teria ficado no Brasil, mas agora já estamos morando juntos em Halifax e vamos completar um ano. Gostaria de saber se vc pode me dizer quanto tempo depois ou quando a sua esposa conseguiu o PR ela já pode trabalhar e ter direito a plano de saúde aqui no Canadá? Muito obrigada desde já, Mayra

    • Pedro says:

      Olá Mayra,

      Explicando: Aqui o processo é um pouco diferente: 1) Canadá diz ao Québec que eu sou apto a ser Sponsor. 2) Québec me aceita como sponsor e emite um Certificado de Seleção do Québec para minha esposa. 3) Canadá informa que está analisando o processo de residente permanente. 4) Canadá aceita minha esposa como Residente Permanente. Em 3) minha esposa estava apta para se inscrever no plano de saúde do governo. Como você sabe, cada província tem suas próprias regras e seu próprio sistema de saúde e aqui no Québec, no caso da minha esposa, os pré-requisitos eram: ter o CSQ (etapa 2) e ter uma carta do Governo Federal comprovando que o processo dela estava em andamento (etapa 3). Isso demorou uns 8 a 9 meses para acontecer. Na etapa 4, quando o processo termina, tem uma cerimônia de imigração (antes era preciso sair do país e voltar para fazer a imigração) e nesta cerimônia você vai virar imigrante, de fato, e também vai tirar o número de seguro social definitivo. Com este número de seguro social você pode trabalhar.

      Detalhe importante, quando for fazer o processo, mande no mesmo envelope um pedido de visto de trabalho. Este visto de trabalho vai ficar pronto antes de você se tornar residente permanente (algo entre etapas 3 e 4) e, com este visto você poderá trabalhar. Neste caso, você vai tirar um número de seguro social temporário, que será substituído pelo definitivo, no dia da sua cerimônia de imigração.

      Boa sorte!

  12. Paulo says:

    Olá Pedro,

    Eu ainda nem comecei o processo de imigração, mas já estou estudando francês há algum tempo. Já tenho um nível bom e estou aguardando pra fazer o TCF, pra comprovar meu nível de francês.

    A dúvida é a seguinte: eu vou casar início ano que vem e minha noiva ainda não tem francês, então eu tinha pensado na possibilidade de dar entrada no processo enquanto ainda sou solteiro, mas agora com tudo isso que vc escreveu, fiquei na dúvida. Vc acha q a melhor coisa a fazer é esperar mais pra mandar o processo e mandar somente qdo já formos casados ou vc acha q nao tem problema se eu iniciar o processo como solteiro e depois tentar incluir ela junto?

    Merci bcp!

    • Pedro says:

      Paulo, o melhor a fazer é mandar depois que vocês estiverem casados e, enquanto esperam que isto aconteça, sua noiva já tem que começar a estudar francês. Eu só fiz o que fiz porque quando conheci minha mulher eu já estava no final do processo de imigração, esperando para fazer os exames médicos. Se eu a tivesse conhecido antes, eu teria feito o processo com ela. Abraços.

  13. Paula says:

    Oi Pedro, tudo bem?
    Gostei bastante do seu blog. Parabéns!! ;-)
    Quero aplicar para o visto de residente aí no Canadá (Toronto, pq não falo francês). Minha irmã e a família dela já moram aí há quase 4 anos. São residentes e está pra sair a cidadania dela, mas eles não sabem quando. Pergunta? Mesmo ela ainda não tendo a cidadania é possível ser minha sponsor?
    Obrigada!!

    • Paula says:

      Oi Pedro, se você puder me passar teu e-mail também. Gostaria de falar melhor contigo sobre algumas dúvidas! Muito obrigada e tenha uma ótima semana!

    • Pedro says:

      Paula, sua irmã não pode ser sua sponsor. O sponsor só pode “apadrinhar” filhos/filhas ou os pais. Irmãos estão fora. Você teria que fazer o processo de residente permanente, como sua irmã fez. Abraços.

  14. Leandro says:

    Olá, Pedro!
    Minha esposa e eu, com a intenção de viver no Canadá, fomos visitar Montreal e Toronto, e por questões pessoais preferimos a segunda (e nem é pelo idioma). Sabemos que o processo federal para residência é bem mais complicado que do Quebec (ao menos pelo que percebi pesquisando e no seu blog mesmo), então temos uma dúvida, que talvez você possa me ajudar.

    Estou interessado num curso de pós de 3 semestres, e no contato com a college, surgiu a informação que após a conclusão do curso, ainda é possível aplicar para o post-graduation work permit, geralmente a imigração canadense concede um tempo igual ao do curso para o estudante trabalhar no país. Ou seja, seria um total de 6 semestres (3 anos) morando no país. Com esse tempo há possibilidade de ser concedido o visto de residente? Desde já agradeço caso possa responder. Obrigado!

    • Pedro says:

      Leandro, se for possível aplicar para o work permit, perfeito. Se você conseguir isso, depois você poderia tentar ou renovar o work permit ou dar entrada no processo de residente permanente. Eu não sei te responder agora, com exatidão, mas no processo de residente permanente existem umas regrinhas para quem tem work permit, dê uma pesquisada que você vê quais são as restrições. Abraços.

  15. Shirley says:

    Pedro valeu pela atencao e paciencia ai nas respostas. Olha, no processo da sua esposa depois q ela recebeu o Csq com quanto tempo depois ela recebeu o PR card? Demorou? Abraco.

    • Pedro says:

      Shirley, ela recebeu o CSQ em junho/2011 e virou residente permanente em março/2012. O PR card ela recebeu em abril/2012 se não me falha a memória… Abraços.

  16. Paulo says:

    Sou residente permanente no Canadá e antes de vir, tinha uma união estável e agora estou me separando. Como não sou o aplicante principal no processo de imigração, pois fui beneficiado por ser o conjuge, gostaria de saber se dependo desta união para continuar sendo residente permanente no Canadá?

    • Pedro says:

      Quando você diz que é residente permanente, você já veio pro Canadá, já tem o PR card, ou você ainda está no Brasil? Veja bem, se você já tiver aqui, com PR card nas mãos, não vejo muito problema… agora se você ainda não finalizou o processo (você só vira residente permanente quando vem pro Canadá) eu não saberia dizer se teria problema ou não. Só o agente de imigração saberia te dizer com certeza. Ligue no Consulado e pergunte. Abraços.

  17. Daniela says:

    Oi Pedro , realmente a 1 opção é a MELHOR
    No meu caso foi isso que fizemos , como não poderia trabalhar no CAD e teríamos mais gastos com o visto de estudo , demos entrada no processo out CAD e foi muito rápido , a resposta do processo aceito e pedido para CSQ saiu em apenas 2 meses , e o pedido para o passaporte e PR em 2 meses , ou seja apenas 4 meses de processo , tenho certeza que esta é a melhor opção ! Apesar de ficarmos separados 4 meses valeu a pena pois tivemos menos gastos :)

    • Pedro says:

      Olá Daniela, ótimo depoimento. Parabéns e sucesso pra vocês! Abraços.

    • Filipe says:

      Oi Pedro e Daniela,

      Eu sou residente e estou apadrinhando minha esposa que está no Brasil. Estamos no meio do processo, já recebemos o OK da parte federal e o CSQ do Quebec. No site do CIC diz que esse processo demora 12 meses. Não sei se isso procede, espero que na prática seja diferente. Vocês sabem me dizer ou conheçam alguém que está na mesma situação, queria muito tirar essa dúvida que está me matando…eu dei entrada no processo dia 16 de Janeiro (data que consta no sistema do CIC).

      Agradeço desde já pela ajuda,

      • Pedro says:

        Filipe, na prática costuma ser diferente. Tenho um amigo que fez exatamente como você, embora no caso dele eram esposa e filho. Ele começou o processo um mês depois da gente e o processo dele durou cerca de seis meses (tudo). Foi muito rápido!!! Talvez no caso dele tenha sido mais rápido por causa do filho, mas no seu caso não deve demorar 12 meses não, processos de reagrupamento familiar tem prioridade. Tenha só mais um pouco de paciência que logo logo vocês estarão reunidos. Abraços.

  18. Rosemere says:

    Olá Pedro,como vai?Parabéns pelo seu blog,muito bom!!Me chamo Rosemere,moro em João Pessoa capital da paraiba aqui no nordeste brasileiro.Tenho uma filha de 20 anos que vai fazer intercâmbio para Universidade Concordia em Montreal.Gostaria que se possível você me falasse um pouco sobre a universidade com relação a segurança da mesma para estudantes estrangeiros,morar nas proximidades,segurança em andar nas ruas,etc.Estou com a cabeça a mil.Ela terá que arrumar lugar para morar,quando você fala em “homestay e famille d’accueil” o que quer dizer e como se consegue?Ficarei grata com tua atenção .

  19. Rosemere says:

    Olá Pedro,tudo bem?Ufa!! Quanta tenção…Parabéns pelo blog!!Muito bom!Parabéns por mais essa conquista!Sou Rosemere,moro em João Pessoa (capital da paraiba nordeste brasileiro).Minha filha de 20 anos está indo fazer intercâmbio na Universidade Concordia em Montreal agora em janeiro 2013.Gostaria de saber alguns informações tipo:segurança na universidade para estudantes estrangeiros (focado no brasileiro),segurança ao caminhar nas ruas,moradia nas proximidades da universidade(se é fácil conseguir)minha filha terá que providenciar)e quando você fala em

    “homestay e famille d’acc… “que tipo de moradia é essa e como se consegue?Pedro, desde já agradeço o que você puder me passar.Ontem postei uma mensagem mas não sei por que não está aparecendo,desculpas qualquer coisa.Deus abençoe vocês.

  20. Rosemere says:

    Olá Pedro,como vai?Apesar de não teres visto ainda meus recadinhos,estou aqui novamente.Já sei do que se trata – “Homestay”.A pergunta agora é se você tem como indicar alguma família de origem canadence(tenho lido uns blogs de brasileiros que tiveram experiências não tão boas como a sua e conicidentemente as famílias apesar de morarem no canadá eram estrangeiras tipo:indianos,italianos e coreanos) que posa hospedar minha filha.Gostaria também de saber como é a educação dos adolescentes canadences,será algo parecido com nossa educação no quisito como criamos nossas filhas aqui no Brasil?Estou anciosissima por suas respostas.Todos os dias várias vezes dou uma olhadinha aqui,rsrsrsrs.

    • Pedro says:

      Olá Rosemere, tudo bem? Olha, antes de tudo quero te dizer para ficar super tranquila. Montréal é uma cidade muito segura, sua filha não vai ter nenhum problema aqui. Homestay (em inglês) e Famille d’accueil (francês) nada mais é do que uma casa de família, onde as pessoas recebem estudantes estrangeiros. É um ótimo lugar para se ter um contato maior com a cultura / rotina de uma família canadense. De fato, o Canadá é um país de imigrantes, então a probabilidade de existir homestays onde as famílias não sejam Canadenses natos é muito grande, não tem como fugir disso. Normalmente, o contato com a Homestay é feito direto com a escola, ou a faculdade no caso da sua filha, mas eu posso sim indicar o local onde eu fiquei. Eu vou entrar em contato por email com você para podermos conversar melhor sobre isso, ok?
      Abraços.

  21. Rosemere says:

    Que legalllllllll!!!Graças a Deus você viu!!! Estou muito feliz Pedro!!Amém por suas palavras”Montréal é uma cidade muito segura, sua filha não vai ter nenhum problema aqui”amém e amém infinitas vêzes.Temos entregue tudo nas mãos de Deus.Nossa maior preocupação é que a universidade não disponibiliza a estadia(indica uns sites para contato que ainda vou explorar) como em outras onde estão alguns colegas dela,sendo assim ela terá que providenciar como te falei.Pensei nesse primeiro momento (1 ou 2 mêses,não sei se funcina assim também ,né?)ela ficar em uma Homestay enquanto conhece o pessoal na universidade e possa formar um grupinho e alugar um “dois e meio”(já aprendi com contigo,rsrsrs).Fico um pouco temerosa também no Homestay por não conhecer a cultura,a forma como educa os filhos,como já sabes,somos nordestinos e nossa criação e educação aqui é diferenciada do sul do nosso próprio país,quero dizer é mais contida até onde sei,rsrs.Temos parentes no Canadá mas em Ottawa,fica um pouquinho distante,né?Quando entrarmos em contato por email te passarei meu face então conhecerás melhor nossa família.
    O país é bilíngue mas,existe alguma predominancia entre o inglês e francês?
    Estou no aguardo de seu email.

    Abraços

    • Pedro says:

      Rosemere, o importante mesmo é que sua filha tenha um lugar pra ficar quando ela chegar aqui, depois se ela quiser continuar ou mudar pra um outro lugar fica a critério dela :) Sobre cultura daqui, é beeeeem diferente, os valores são diferentes, os costumes são diferentes, até os horários de comer são diferentes. Claro, seria impossível achar outro lugar com os mesmos costumes que os nossos não é? Se no próprio Brasil já tem tanta diferente de uma região pra outra, imagina quando se compara um país com o outro. Mas como te disse da última vez, não há motivos pra se preocupar. Acho que o único motivo que você tem mesmo que se preocupar é com o fato de sua filha gostar tanto daqui e não querer mais voltar pro Brasil :)

      Ottawa fica perto de Montréal, em média 2 horas de viagem, de carro. Lá se fala Inglês. Sim, o país é bilingue mas o inglês é predominante. Mas não aqui no Québec, onde fica Montréal. Aqui o francês é predominante, mas Montréal é uma cidade bilingue, inclusive a Universidade Concordia é inglesa. Se a sua filha não fala nada de francês, não tem problema nenhum, ela consegue se virar direitinho aqui em Montréal.

      Abraços.

      • Rosemere says:

        Oww Pedro…,muito obrigada por suas palavras.Você consegue passar seguranças sim.Logo logo entro em contato contigo por email,ok?

        Abraços

        Rosemere

  22. Eliane says:

    Olá! Vou casar com um brasileiro residente no canada. gostaria de algumas informações. Obrigada

  23. Eliane says:

    Olá! Vamos casar em janeiro e entraremos com o pedido para eu ir morar no Canada com meu “esposo” . temos muitas duvidas ainda mas qual seria a melhor forma, ele fazer esse pedido no Canada ou no Consulado aqui no Brasil?
    Gostei do seu blog , acredito que ajude muito as pessoas e obrigada por responder.
    Eliane

    • Pedro says:

      Eliane, seu “esposo” mora no Québec ou em outra província? Se for no Québec, o processo é um pouco diferente. No caso de vocês, como você está no Brasil, vai ter uma parte que vai ser feita no consulado do Canadá em São Paulo. O processo todo está documentado aqui: http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/fc.asp. Leia o guia com bastante atenção. Baixe os formulários necessários (nem sempre são todos) e atente para a instruções para pessoas que são da América Latina (Item 3) desta página cujo link te enviei. Não tem segredo, mas você vai ter que ler bastante. E vai ter que gastar um tempinho preparando tudo. Boa sorte.

  24. Eliane says:

    Muito obrigada Pedro!
    Ele mora em Toronto

  25. Eliane says:

    Olá! Estou lendo na medida do possivel. Agora é so esperar para dar entrada no processo. Obrigada

  26. Eliane says:

    Olá! Vc acha que da pra fazer sozinho ou é melhor pagar pra alguem fazer isso?

  27. Eliane says:

    Olá, Obrigada pelas dicas esta ajudando bastante, vamos tentar fazer sozinhos, vc poderia deixar seu email ou algum outro contato para meu noivo possa entrar em contato com vc? Ele mora em Toronto, assim fica mais facil para ele falar com vc.
    Obrigada!

  28. Samira says:

    oi, pedro. tudo bem? eu estou prestes a me casar com um canadense, e ele será meu sponsor. pelo que andei lendo no site do cic, é mto complicado e acho que requer mto dinheiro também. vc sabe se os meus documentos do Brasil precisarão de tradução de tradutor juramentado, ou pode ser tudo em português mesmo? e… meu namorado voltará para o canadá e eu ficarei aqui esperando o visto sair. será que demora mto, tipo, mais de 10 meses? e eu gostaria de saber se há alguma chance do meu visto ser negado, já que meu futuro marido é apenas um estudante. pois fico pensando que isso pode ser um empecilho para não aceitarem meu visto alegando que ele não tem condições de me sustentar. será que vc poderia me passar seu e-mail, por favor? pois eu gostaria de me comunicar com vc em relação as minhas dúvidas ao longo do processo.
    desde já agradeço.

  29. Sonia says:

    Ola Pedro estou mto frustrada e todos os dia eu venho procurar respostas as minhas duvidas sou casada a 4 anos com um cidadao canadense temos uma filha de 3 anos ele morou aqui 2 anos nao gostou daqui resolveu voltar pro canada sozinho pra aranjar emprego e ser meu sponsor ele deu entrada em agosto de 2012 eu tinha feigo os exames sem o consulado pedir e eles venceram em novembro/12 eles me mandaram uma outra solicitacao de exame do torax eu fiz esses exames e foram enviados dia 21/12/12 mas ate agora nada estou frustrada… e mto dificil ficar assim tanto tempo separados e nessa duvida de sim ou nao gostaria de uma opiniao sua
    Obrigado

    • Pedro says:

      Sonia, esperar faz parte do processo. É chato pra caramba, já passei por isso, mas tem que deixar a frustração de lado e ter esperança. O processo de sponsor no seu caso não vai demorar muito e os exames médicos já são o final do processo. Depois disso é mandar os passaportes e pegar o visto. Tenha um pouco mais de paciência que vai dar tudo certo. Abraços e boa sorte.

  30. Eliane says:

    Olá Pedro! Estamos como meu meu marido no Brasil tentando fazer nossoa documentos , vc tem ajudado muito. Ele retorna para o Cada na proxima semana e vai levar alguns documentos espero que não demore pra eu estar no Canada. Abraços

  31. Olá Pedro, primeiramente quero agradecer pelo magnífico blog, super informativo, sucinto e bem escrito. Sei que sou só mais uma das milhares de pessoas que entram aqui e te enchem de perguntas, mas mesmo assim, lá vou eu…rs
    Eu, meu esposo e meus dois filhos queremos começar uma nova vida ai no Canadá, ele trabalha há mais de 10 anos com TI, é Programador Java e PHP, e eu estou graduando em marketing, ambos estamos beirando os 30 anos, estamos estudando francês e inglês, já que nosso objetivo inicial é fixar residência em Montreal Ainda não começamos com o processo do pedido de visto permanente, e tenho três perguntas…

    Enquanto estamos aprendendo francês, vale a pena começar o processo, pois pelo que sei demora muito até a entrevista acontecer, e até lá já teremos uma melhor noção para passar pelo ‘teste’?

    Como família, podemos dar entrada no processo, para que ambos consigamos o visto, ou não, ele pode conseguir, e eu não e vice e versa?

    A área de TI é de fato promissora, encontra-se emprego fácil, daqueles tipo…5 mil/mês (líquido)??

    Peço por gentileza que se possível responda por email. Aguardo ansiosa. Abraços.

    • Pedro says:

      Bom, vou direto ao ponto:

      Pergunta 1:
      O risco de enviar a documentação com um nível de francês muito baixo é o seu processo ser rejeitado logo de cara. Se eu fosse vocês eu esperaria até estar perto do mínimo exigido. Me parece que agora tem que fazer uns testes também, estou meio por fora do processo que tem mudado bastante desde que eu apliquei.

      Pergunta 2:
      Sim vocês tem que fazer o processo em família: seu marido, você e as crianças. Não tem essa de um conseguiu o visto e o outro não. Ou consegue todo mundo ou ninguém. Com o perfil de vocês eu nem me preocuparia, é visto na certa :)

      Pergunta 3:
      Tem muito emprego sim, mas pra ganhar 5mil líquido por mês tem que ter um salário de pelo menos $80 mil por ano, que é um pouco difícil de ganhar logo de cara. Mas com um tempinho dá pra chegar nesse patamar sim.

      Abraços.

  32. Samara says:

    Ola Pedro, sou casada com um canadense e ja demos entrada no meu processo OUTSIDE Canada. Marco de 2012 recebi uma resposta em outubro 2012 dizendo que ele poderia ser meu sponsor e outra mensagem em novembro dizendo que minha parte do processo ja estava sendo analizada.Estamos os dois no Brasil desde novembro 2012 e temos passagem marcada para abril 2013. Voce sabe qnto tempo pode demorar esse processo ou geralmente varia?? Estou dando uma entrada no visto de turista caso meu processo ao saia antes de abril e eu nao perca a passsagem. Voce acha que tem chances deste visto ser negado??? Desde ja agradeco!

    • Pedro says:

      Samara, sobre o tempo do processo, difícil de dizer. Tem variado muito e cada caso é um caso. Não acho que o visto de turista seja negado, mas quando for pedir você tem que informar que já está fazendo o processo de sponsor. O consulado pode te chamar pra uma entrevista e ai tudo se resolve. Abraços.

  33. Samara says:

    ps: qndo demos entrada no processo OUTISDE estava morando com ele ai no Canada, nos casamos ai tbm!!! Nossa entrada no processo foi em marco de 2012 e a primeira resposta que tivemos deles foi em Outubro 2012.

  34. Sena says:

    Olá Pedro. Minha namorada é Canadense e atualmente estamos em nossos países. Elá virá em dezembro para me visitar e ficará 20 dias. Eu irei em julho e ficarei mais tempo. Gostaria de saber em qual País é mais barato e mais rápido para casar? Voce acha melhor eu casar com ela em julho quando eu for ou casar com ela em dezembro quando ela vier?

    • Pedro says:

      Sena, não faço a mínima ideia de quanto custa casar no Brasil. Aqui em Montréal eu gastei aproximadamente $400, que incluiu: ~ $300 para o casamento em si, $100 pela tradução das certidões de nascimento da minha esposa e a minha. Em outras províncias estes valores podem não ser o mesmo.

      Para efeito do processo, tanto faz casar no Brasil ou no Canadá, contanto que você prove que é casado.

      Abraços.

  35. Sena says:

    I’m typing in English so my Girlfriend can read too. I’ll get a tourist.visa. As you know, she lives in Alberta and is concerned if she can affirm that I’m outside Canada. We marry as soon as I get in Canada. What kind of problems can we have if they realize that I’m not outside Canada? What is the fastest way for me to get my work permit? I read the topics above and I perceived that is easier and faster if my sponsor (My girlfriend) says to the government that I’m outside Canada, with this they put our documents on priority. Please Pedro, explain us the best way to follow. We want to do In the right, fast and cheaper way.
    Best regards – Sena

    • Pedro says:

      As you said, the fastest way is when the sponsor is in Canada and the person being sponsored is in the foreign country, so she is in Canada and you in Brazil. Look, to be honest with you, I don’t think it’s legal for you to be in Canada and affirm that you’re not for the sake of the process. That being said, I’ve seen a lot of people doing this and apparently it works, but do it on you own risk. Concerning the risks I really have no idea, but I think the worse that can happen is that you’ll be forbidden to enter canada for a certain period of time.

      • Sena says:

        Mas vc fala que é mais rápido o processo se elá for na embaixada e dar entrada nos papéis como OUTSIDE CANADA, e dessa forma é mais rápido e que eu somente precisaria de alguém no Brazil que tenha uma procuração para resolver algumas coisa por aqui. Não quero correr riscos, busco com seu grande auxilio a melhor forma. Meu amigo, vou e serei promotor de vendas para a empresa …. Vc conhece? Breve seu amigo aqui vai estar em uma BMW Black dada pela …! Eu acredito e vou trabalhar para isso. Estou feliz pois sei que vou ter minha própria renda. Vc pode me dar um apoio com relação a clientes. Preciso de indicação, vc conhece muitos BR em TO, Alberta ou Ottawa? Posso ficar alguns dias viajando por essas cidades encontrando e oferecendo o produto e de preferencia promotores em potencial. Meu amigo esse produto quando vier para nosso país, te prepara para ganhar muito dindin pois herbalife já está cansada…. Forte abraço e aguardo tua resposta!

  36. Ivan Affonso says:

    Oi Pedro. Gostei muito de ler sua historia e me vi muito nela.
    Como você fez, dei entrada no processo de Quebec e posteriormente no Federal somente para mim, pois os custos são muitos altos, e pensei em concluir o resto (para a minha familia) já morando no Canada. Mas lendo o seu blog, percebi que não é realmente uma boa opção. Agora, recebi a solicitação de exame médico para mim e toda a minha familia. O mesmo ocorreu com você? Você recebeu a solicitação de exame somente para você ou para todos? No final do processo, você pagou a taxa final somente para você? Muito obrigado por se colocar a disposição para dúvidas! Grande abraço! Ivan

    • Pedro says:

      Olá Ivan, realmente não é uma boa opção. O melhor é fazer com todo mundo, mas como você não fez, vai ter que passar por este perrengue de ficar separado da sua família. No meu caso, eu não recebi esta convocação de exames médicos para minha família porque quando dei entrada no processo eu não tinha família nenhuma (esposa e filha). Na verdade quando eu conheci minha esposa eu já estava na fase de “aguardando o pedido de exames médicos”. No seu caso, o que deve ter acontecido é que você mencionou no processo que tinha família, mas que eles não iriam te acompanhar no Canadá. Por isso o governo pede mesmo assim que todo mundo faça os exames, embora só você receba o visto. Se este foi o caso, acredito que você só deva pagar a sua taxa. A deles você vai pagar quando fizer o processo de sponsor deles.

  37. Anderson says:

    Olá Pedro, é realmente muito útil as informações que você tem postado aqui.
    Estou no final do processo federal e tenho algumas dúvidas sobre a possibilidade de levar a minha namorada/futura esposa. Poderia passar um email para algumas perguntas? Obrigado pela atenção

    • Pedro says:

      Encaminhei um email pra você.

      • anna says:

        Pedro, ótimo post! Eu estou c o processo de sponsor na fase final, eu no Brasil meu esposo canadense em Vancouver. Gostaria de saber se sua esposa recebeu ajuda do governo canadense qt a recolocacao no mercado de trabalho e adaptação a vida canadense. Eles ajudam em algo? Obrigada! Anna

        • Pedro says:

          Anna, no nosso caso não recebemos ajuda alguma do governo. De toda sorte, o máximo que o governo vai poder te ajudar é 1) Cursos de idioma, onde você vai poder estudar inglês sem pagar nada ou pagando quase nada; 2) Ajuda a procurar emprego na sua área, através de ONGs que auxiliam imigrantes a se realocar aqui no Canada. Se a sua profissão for regulamentada, existem ONGs também que auxiliam com a papelada para dar entrada junto as Ordens Profissionais. Não espere muita coisa, se você não correr atrás ninguém vai fazer nada por você. Abraços.

  38. jessica says:

    oie pedro joia ?? vi seu blog gostaria tira uma duvida , qndo meu visto permanente saiu faltava dez dias pro meu filho nascer , mais o advogado nao me falou que eu teria que fala que tinha um depedente no brasil entrei sem fala nada ate entao nao falo ingles , hoje tenho problemas pra trazer meu filho todo advogado fala que e complicado pelo seu modo de vista oque axa ?? que forma eu poderia trazer , hoje ele tem um ano e dez meses , e mora com meus avos , obrigado

    • Pedro says:

      Bom, eu acho que agora o que você tem que fazer é entrar em contato com o Citizenship and Immigration Canada, explicar a sua situação e pedir uma orientação. Com certeza deve haver alguma maneira de trazer seu filho pro Canadá.

  39. Samara says:

    Ola Pedro, tenho algumas duvidas… recebi uma ligacao da imigracao solicitando outro exame medico pois o meu tinha vencido. Estou fazendo o processo outside Canada. Voce sabe de qnto tempo varia dpois do envio de exame medico para eles liberarem meus documentos? E quando tudo for aprovado, como vai ser este processo de eu pegar meu RP? Eles pedem para eu enviar o passaporte por correio ou eu teria que ir ate SP pessoalmente entregar?? Obrigado

    • Pedro says:

      Samara, não sei agora, mas antigamente demorava uma média de 15 dias após o envio dos exames médicos, para receber o pedido do passaporte e depois disso, mais uns 15 dias para estar com o passaporte em mãos. Você faz tudo via correios, a não ser que você more em São Paulo e possa enviar/recuperar seu passaporte pessoalmente. Junto com o passaporte, você vai receber um formulário que você terá que apresentar à imigração aqui no Canadá, ainda no aeroporto. É neste momento que você se torna residente permanente. O Cartão de residente permanente chega na sua casa, umas 4 semanas depois de você passar por esta etapa final aqui no Canadá.

  40. Jacqueline Garcia Caeiro says:

    Ola Pedro boa noite! Primeiramente parabéns pelo blog… gostaria de saber se você poderia me ajudar com algumas informações, meu noivo e canadense veio ao Brasil 2 vezes e eu estive lá uma fez… fiquei um período de 4 meses pois tive que voltar para terminar minha Faculdade de Enfermagem… ele enviou fez uma outra carta para que eu retornasse ao Canadá para casarmos lá, porem meu visto foi negado. Vamos dar entrada nos papeis para casar no Brasil, fui ao cartório e me informei de toda a documentação que ele precisa me enviar junto com a procuração. Agora minha pergunta depois que casarmos no Brasil, a entrada para minha entrada no Canadá como esposa dele, pode ser feita por aqui no Brasil, ou somente no Canadá? E qual seria o processo mais rápido? Estamos obtendo informações desencontradas e estamos perdidos? Obrigada, desde já agradeço a atenção!

    Jacqueline.

    • Pedro says:

      Jaqueline, no caso de vocês o processo seria da seguinte maneira: Seu noivo/marido volta para o Canadá e de lá ele da entrada no processo de Sponsor. Como você vai ficar no Brasil o processo vai ser mais rápido (vai demorar alguns meses ao invés de alguns anos). Aqui no post eu comento esta opção e se não me engano, em algum comentário eu postei os links para o processo. Eu vou encaminhar meu email para que você possa me contactar diretamente.

  41. Jacqueline Garcia Caeiro says:

    Pedro se não for muito incomodo,poderia me enviar seu e-mail para mais algumas perguntas, desde já agradeço a atenção!
    Jacqueline.

  42. Cintia says:

    Olá Pedro!
    Eu e meu marido estamos acompanhando seu blog a algum tempo, e já nos ajudou bastante no nosso processo.
    Poderíamos falar com vc por email? Se vc não se importar, claro!
    Obrigado
    Cintia

  43. Eliane says:

    Olá Pedro! Tudo bem? Casei em janeiro , estou no Brasil e meu marido no Canada. Hoje meu marido mandou os documentos e questionarios para o Case Processing Center em Mississauga Ontario. Você sabe qual é o proximo passo agora? eles entram em contado com um de nós dois em quanto tempo? Obrigada
    Eliane

    • Pedro says:

      Eliane, a imigração vai entrar em contato com seu marido primeiro, informando se ele foi aceito ou não como sponsor. Se sim, o consulado no Brasil deve entrar em contato com você pra informar do início do seu processo como residente permanente e posteriormente vai entrar em contato para dar o prosseguimento no processo: exames médicos e depois o pedido do passaporte para o visto.

      • Thais Silva says:

        Qual o motivo que levaria o consulado entra em contato com meu namorado, depois que tivermos casado informando que ele não foi aceito no sponsor ?

        Você não acha melhro eu casar com ele na Belgica e ir direto com ele para o canada?? Ou seja não voltar para o Brasil.

  44. Eliane says:

    Olá! mais uma pergunta Pedro, qndo mando os certificados da policia e para onde devo mandar? Obrigada. Eliane

    • Pedro says:

      Acho que você já deveria ter enviado junto com os outros formulários… Dê uma olhada no Guia do processo, ele vai te orientar certinho no que fazer e pra onde encaminhar.

  45. Eliane says:

    Obrigada! Add vc no facebook.

  46. Paula says:

    Oi Pedro,

    Tenho uma dúvida: meu namorado tem visto de trabalho temporário e deu entrada na residência sozinho. Queremos nos casar o quanto antes. Estava pensando em me matricular em um curso de 9 meses no Canadá, mas ouvi dizer que se me caso, terei direito ao “permis de travail ouvert” e assim, não poderei estudar. É verdade? Sobre a RP, quando ele me colocar no processo dele, o que acontece? poderei ficar no Canadá aguardando, pelo fato de ter o visto de trabalho?

    Obrigada!

    • Pedro says:

      Paula, eu realmente não sei te informar. A melhor coisa que vocês podem fazer é ligar na imigração (aqui no Canadá) e perguntar pra eles. Sobre a RP, o que eles dizem (está no guia da Residência Permanente) é que você pode ficar no Canadá até mesmo se você não tiver visto, mas que não é garantido. O ideal é que você tenha sempre um visto. Se você tiver o work permit temporário, acredito que você possa ficar sem problemas.

  47. Anderson says:

    Olá pedro, tudo bom? Parabéns pelo post. Minha pergunta é: vc sabe se ha alguma restrição para a pessoa apadrinhada quanto a ajudas do governo, bolsas, etc? Ou ela tem exatamente os mesmos direitos que um residente?
    Ela ganharia por exemplo a bolsa enquanto estuda a francisação?

    obrigado

    • Pedro says:

      Anderson, fui procurar pra não dizer besteira. Acesse http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/guides/3900ETOC.asp, seção What does it mean ‘‘to sponsor’’? Lá diz que o sponsor é responsável por cobrir as despesas básicas, mas não diz nada sobre ajuda financeira. Muito cuidado com uso de ajuda financeira. Bolsa pra estudar francês é ok, mas depender de seguro desemprego e outras ajudas de subsistência é furada. Tudo que você faz aqui está sendo analisado e isto pode ser usado contra você quando você for pedir a cidadania e usar ajuda do governo, nestas horas, pesa muito negativamente.

  48. Jacqueline Garcia Caeiro says:

    Olá Pedro boa noite!
    Meu noivo esta sendo auxiliado por um advogado no Canadá com tradução dos documentos para eu dar entrada aqui no Brasil para nos casarmos. Esta semana quando ele foi pegar os documentos para me enviar o advogado, disse para ele que era melhor ele esperar 6 meses, pelo fato do meu visto ter sido negado, pois quando ele desse entrada no Sponsor eles poderia recusar. Mas mesmo assim ele iria averiguar para nos dar uma resposta. Minha pergunta para você, esta informação procede? Meu visto foi negado mas ele esta vindo para o Brasil para nos casarmos e assim legalizar a minha situação, uma coisa influencia a outra? Será mesmo que temos que esperar este tempo para casarmos?Se tiver alguma informação e poder me orientar ficarei agradecida! Desde já agradeço a atenção.

    • Pedro says:

      Jacqueline, você não precisa esperar 6 meses pra casar, você poderia até casar amanhã por procuração, se fosse o caso. Uma coisa não impede a outra. O que eu acho que o advogado está fazendo é ser cauteloso para não queimar outra ficha. Não lembro se seu noivo é brasileiro ou canadense, se for canadense não teria porque negar o processo de sponsor sendo que vocês já estão casados (provado que não é casamento por interesse e todas aquelas regras lá do processo de sponsor).

      • Thais Silva says:

        Então nesse caso eu também tive o visto negado, meu namorado é belga.
        Mas vive no canada a 15 anos ele teria o processo de sponsor negado? memso depois que eu me casar com ele provado que não é casamento por interesse e todas aquelas regras lá do processo de sponsor).

        Aguardo sua resposta,

        Obrigada

  49. Priscila says:

    Olá Pedro, estou muito aflita sem saber que rumo tomar. Meu caso é o seguinte, tenho um namorado canadense mesmo, e estavamos planejando de eu ir para lá com o visto de estudante, para fazer o programa de estudo e trabalho de 6 meses, mas meu visto foi negado. Tivemos a ideia dele vir aqui para casar comigo, e eu aplicar o visto de turista com a justificativa que nos casamos e estou indo pra ficar com ele, e lá ele da entrada no sponsorship pra mim, ele pode aplicar lá assim que casarmos aqui dizendo que estou lá ou outside? O que vc acha q a gente poderia fazer pra nao ficarmos longe muito tempo? Talvez, aplicar o visto de turista com 2 meses de curso somente, e nao falar do casamento daqui do Brasil? Nem sei mais o q fazer, os despachantes aqui nem tem ideia de como me ajudar :((((

    • Pedro says:

      Não sei se foi o seu caso, mas um erro comum é me mencionar que tem relacionamento com Canadenses na hora de tirar o visto. Para o governo, eles pensam que você está indo pra lá pra ficar com o namorado e quando o visto expirar você vai ficar “ilegal”. E por isso eles negam. Na lógica deles, em caso de relacionamentos você só deveria ir se ele for seu sponsor.

      O que você pode fazer é se matricular em alguma escola de idiomas e tentar o visto de turista, como você mencionou. Importante, se você não tiver renda suficiente, você tem que pedir a algum amigo/parente que tenha renda para ser seu “fiador”. Neste caso o fiador vai mandar uma carta explicando que ele vai cobrir suas despesas e tem que mandar também comprovação que tem renda suficiente.

      Uma vez lá vocês podem se casar e ele dar entrada no processo de sponsor. Mas faça isso como se vocês estivesse separados, ou seja, ele no Canadá e você no Brasil. Veja o meu exemplo e o tempo que gastamos…

  50. Rosivani says:

    ola, gostaria de algumas informaçoes , estou no final, so esperando os documentos chegarem , mas ja esta no consulado a 30 dias e nao chega a carta , para me poder viajar, vc sabe me dizer quanto tempo leva, quando estar neste processo, gostaria d esaber sabe o tempo para eles me mandarem, pode me mandar seu imeio tb.

    • Pedro says:

      Olá Rosivani, a última notícia que eu tenho é que os consulados estavam de greve. Acho melhor você ter um pouco mais de paciência…

  51. Candice says:

    Oi Pedro, parabens pelo seu blog. Bem legal! Li no seu post que vc entrou com o pedido de visto de trabalho para sua esposa juntamente com o processo federal, eh isso mesmo? Foi o open work permit? Ela conseguiu? Demorou muito? Desculpa tantas perguntas. Eu e meu marido estamos aqui em NS esperando a carta do processo provincial para dar entrada no federal. Precisamos de um visto de trabalho para continuarmos aqui esperando pq a grana ja ta ficando curta, estamos aqui ha quase 1 ano. Ainda nao achei uma informacao no CIC que confirme isso e pelo tel eles me passaram o link de como aplicar para o visto de trabalho. Com a carta de aprovacao do processo provincial nos pulamos o LMO, mas precisamos que a empresa nos contrate sem visto de trabalho e tenha paciencia para esperar o processo. Voce pode responder por e-mail? Agradeco desde ja! :)

    • Pedro says:

      Olá Candice, na verdade não entrei com o pedido de visto de trabalho para minha esposa, foi um erro meu, devo confessar. Mas eu conheço um casal que passou por isso e ela conseguiu o work permit alguns meses antes de chegar a residência dela. Aqui você encontra a informação de como aplicar para o work permit: http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/extend-worker.asp. Muito importante, você tem que mandar a aplicação do work permit junto (no mesmo envelope) do seu processo de sponsor. Acho que deve demorar até uns 9 meses para o visto de trabalho ser aprovado. Talvez até antes.

  52. Cândice says:

    Obrigada, Pedro!

  53. Pedro, vejo no seu blog um empenho mto grd ajudando os compatriotas com informacoes sobre vistos pa o Canada! Parabens!
    Ajudando um pouco, quero mencionar que certos departamentos de vistos estao em greve, portanto a demora na obtencao dos mesmos pode demorar um pouco mais :( Tambem em Toronto ha a Comunidade Brasil Canada, (veja no Facebook) que da assistencia sobre varios assuntos ao recem-chegado. Boa sorte! Abracos

  54. Eliane says:

    Olá Pedro! Eu e meu marido casamos há 7 meses no Brasil . Ele esta no Canada e eu no Brasil esperando pelo nosso processo, ja tivemos uma primeira resposta positiva e me adiantei ja fiz os exames medico e o certificado da policia. Estamos fazendo tudo sozinhos , claro que com suas digas. Não conseguimos acompanhar o processo pelo site . Espero que não demore pois estou com saudades do meu marido . Post depois algumas informações aqui pois pode ajudar alguem. Obrigada, Eliane

  55. Eliane says:

    Olá Pedro ! ja encaminhamos a documentação do sponsor no canada e temos a informaçao que o processo esta no consulado em São Paulo e passaram o numero do processo para acompanhar pelo site , são tantas opções que não consigo saber como esta o andamento, vc sabe informar como faço para acompanhar o processo ? Obrigada

    • Pedro says:

      Eliane, no site do cic.gc.ca você vai clicar em: Check application status, em seguida vai selecionar a opção: Sponsorship e clicar em Go. Na tela seguinte você vai escolher a primeira opção: Sponsoring a spouse … living outside Canada. Siga as instruções da próxima página e depois clique em Check application status. Na próxima página, marque o checkbox indicando que você concorda com os termos e condições e clique em Continue. Em seguida, preencha o formulário com seus dados pessoais, o número do processo (ou o seu client id) e pronto. Detalhe, o site não mostra muitos detalhes e demora muito de ser atualizado.

  56. Eliane says:

    Obrigada Pedro , imagino que não esteja atualizado pq aparece sempre a mesma resposta. Ja encaminhei os exames medicos e os certificados da policia tbm , não vejo a hora de estar com meu marido , essa distancia machuca mas tenho que esperar . Vc tem ajudado bastante.Obrigada

  57. Rafael says:

    Cara, só tem informações valiosas aqui!!
    Me tira uma duvida se possível, tenho o visto de imigrante, ainda não fiz o landing, logo, não sou residente permanente ainda, e vou me casar em novembro, há algum problema nisso, pq nos papeis de orientaçao que vieram com meu visto pelo correio está pedindo para avisar o consulado sobre qualquer alteração no meu status, e se eu não avisar, sera que vou ter algum problema quando passar pela imigração, quando eu for fazer o landing?

    • Pedro says:

      Rafael, esta pergunta você tem que fazer no Consulado ou no CIC (www.cic.gc.ca). Só eles podem te orientar corretamente neste caso. Abraços.

  58. Joana says:

    Olá boa tarde, eu gostaria de saber se me podem ajudar em uma dúvida, meu marido foi hoje para Toronto com contrato de trabalho por 2 anos. Mas nao pude ir ja com ele, a advogada achou melhor, voces sabem quanto tempo demora a eu poder ir para lá? Obrigada desde já

  59. Oi Pedro,

    Seu blog é de grande ajuda. Mas tenho algumas dúvidas, espero que você possa me ajudar. Meu namorado é canadense é pretendemos nós casar em breve, uma vez que esteja no Canadá como turista.. Seria possível fazer o pedido de apadrinhamento como se eu estivesse no Brasil? uma vez que pedi meu visto de múltiplas entradas. Dá pra fazer desse jeito os fazendo acreditar que estou no Brasil?

    Jamilly

    Até logo

    • Pedro says:

      Jamilly, possível até que é. Só não sei que pode acontecer caso eles descubram que você está no Canadá e não no Brasil…

  60. lucimare says:

    Ola Pedro.
    Bem meu noivo ele é português com cidadania canadense. queremos nos casar.. A duvida é casar aqui no Brasil ou no canada? si eu for como turista e mim casar lá, quanto tempo o sponsor fica pronto, e mesmo esperando eu posso vim ao Brasil e voltar, temos duvida pois ele pode vim sempre ao Brasil por ser português mais é muito gasto.. Aguardo sua resposta

    • Pedro says:

      Casar no Brasil ou no Canadá não faz diferença. O que vai fazer diferença é como você vai fazer o processo de Sponsor. Se você vier como turista e se casar aqui você vai ficar pelo menos 1 ano e meio sem o visto. Neste tempo você não pode fazer praticamente nada, o que é muito chato. Se você puder esperar, é melhor casar e fazer o processo com vocês separados, ou seja, você no Brasil e ele no Canadá, porque o processo é mais rápido e quando você chegar aqui você pode dar continuidade à sua vida.

  61. lucimare says:

    Obrigada Pedro.
    Mais quanto tempo leva para o sponsor sair?
    E qual visto eu vou tirar depois que ele sair o de turista mesmo?

    • Pedro says:

      Se você fizer o processo estando no Canadá, o processo de sponsor demora de 1 ano e meio a 2 anos e para vir pro Canadá você terá que ter ou um visto de turista ou um visto de estudante e aqui esperar sair a residência permanente. Se você fizer o processo estando no Brasil e seu noivo no Canadá, o processo de sponsor demora pelo menos 5 meses. Neste caso você vem pro Canadá com visto de Imigrante e, chegando aqui, você se torna residente permanente.

  62. Dayane Lopes says:

    Olá Pedro, gostei muito do seu blog, tem muitas coisas importantes que precisava saber…mas ainda ficaram algumas dúvidas!
    Meu namorado imigrou para Vancouver e já esta 1 ano lá. Estava pensando em dar a entrada no meu processo por Quebec, pois seria mais fácil a entrada no país e depois iria ao encontro dele. Porém não tinha noção desse processo de sponsorship. Já estou no curso de francês e já pensando no meu processo de Quebec. Mas com esse processo que descobrimos, já estamos pensando em nos casarmos aqui no Brasil e ele dar entrada no sponsorship. A pergunta é: Preciso dar entrada no processo federal “Residente Permanente”? ou somente com esse processo no sponsorship eu já poderia viver lá com ele?

    Tenho que saber como funciona, pq estou com todos os planos do processo de Quebec, se o processo de sponsorship for mesmo tranquilo, paro meu francês e corro atrás do inglês somente.

    Mas preciso entender…se eu receber o visto aqui no Brasil, posso ir para o Canadá e trabalhar lá, ou vou ter que esperar um tempo?

    Se puder me tirar essas dúvidas ficaria muito grata!

    • Pedro says:

      Dayane, não faça o processo do Québec e pare de estudar francês. Perda de tempo e dinheiro. Invista no inglês e façam o processo de sponsor.
      O processo é dividido em duas partes: 1) seu namorado vai fazer o processo de sponsor e 2) você entra com o pedido de residencia permanente. Tudo isso é feito no mesmo pacote, que você encontra aqui: http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/fc.asp. Tudo está bem explicado, não tem erro não. Em resumo, o que vai acontecer é o seguinte: 1) vocês dão entrada no processo juntos (seu marido como sponsor e você como residente permanente); 2) O governo do Canadá reconhece seu marido como sponsor; 3) Seu processo de residente permanente é então avaliado; 4) Você é aceita como residente permanente – você vai ganhar um visto de imigrante; 5) Você chega no Canadá. No momento do desembarque, ao passar pela imigração você se torna residente permanente; 6) Você vai providenciar todas os documentos: Social Insurance Number; Permanent Resident Card; Health Insurance Card e você já pode trabalhar, abrir conta em banco, tirar carteira de motorista, fazer o que você quiser. Se tiver alguma dúvida entre em contato por email (acabei de te enviar um email de contato).

      • Dayane Lopes says:

        Oi Pedro,

        Muito obrigada pela suas informações, foram essências!
        Mas ainda tenho mais uma pergunta, esse processo que vc cita “Residente Permanente” é aquele federal?
        Achei que eu não precisasse dar nenhuma entrada, só o meu noivo?
        Eu vou precisar passar por aquelas entrevistas que tem no processo junto com pontuações???
        Essa parte fiquei na dúvida!

        Abraços e muito obrigada de coração!

        • Pedro says:

          Olá Dayane, na verdade você não entra com processo de Residência Permanente, foi um erro meu. Na verdade vocês pagam a taxa de direito de residência no Canadá, foi um erro meu. Vocês só precisam preencher os documentos que estão listados no Step 2, daqui: http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/guides/3900ETOC.asp.

          Você não vai passar por entrevista de pontos (isso é Quebec) mas você pode sim ser convocada para uma entrevista se o Consulado do Canadá no Brasil achar necessário.

          Abraços.

          • Dayane Lopes says:

            Oi Pedro,

            Mas essa entrevista é inglês??????

            Muito obrigada pela sua atenção e informações!

            bjs

          • Pedro says:

            Se você for chamada para fazer uma entrevista, ela pode ser tanto em inglês quanto em francês. Talvez em Português.

  63. lucimare says:

    Mais uma vez obrigada Pedro.

  64. Fabiola Monteiro says:

    Ola Pedro. Vi sua materia e gostei muito. Estou na mesma situacao que sua esposa esteve: Aguardando aqui. Realmente se arrependimento matasse. rsssss. Talvez voce possa ajudar-me com uma duvida, me marido solicitou o meu visto de trabalho junto com a aplicacao de imigracao como voce citou no seu post, mas realmente demora muito, ja faz 1 ano! Antes eu era estudante. Agora estou na condicao de “Implied Status” o que segundo a regra de Alberta e somente em AB, nao tenho direito ao Alberta Health Care e nao posso ter seguro privado aqui (convenio) por razao tambem do meu status, posso ter aqui somente coberturas de urgencias e emergencias. Nao encontro inormacoes nenhuma sobre isso, ou seja a impressao que tenho e que somente eu estou nessa condicao. Voce tem alguma opniao sobre isso? Obrigada.

    • Pedro says:

      Passamos pela mesma situação, com exceção do visto de trabalho que não solicitei para minha esposa. O visto de trabalho demora muito sim, na melhor das hipóteses já vi demorar menos de um ano, mas a regra é que demora mais de um ano. É bem provável que quando você receber o visto de trabalho logo em seguida saia também a sua residência permanente. Sobre o seguro de saúde, passamos por este período de “limbo” também, no caso da minha esposa, como eu renovei o visto de estudante dela eu consegui pegar um seguro de saúde. O que você pode tentar fazer é tentar pegar um seguro de saúde de viagem, dá uma olhada em http://www.worldnomads.ca e . É caro, mas pode valer a pena. Não sei aí em Alberta, mas aqui no Québec só para abrir uma ficha no hospital eles cobram mais de $500.

      • Farah says:

        Ola Pedro,

        Eu adorei seu blog, cheio de informações(infelizmente não vi esse site antes de aplicar). Parabens
        Eu e meu marido aplicamos Sponsorship Outside,Outubro de 2015,recebemos uma carta dizendo que meu marido canadense estava aprovado a ser meu Sponsor.Toda minha papelada foi mandada pro Brasil. Agora estamos esperando. Eu trabalhei ate o ano passado com um visto de trabalho” transferee”(mas ele expirou) e nao consigo reaplicar(por ja ter usado por 5 anos).
        Eu estou torcendo para o processo correr logo, mas pelo que eu estou lendo, nao saira por menos de 1

        • Pedro says:

          Farah, pois é, neste caso agora é esperar sair a residência e voltar ao mercado de trabalho :(

  65. lucimare says:

    Ola Pedro vc pode manda seu email para pode ter mais explicação

  66. Paulo Oliveira says:

    Parabéns Pedro;
    Pode-se considerar um sortudo por não estar mais no Brasil. País maravilhoso, porém, a política não é das melhores.
    Por muito tempo venho pesquisando outros meios, e vi em seu blog e dos irmão “Prezia” um novo caminho. Mas como fazer este processo de imigração? Ainda é possível? São muitas perguntas e ninguém melhor para responde-las do que alguém que tenha uma história parecida com a minha. Bom, tenho algumas peguntas. Mas primeiro, alguns detalhes: (Tenho emprego fixo, estudo inglês e pretendo aprender francês também. Estou poupando dinheiro e minha esposa trabalha).
    Qual a minha intenção?
    – Um recomeço. Segunda oportunidade. Uma melhor qualidade de vida.
    Então eu poderia – nos dias de hoje – conseguir imigrar e posteriormente levar minha esposa para junto de mim?
    Tenho 32 anos e sou designer gráfico; Casado há 4 anos no papel com a minha atual esposa; Também tenho uma filha de 7 anos que mora com a mãe dela. (Caso influencie em algo);

    Desde já, agradeço pela atenção. E mais uma vez, meus parabéns amigo.

    • Pedro says:

      Olá Paulo,

      Devido a sua profissão, acho difícil tendo em vista que ela não faz parte da lista de profissões que eles permitem imigrantes sem oferta de emprego. As suas alternativas seriam: 1) Tentar conseguir que uma empresa daqui te contrate, e, banque um visto de trabalho pra você. Em seguida você entraria com o pedido de imigração; 2) A sua esposa talvez tenha mais chances caso a profissão dela seja uma que esteja na lista. De toda sorte, tanto o governo federal (http://www.cic.gc.ca) como o governo do Québec (http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/en/index.php) possuem ferramentas para avaliação online das suas possibilidades de imigração.

  67. gostaria de saber pq meu namorado que ir primeiro pro canada pra quebec e eu ficar por pouco tempo e depois mandar o dinheiro pra mim ir só que que tenho medo ele mudar os sentimentos de 6 anos e meio quero ir pra la como pra morar depois trabalhar como minha profissao de enfermeira o que me diz a respeito ? e sera que o processo de aprovar pra imigrar pra ele vai demorar ele quer ir maximo ano que vem quer ja ta la sera q demorar quanto tempo abraços adorei esse blog

    • Pedro says:

      Joyce,

      De repente seu namorado pensa que vir pra cá primeiro é mais fácil ou mais barato no primeiro momento. Mas saiba que você como enfermeira tem chances iguais ou maiores do que ele para imigrar. Se ele não quiser vir com você, porque você não faz sozinha o processo de imigração?

      • joyce carla says:

        pq ainda to clucluindo minha formatura e termino tudo ano q vem e ele ta numa pressa doida pra ir eu odeio quando ele fala isso me doi pq ele vai primeiro e se depois ele nao quiser mais saber de mim e me deixar por aki mesmo mais ele disse que vem me buscar ja namoramos 6 anos e meio nao sei se devo confiar ele ir sozinho com amigos abraços amei seu blog kkk

      • joyce says:

        vc sabe o telefone do consulado daqui do brasil de sao paulo?

  68. Anita says:

    Olá Pedro, de repente você caiu do céu!! Estou em pânico. Se puder me ajudar… É que me casei com um Canadense de Quebec agora no dia 05 de outubro de 2013, aqui em SP, e ele já voltou pra lá (Montreal). Eu tenho o passaporte italiano (vc. deve saber que esse passaporte me dá direito a entrar como turista e ficar por até 90 dias). Aí pensei: não seria o caso de eu entrar no país com esse passaporte e dizer que estou indo visitar uma amiga? eles tem como verificar na imigração lá no aeroporto se sou ou não casada com canadense? Um colega daí do Canada – brasileiro – que auxilia pessoas em pânico como eu, meu disse que seria melhor eu começar o processo aqui, pegar o passaporte italiano e dizer na imigração do aeroporto em Montreal que sou casada com Canadense e que estou indo por um mês para visita-lo e que depois volto e, uma vez estando lá em Quebec, pedir a prorrogação do prazo dos meus 90 dias sob o argumento de que estou esperando o tal do visto sponsor. Mas esse argumento não iria justamente fazer eles pensarem que estou indo pra ficar e, por isso, me barrarem no baile? O que vc. acha? Ou, eu poderia arriscar e dizer que estou indo de férias? é que vi toda a documentação que precisa pra dar entrada aqui e me assustei… Se tiver mesmo que dar entrada aqui quanto tempo demora? mesmo assim posso ir como turista? como o processo em trâmite? Obrigada

    • Pedro says:

      Anita, como você casou no Brasil não tem como eles saberem :) Se tivesse sido no Canadá a coisa era diferente. Você pode vir como turista, mas não deveria mencionar que é casada, ou que tem um relacionamento com algum canadense porque eles podem te barrar. Uma coisa que você pode fazer é se matricular num curso de idiomas, por um mês, e vir pra cá. Aí você teria a desculpa perfeita :)

      Estando aqui vocês teriam mais tempo pra pensar o que fazer. Agora, quando vocês forem fazer o processo de sponsor eu recomendo (com veemência) que você faça estando (ou como se estivesse) no Brasil. Por que anda mais rápido e tem muito menos dor de cabeça.

      Abraços,

      Pedro

  69. Anita Tenório says:

    Pedro, muito obrigada pela resposta! realmente é muita generosidade tua ter esse blog, onde tantos brasileiros em pânico (como eu) são orientados. Só mais um detalhe: sei que você disse que eles não tem como saber na imigração se sou casada, mas estou renovando o meu passaporte italiano e eles me pediram a certidão de casório (não sei se talvez só pra constar no cadastro). Você acha que tudo bem mesmo assim eu ir com o italiano ou, se não seria melhor eu pegar um visto de turista com o brasileiro (que tirei antes de casar) para fazer ou curso? Obrigada novamente Pedro.

  70. Anita Tenório says:

    Pedro, obrigada do mesmo jeito, você já ajudou bastante! Mas se por um acaso você descobrir depois me conta, que eu te falo se pra mim deu tudo certo. Até mais

  71. Jordy says:

    Ola Pedro, realmente seu blog foi um dos melhores que ja achei sobre o assunto.

    Estou querendo me casar com uma canadense, namoramos a algum tempo ja, porem ainda somos relativamente jovens e ainda nao terminamos faculdade. Ai vao as perguntas:

    1) vc disse que prefere fazer o processo do sponsor pelo Brasil, ou como se estivesse aqui, como funciona esse “estivesse aqui’? Posso ir pra la como visitante e mesmo assim fazer o processo pelo Brasil?

    2) Qual tempo medio fazendo o processo no Brasil? E la fora?

    3) Eles podem negar o processo por nao termos a faculdade terminada ainda? (Claro que temos lugar certo pra morar etc)

    Obg pela ajuda

    • Pedro says:

      Jordy,

      1) É possível vir como visitante e fazer tudo como se estivesse pelo Brasil. Em teoria você teria que ter uma pessoa de confiança no Brasil para receber suas correspondências e encaminhar pra você no Canadá, etc. Mas eu não gosto muito desta opção… eu prefiro fazer as coisas da maneira correta.

      2) Maiores informações aqui:

      3) Seu namorado não precisa ter terminado a faculdade, ele precisa provar ter condições financeiras para poder te sustentar.

  72. Eliane says:

    Olá Pedro!
    Estamos aguardando a finalização do processo sponsor. Meu marido deu entrada na documentação no Canada em Junho de 2013, em julho recebemos um email comentando que o processo esta em São Paulo, não tivemos mais informações de mais nada , Espero que não demore mais. Não consigo acompanhar pelo site .

    • Pedro says:

      Eliane, se já está em São Paulo não deve demorar muito. Os processos de sponsor tem prioridade alta no consulado. Tenha um pouco mais de paciência, agora está mais perto do que longe. Abraços e boa sorte!!

  73. encontrorio2 says:

    Ola Pedro,

    queria saber se vc pode me ajudar com uma duvida, eu e minha esposa estamos no Canada, eu como Residente e ela como Turista, demos entrada no processo de sponsor em Fev-2013 e recebemos ja a primeira carta e ela ja recebeu o CSQ, aguardamos a finalizacao do processo, porem planejamos ir ao Brasil em fevereiro de 2014 e ainda nao temos certeza de que o processo dela estara finalizado (em fevereiro de 2014 tera 1 ano), pensamos em enviar os documentos dela para o Brasil e pedir a algum amigo para dar entrada no processo de turismo pelo Brasil. O que vc acha. O visto dela é de unica entrada.

    • Pedro says:

      Eu acho que existe grande chances do visto dela ser negado, mesmo sendo solicitado no Brasil. Eles tem registro que ela está fazendo um processo de sponsor estando no Canadá. O que você deveria fazer é ligar no CIC aqui no Canadá e pedir orientação sobre o que fazer neste caso.

  74. Dayse Daiane says:

    Oi Pedro,
    primeiramente gostaria de parabenizar pela a iniciativa de fazer um blog tão rico de informações e interativo. No meu caso é muito semelhante há de muitas pessoas que deixaram seus depoimentos e dúvidas, porém ainda não consegui entender uma coisa, o meu noivo é residente permanente no canada, atualmente mora em Alberta, e vamos nos casar, sabendo de todas as suas informações vamos optar pela 1ª opção, darei entrada aqui no Brasil. Eu já tenho um visto de múltiplas entradas com vencimento de 5 anos ( consegui agora em novembro/2013), eu dando entrada aqui no Brasil, eu poderei aguardar o processo no Canadá? Quantas vezes, normalmente, serei solicitada no consulado do Canadá aqui no Brasil? caso eu esteja no Canadá, posso deixar uma procuração para uma pessoa no Brasil fazer isso por mim?

    • Pedro says:

      Dayse, você até pode aguardar aqui no Canadá. Neste caso, você teria que ter alguém de confiança aí no Brasil para interagir com o Consulado (basicamente receber suas correspondências e enviar o que eles irão pedir eventualmente). Para minimizar o stress você já envia o exame médico quando der entrada no processo de sponsor e, depois que você estiver no Canadá, você manda seu passaporte pro Brasil para quando o Consulado solicitar alguém puder enviá-lo para o Consulado para receber o visto.

  75. Nubia Garces says:

    Olá Pedro, estava lendo as postagens do seu site, e fiquei na dúvida, existe uma diferença ao tirar o visto canadense. e o visto para região de Québec.

  76. Nubia Garces says:

    Esqueci, outra coisa, minha irmã está em são paulo, ela pode dar entrada no visto canadense por mim, por procuração, e se tem alguma procuração especifica.

    • Pedro says:

      Normalmente você faz tudo isso pelo correio, não precisa de ninguém em São Paulo para contactar o consulado. Se for o caso de sua irmã ir entregar ou pegar sua documentação acho que você pode autoriza-la de outra forma. Dê uma lida no guia do processo para ver o que é possível.

  77. Eliane says:

    Pedro , gostaria de saber se “encontrorio2” contrataram um representante para fazer o processo ?
    Obrigada

  78. Eliane says:

    Olá Pedro !
    Hoje recebi uma ligação donsulado de São Paulo , fazendo algumas perguntas a respeito d como conheci meu marido e falando que dentro de um mes o meu processo vai ser finalizado. Agora esta mais proximo de estar com meu marido !

    • Pedro says:

      Que ótima notícia!!! Espero tão logo seu processo seja finalizado e vocês reunidos aqui no Canadá!!

    • Jacqueline says:

      Ola Elaine,
      Me desculpe entrar no meio da conversa, mas gostaria de saber quanto tempo levou o seu processo. E espero que td tenha dado certo para vcs!
      Obrigada!

  79. anita tenório says:

    Olá Pedro, tudo bem? espero que sim. Primeiramente que você e toda sua família tenha um ótimo 2014!
    Você já me ajudou um tempinho atrás, lembra? então, eu estou preparando o processo out side Canadá, estou em SP e meu marido no Canadá. Agora estou preenchendo aquele bendito formulário IMM 0008, e estou com dúvida no seguinte:

    1. Quantos membros da família incluindo você está nesta aplicação? (como eu lí nas instruções que o esposo e todos os membros da minha família devem constar estou com dúvida. Eu não tenho nenhum dependente, de modo que seria somente eu, ou seja, 1?

    2. Nesse mesmo formulário tem i tem DEPENDENTS e TÁ DIZENDO QUE EU DEVO PREENCHER SOBRE CADA MEMBRO DE MINHA FAMÍLIA. A dúvida é: se eu não tenho dependentes e também não estou pensando em levar ninguém pro Canadá comigo, eu devo preencher essa parte colocando pai, mãe, irmãos, etc…?

    Obrigada de novo

  80. Jacqueline says:

    Ola Pedro!
    Meus parabens pelo seu blog, ele eh maravilhoso!! Eu ja estava ficando maluca, pois ha tempos vinha procurando alguem pra conversar sobre esse assunto tao delicado. Senao for pedir muito, vc poderia me mandar um e-mail?
    Desde ja, meu muitissimo obrigada!!

  81. Alexandre says:

    Oi Pedro,

    Minha esposa tem o CSQ e está aguardando a emissão do visto. Queremos solicitar o reagrupamento familiar também. Seguindo a sua sugestão de pedir o reagrupamento comigo no Brasil, você tem idéia de quanto tempo demora para sair o visto para mim? Ela pode solicitar o reagrupamento antes de mudar para o Canadá?

    obrigado

    • Pedro says:

      Alexandre, com um amigo demorou cerca de 6 meses. Mas cada caso é um caso. Não, ela tem que fazer isso estando no Canadá.

      • Alexandre says:

        Pedro obrigado pela resposta. Uma última dúvida é: Após o landing existe algum tempo mínimo para que seja possível solicitar o reagrupamento familiar? Ou seja, logo após o landing podemos por exemplo nos casar e dar entrada nesse processo?

        obrigado

  82. Luc says:

    Boa Tarde Pedro !

    Tenho uma duvida, minha mulher e canadense e ela esta aqui no brasil, ela ja e residente permanente aqui no brasil, agora nos queremos ir morar no canada, estamos pensando em fazer o processo “outside canada”

    quanto ela precisa ganhar pra se minha sponsor ? ela esta pensando em ir para o canada e conseguir um emprego e da inicio no processo, ou nos podemos comeca o processo com aqui no brasil ?

    em 2012 fui para o canada e por problemas pessoais fiquei mais q o prazo do meu visto, minha sponsor(avo da minha esposa) nao cumpriu com os deveres dela e nao nos concedeu os documentas para eu renovar meu visto. isso pode influenciar negativamente meu processo ? esse mes agora tentei tirar um visto de turismo e foi negado :(

    desde ja agradeco

    • Pedro says:

      Luc, o caso de vocês é muito específico e eu não sei dizer o que seria possível fazer no seu caso. Mas como ela é canadense, ela pode ir ao Consulado e se orientar lá. O Consulado está aí não só para emitir visto, mas pra orientar os cidadãos canadenses também!

      • Luc says:

        Pedro Obrigado pela resposta, sabe me informa a quantia minima que o consulado aceita para que ela seja minha sponsor ? quanto ela deve ganhar

  83. Juliana Mendes says:

    Olá Pedro!!! Tenho uma dúvida e não sei o que fazer.
    Sou noiva de um canadense e no processo do visto eles perguntam qual o meu relacionamento com a pessoa. O que devo dizer??
    Que sou namorada ou noiva? No meu caso tive o primeiro visto negado por falta de vinculos sociais e financeiros com meu país de origem. Se eu colocar que somos apenas amigos, irá contradizer o que coloquei na primeira vez?
    Por favor me envie um email com a resposta?

  84. Eliane says:

    Olá Pedro !
    Estou morando com meu marido no Canada! O meu processo foi concluido e ja sou residente permanente, seu blog ajudou bastante, obrigada pelas dicas. O nosso processo levou 7 meses para ser concluido e não precisamos contratar nenhum agente, fizemos sozinho apenas com ajuda de uma amiga para preencher os formularios.
    Obrigada
    Eliane e Beto

  85. Alexandre says:

    Olá Pedro, recentemente estou pesquisando bastante sobre o processo de sponsorship e o seu blog tem ajudado bastante.
    Vi no site do CIC que os prazos estimados são de 15 meses para pedidos feitos OUTSIDE (No Brasil) e INSIDE Canada entre 16, 17 meses conforme informações desse link: http://www.cic.gc.ca/english/information/times/perm-fc.asp

    É um pouco desanimador, nesse caso vale a pena fazer o processo INSIDE, pois 15 meses é tempo demais. Na sua época existia essa estimativa também? Você acha que as coisas mudaram agora ou esse prazo sempre foi superestimado e ainda vale a pena arriscar fazer o processo OUTSIDE? Para o Quebec os prazos são os mesmos?

    Espero que consiga ajudar :)
    obrigado

    • Pedro says:

      Alexandre, o que eu sei é que um processo de sponsor tem precedência sobre outros processos no consulado em São Paulo. Se está demorando assim eu não sei, acredito que não 15 meses. Eu arriscaria fazer o processo OUTSIDE. Na minha época a estimativa era diferente, processo OUTSIDE estava em torno de 9 meses, mas os casos que eu conheci demoraram menos que isso. Pro Quebec os prazos são os mesmos.

  86. Dayanne says:

    Pedro boa noite! Eu me casei e meu marido tem o visto de residente permanente no Canada. Agora pretendemos dar entrada em abril no meu visto de residente, porém quando estivermos juntos lá no Canada. O processo será feito outside.
    Final agora de março estarei indo como turista para esperar o visto lá no Canada, como posso falar para imigração quando eles perguntarem onde estou indo e com quem eu vou ficar?
    Se eu falar que estou indo visitar meu marido terá algum problema? Ou se eu mentir dizendo que é meu namorado vai ser pior, pq meu passaporte está com nome de casada. Rs
    O que devo dizer a imigração nesse caso para eu não prejudicar a minha ida.

    • Pedro says:

      Dayanne, mentir sempre é a pior opção. Vou ser bem honesto com você, é bem possível que você seja barrada na entrada. No seu caso eu falaria a verdade, eu diria que estaria indo visitar o marido e que já tinha dado entrada no processo de sponsor e que você estaria retornando para o Brasil para esperar o término do processo. Uma vez você dentro do Canadá, você pode encontrar meios de ficar aqui legalmente enquanto espera o processo. Agora, melhor ainda é entrar em contato com a imigração (www.cic.gc.ca), conversar com um agente, explicar a sua situação e ver o que pode ser feito. Eles vão ter mais capacidade de te responder do que eu.

      Abraços e boa sorte.

  87. fernando says:

    pedro primeiro eu agradeco a voce por esse sit que ajuda muito a gente, olha eu tentei um visto de visitant ao canada a 6 meses foi negado dai minha namorada que é canadence veio para o brasil e casamos agora apliquei para residencia vc acredita que por ter o visto negado isso pode atrapalhar ? agradeci sua atencao…

  88. marcela says:

    oi Pedro, eu meu filho e meu marido estamos indo para o canada em agosto com o visto de estudante. eu sou profissional qualificado com experiência de 5 anos. li no site que minha profissão e uma das qualificadas em dar entrada no PR. posso fazer isso estando no canada? uma vez que ainda não tenho emprego? o processo e bastante complicado, há empresas que nos auxiliam ou ate mesmo fazem todo o processo? meu marido e piloto de avião, com o PR ele pode trabalhar no canada? desde já agradeço e parabéns pelo blog.

    • Pedro says:

      Marcela, me parece que existem critérios bem específicos para poder aplicar para a residência, estando do Canadá, mas que não se aplicam no seu caso. O melhor é aplicar estando do Brasil. O que você pode fazer estando aqui é tentar conseguir um emprego e viabilizar um Work Permit. Aí, depois que você tiver o Work Permit você aplica para virar residente permanente. Sobre o seu marido, sendo residente ele pode trabalhar aqui sim, mas precisa ser credenciado pelo Canadá para poder voar.

  89. paula says:

    Pedro tem alguém aqui no Brasil que VC indique Para realizar todo esse trâmite de papelada? Alguém especializado?

    Obrigada.

  90. Cris says:

    Olá, Pedro! Sou nova aqui no seu blog e tenho gostado de tudo o que li. Você é bem claro e objetivo nos seus posts e isso ajuda pra caramba!

    O meu maior sonho é imigrar para o Canadá. Estou estudando inglês e quase terminando de juntar a grana toda, entretanto, estou quase desistindo, pois sou casada e o meu esposo não quer saber de estudar inglês ou francês. =/ Será que você tem como me ajudar respondendo duas perguntas que eu não encontrei as respostas em lugar algum?

    As minha dúvidas são as seguintes:

    O meu plano para imigrar é: estudar 4 meses de inglês, depois estudar design num college e trabalhar enquanto faço o college e dar entrada num processo canadian experience classs. O que eu quero saber é:

    1-Enquanto eu ainda não tiver conseguido imigrar, meu esposo poderá ficar lá comigo neste período todo e ele poderá trabalhar (numa profissão qualquer) lá?

    2-Teria como eu imigrar e morar em uma cidade que tenha bastante brasileiros (tipo Toronto) e que meu esposo que possa trabalhar, sem precisar do inglês ou francês?

    Agradeceria muito de você pudesse me tirar essas dúvidas que estão me matandooo! =/

    Desde já, valeu, Pedro! =)

    • Pedro says:

      Cris, 1) dependendo do tipo de visto que você vai conseguir pra vir pra cá seu marido pode vir na sua cola. Não sei se você tirando um visto de estudante pode trazer seu marido com o mesmo visto. Se fosse um Work Permit aí sim. 2) Toronto seria uma boa opção pra vocês, não só por ter mais brasileiros, mas também por ter uma grande comunidade de Portugueses.

  91. Isabella says:

    Olá Pedro!
    Primeiramente agradeço mto pelas informações aqui do blog. São de extrema valia para nós q estamos iniciando esse procedimento.
    Meu marido é brasileiro, residente permanente em Toronto.
    Tenho uma dúvida qnto ao processo de sponsor: vc acha necessária a contratação de um agente para nos ajudar no preenchimento dos formulários e acompanhamento? O processo da sua esposa foi intermediado por algum agente?
    Nós analisamos os formulários e a documentação necessária e achamos que não será mto complicado preenchermos sozinhos.
    O problema é que está bem caro o serviço de um agente (o agente q conversou com meu marido informou que cobraria CA$3.000,00 pelo acompanhamento).
    Aguardo ansiosa sua resposta.
    Agradeço desde já!

    • Pedro says:

      Isabella, eu e minha esposa fizemos o processo sem ajuda de ninguém. Conheço outros casais que fizeram a mesma coisa também sem ajuda de ninguém. O processo é muito bem detalhado e como você mesmo disse não é nada complicado preencher os formulários. Economize essa grana pra outra coisa. Abraços…

  92. patricia says:

    Olá Pedro!
    Meu marido já possui o visto de residente permanente. Eu não.
    Ele irá dar a entrada na papela de sponsor ship assim que ele chegar no Canadá/Quebec. Pois como ele já tem o visto de residente permanente, só pode ser feito por lá. Será que ele precisa obter primeiro o cartão de residente permanente para dar entrada? Sei que leva uns 3 meses para sair.
    Pretendo estar aqui para agilizar o processo. (Obrigada pela dica!)
    Mas ainda assim o processo leva 1 ano para sair. A minha dúvida é,  se após ele der a entrada no processo( eu pretendo ir como turista ou estudante )Eles tem como saber se estou lá? O meu receio é que meu processo perca prioridade.

    Parabéns pela conquista e pelo blog.

    • Pedro says:

      Patrícia, eu acho que não precisa ter o cartão para dar entrada não. Faz pelo menos uns 4 anos que fiz com a minha esposa e não me lembro de todos os detalhes. Sobre você vir pra cá após dar entrada no processo, sim, eles tem como saber. Pelo menos se você pedir um visto de turista ou estudante depois de ter dado entrada no sponsorship, seu visto pode ser negado. Então, tire seu visto de turista ou estudante antes de fazer o sponsorship.
      Abraços.

  93. maila says:

    Olá Pedro!!!
    acabei de descobrir o seu blog e estou aqui me deliciando nas dicas!!! Parabéns e obrigada por compartilhar sua esperiencia!! (curiosidade minha: vc continua em queebc?? rss)

    meu noivo vive em montreal e eu no brasil, e planejamos dar entrada no processo de sponsor outside agora em setembro(o casório será em agosto), e o meu plano seria ir pra montreal em abril do ano que vem (ja tenho o visto de turista multiplas entradas) para dar um gas no frances, assim c o processo concluido ja estaria bem segura para fazer a revalidação do titulo, um master, enfim, começar a trabalhar,,, você acha que eles podem não permitir a minha entrada em abril nestas circunstancias???

    outra coisa, sei que vcs fieram um processo diferente há bastante tempo, mas já li e reli os manuais e formulários e não consegui ter certeza: EU preciso aplicar pro csq ANTES de aplicar pro processo federal??? é que em um dos formulários (IMM008) ele me pede esse número,,,,

    obrigada!!!
    abç

    • Pedro says:

      Oi Maila, pois é ainda estou aqui no Québec… e acho que ainda fico aqui por pelo menos uns 4 anos. Na verdade eu até gosto de morar aqui, mas seria bem melhor sem esta “chatice” de separatismo e francês x inglês. Enfim…

      Bom, o processo, pelo menos na nossa época era assim: você mandava o dossiê inicial todo pro federal, claro que você tem que pegar os formulários pra que mora em Québec. O federal analisa, depois te manda uma carta dizendo que você já pode contactar Québec. Nesta hora é que você entra com a demanda pro CSQ. O Québec te manda o CSQ e depois você termina com o federal. Agora, o que não me lembro é se o Québec já manda os seus dados pro federal ou se é você que tem que mandar.

      Abraços.

    • Alan says:

      Oi Maila,
      estou iniciando o processo de sponsorship para o Quebec e estou com a mesma dúvida que você quanto ao formulário: “EU preciso aplicar pro csq ANTES de aplicar pro processo federal??? é que em um dos formulários (IMM008) ele me pede esse número,,,,”

      Você conseguiu resolver esta questão? Não acho a resposta em lugar nenhum.
      Muito obrigado,
      Alan

  94. Luiz Fernando says:

    Pedro, estou me programando para ir à Montreal esse ano, vou primeiro como estudante aprender o bendito inglês rsss e depois trarei minha família, pois pretendo fazer um college e trabalhar, esse processo de visto residente permanente é complicado de se conseguir? Abs

    • Luiz Fernando says:

      Outra dúvida até eu conseguir trabalhar legalmente, qual é a média de tempo depois de estar fluente na língua no país, e sem fazer o college

      • Pedro says:

        Pergunta difícil, varia de pessoa pra pessoa, de quanto a pessoa é dedicada, do esforço que coloca diariamente para aprender. Eu conheço gente que mora aqui há 30 anos e não fala francês direito… Em média, eu diria que não espere estar fluente em menos de um ano.

    • Pedro says:

      Luiz, complicado não é, desde que você atenda todos os requisitos. Melhor estar bem informado sobre o assunto para não se frustrar. Abraços.

  95. Pâmella says:

    Olá, Pedro! Minha pergunta é bem simples: O que precisa ser feito para se tornar um policial no Canadá?! Meu sonho é ser policial… mas a realidade da policia brasileira não me deixa muito feliz!

    Abs

    • Pedro says:

      Pamella, até onde eu sei, para ser policial aqui é preciso fazer um curso no College que dura uns 2 anos e depois você faz um concurso público. Se passar, aí entra em formação com a polícia local, trabalha um tempo com estágio probatório e depois vira efetivo. Agora não tenho certeza se tem que ser cidadão ou se for residente já basta. Acho que para cargos específicos eles exigem cidadania… Ah, os critérios vão variar de província a província, cidade a cidade.

  96. Adam Feliciano de Andrade says:

    Bom dia Pedro, não sei se voce vai conseguir me ajudar, olha ai minha situação(tenso) hehehe
    Eu morei em Toronto por 2 anos, e voltei para o Brasil em maio de 2013 pra terminar faculdade e deixei minha namorada que é canadense la em Toronto, e ela sempre vem me ver quando tem alguma folga do trabalho, so que resolvi voltar para o Canada mas estou com problemas no consulado que não estão emitindo meu visto, então decidimos casar, mas pra ela me ajudar a voltar, mas ai que a bronca começou, ela so tem folga do trampo em Dezembro, então nos estavamos pesquisando se tem algum processo que permita fazer o casamento ou aplicar de alguma forma os papeis mesmo que nos nao estivermos juntos no mesmo Pais, porque eu vi que eu poderia mandar meu passport e outro documento com foto que ela consegue marcar o casamento e entao ela recebe uma declaracao de casamento e me enviaria no Brasil e eu tentaria pegar o visto com essa carta, mas eu acho que isso não ia fazer mt diferenca la no consulado, então eu vi que ela poderia sponsor me, mas ainda não sei como isso funciona, se voce poder me ajuda ia ser muito agradecido.

    • Pedro says:

      Adam, o processo de sponsor funciona para casais casados (união civil) ou que tenham relação estável. Se você conseguir provar que tem relação estável com ela, vocês podem fazer o processo de sponsor. O problema é vocês conseguirem comprovar esta relação não vivendo juntos. Se vocês conseguissem se casar pro procuração aí no Brasil, aí daria certo.

  97. Júlio César Moreira says:

    Pedro muito bom as dicas vou estudar Francês pelo que li todos os posts do seu blog eu acredito que no Canadá o custo de vida e o acesso a alimentação, saúde, tecnologia, transporte entre outros; apesar de 30% descontado do salário dá pra ter uma vida mais social do que viver aqui na grande cidade São Paulo.

  98. Ana Paula says:

    Olá, Pedro.
    Tudo bem?

    Estava lendo o seu blog e achei muito interessante! Parabéns pelo trabalho e paciência.

    Minha dúvida é a seguinte:

    Tenho um namorado canadense e estamos querendo começar o processo de imigração. Mas não somos casados. Ele virá em outubro/2014 me visitar no Brasil e pretendo ir para o Canadá em janeiro/2015 visitá-lo. Minhas dúvidas são as seguintes:

    1 – ele pode começar o processo de sponsorship estando no Canadá e eu no Brasil, mesmo não sendo casados?
    2 – irei em janeiro/2015 para o Canadá com visto de turista. Entendo que, caso a questão 1 seja positiva, devo informar isso ao entrar no pais. Correto?
    3 – por estarmos separados, nosso caso será tratado como prioritário? Mesmo não sendo casados?
    4 – enquanto aguardamos o processo, posso ter conta bancária no Canadá?

    Qualquer ajuda é imensamente apreciada, Pedro.

    Obrigada!
    Ana

    • Pedro says:

      Ana Paula, vamos lá.
      1- O processo pode ser começado com ele estando no Canadá e você no Brasil (normalmente esta é a regra) entretanto vocês ou tem que serem casados ou tem que provar que vivem em uma união civil estável. Só ser namorado não vale, ser noivo também não.
      2- Na verdade, se o processo de sponsor começar antes de você tirar o visto de turista você vai ter que informar isso na hora de tirar o visto. O problema: eles podem negar o visto de turista porque podem achar que você quer vir pro Canadá ficar aqui esperando até que saia o seu visto de imigrante. Como resolver isso? Tire o visto de turista primeiro.
      3- Sim e não. Como falei no item 1, não pode fazer o processo se não tiver casado ou vivendo em união civil estável. Se vocês resolverem este “problema” então sim, o processo vai ser tratado como prioritário.
      4- Se você conseguir vir pra cá, acho que sim. Se não me engano tem alguns bancos que aceitam só o passaporte.

      Abraços e boa sorte.

  99. Luciene Matos Queiroz Andrade says:

    Desculpa, tava testando…
    Acompanhei todos os comentários…maravilhoso esse blog. Parabéns pelo trabalho e paciencia.
    Casei-me com meu marido a 3 anos, depois de namorarmos 2 anos, temos 6 anos e meio que nos conhecemos, ele no Canada e eu Aqui no Brasil.
    tentei 3 vezes o visto e me negaram, ante de casarmos, em um deste visto eles me aplicaram um castigo que não poderia tentar o visto mais em 2 anos, eu infelizmente havia mentido (ja que com a verdade nãome deram o visto rsrs), e isso me prejudicou muito. Agora tem mais de 1 ano que findou o tempo do “castigo”. Meu marido esta começando o processo de aplicação pra me tornar imigrante permanente, sei que demora, mas ja estamos longe a 6 anos, sempre nos vemos, quando ele vem aqui. A minha pergunta a vc meu querido é se eles podem me negar no processo, uma vez que estamos casados a 3 anos, temos todas as provas do nosso relacionamento, conta conjunta, telefonemas de todo esses anos, muitas fotos dos nossos encontros, com tudo isso, sera que eles podem me negar esse canadian citizen? Ja vi dizer que não podem impedir um casal, uma familia, de estar juntos, mas sera que isso tudo que relatei pode ser algum impedimento? Ja sofro a anos com essa distancia e se isso me acontecer ficarei muito frustrada e meu marido , nesse caso viria embora pra cá, o que ele não queria. Ficarei imensamente feliz se puder me ajudar. Por gentileza, me deixe seu email, vou precisar muito da sua ajuda…Grande abraço e muito obrigada !!!!

    • Pedro says:

      Olá Lucilene, acredito que vocês não tenham problema algum, tendo em visto que “o castigo já passou”. Realmente a imigração canadense é muito rígida, mas isto é um fato positivo pois você pode ter certeza que se você cumpre todos os requisitos você não terá problemas. Desejo a vocês boa sorte nesta nova tentativa. Ah, acabei de te enviar um email com meu contato.

      • Luciene Matos says:

        Oi Pedro, nunca recebi seu email querido, pode me enviar novamente?

        Grande abraço

        • Pedro says:

          Acabei de mandar de novo :) se você continua não recebendo, certifique-se de ao comentar aqui no blog deixar um e-mail válido para que eu possa entrar em contato!

  100. Ally says:

    Oi Pedro. Eu moro em Toronto com meu noivo ha mais de um ano. Estamos juntos ha quase dois anos. O meu visto venceu, e meu noivo quer aplicar para ser meu sponsor. Ele quer dar entrada agora em dezembro. Voce sabe se terei problemas por meu visto ter expirado?

    • Pedro says:

      Alessandra, acredito que não tenha problema… mas a imigração é uma caixa de surpresas, o melhor é nunca arriscar com eles.

  101. Ana says:

    Oi Pedro,parabéns pelo blog e a disposição em ajudar :)
    Eu estou desesperada..rs virei a internet de ponta cabeça e não achei uma resposta para minha dúvida,e o seguinte:

    Estou montando meu processo de apadrinhamento,meu marido é canadense até aí tudo tranquilo,o problema é sobre minha filha(14 anos) do meu antigo casamento,ela está no processo também,sei que preciso de uma autorização do pai dizendo que não tem objeção sobre ela morar morar comigo em definitivo no Canada e tal,mas não achei nenhum modelo,para viajar tem um modelo padrão,e para imigrar não vi nada sobre isso,sabe algo a respeito?
    Obrigadão pelo espaço :)
    Ana

    • Pedro says:

      Aninha, boa pergunta! Eu também não sei a resposta, de repente o que você pode fazer é ligar no Consulado aí no Brasil ou o seu marido se informar com o CIC no Canada. Abraços.

  102. Lucas says:

    Pedro, estive pensando em casar com minha noiva e imigrar de vez para o Canada (ela é canadense e mora comigo em Belo Horizonte). No site do CIC é informado que o prazo para avaliação de pedidos é de 14 meses no total para outside e 24 meses para inside… Vc tem contato com alguém que passou pelo processo recentemente? Se sim, vc sabe se estão demorando todo este prazo mesmo? Complicado ficar 1 ano sem ver ela ou ficar de turista no Canada sem poder trabalhar (e possivelmente tendo que dividir o periodo em 2 idas de 6 meses), só queimando o dinheiro que possuo para iniciar a vida por lá!

    Obrigado e parabéns pelo blog e pela atenção com todo mundo que faz perguntas! =)

    • Pedro says:

      Lucas, infelizmente não conheço ninguém que fez o processo recentemente. Pessoalmente eu acho que demora menos, tipo 6 a 8 meses. Mas fazer o processo assim ainda é mais barato e mais rápido, muito embora haja este problema da distancia e do tempo separados.

      • Alexandre says:

        Lucas,
        minha esposa e eu fizemos o sponsor outside e demorou 4 meses. O consulado de SP pediu meu passaporte ontem, em 1 semana estarei com o visto de imigrante.

        No site do CIC o prazo que eles dão é de 15 meses no total, mas está indo muito rápido vale a pena ficar esse tempo longe.

        Obrigado Pedro pelas dicas aqui do blog, de fato a modalidade outside tem prioridade altíssima e suas dicas nos ajudaram bastante.

        • Danielle says:

          Ola Alexandre! Que bom saber que o processo foi rápido. Você fez todo o processo online? Ainda estou no Canada, mas estou pensando em voltar para o Brasil para que meu esposo canadense dê entrada como outside.

          • Alexandre says:

            Danielle,

            Online mesmo só o pagamento da taxa. Todos formulários foram preenchidos, impressos e depois enviamos pelos correios para o escritório de Minissauga.

  103. julio cesar says:

    Bom dia Sr. Pedro. Precisava falar com você. Tem um número de fone fixo do Canada ou brasil? Eu posso ligar.

    • Pedro says:

      Julio, eu não costumo divulgar meu telefone. Te enviei um email por onde você pode me mandar suas perguntas. Abraços.

  104. Ju Baraldi says:

    Olá Pedro! Gostei bastante do seu blog! Eu tenho algumas perguntas e não encontro resposta para elas. Casei, e meu marido mora no Canada, trabalha e residente permanente, vamos aplicar para ele me apadrinhar. Como troquei meu nome para o nome de casada, eu gostaria de saber se devo atualizar todos os meus documentos antes de entrar com o pedido? Desde já agradeço a atenção!

  105. Ju Baraldi says:

    Obrigada Pedro! Estou dando meus pulos!!! Tks :)

  106. Ju Baraldi says:

    Olá Danielle, achei muitas informações e um guia no site: cic.gc.ca.

    Pedro, vc fez sozinho ou solicitou ajuda de alguma empresa especializada? Eu Vi que existe a Immi canada. Vc conhece?!

    • Pedro says:

      Ju, fizemos tudo sozinhos. Foi muito tranquilo até. Sobre Immi Canadá já ouvi falar… Mas nunca me interessei de verdade porque já passamos por todas etapas de imigração.

  107. Ju Baraldi says:

    Oi Pedro! Legal, nós vamos tentar sozinhos também! Mas eu acho que o processo ficou bem mais burocrático! Não sei na época em que requisitaram, mas temos muitos formulários para preencher! Obrigada!

    • Pedro says:

      Bom, mesmo na época em que fizemos o processo eu já achava muito burocrático. Mas, pelo menos agora, está mais rápido. Boa sorte!

  108. Beatriz says:

    Oi Pedro, boa tarde! Parabéns pelo site!
    Gostaria de saber se possível mais sobre a questão de carga horária por aí. é Full Time tb? Ou esse Full Time que descrevem as vagas no monster é sobre regime contratação sem tempo determinado?

    Obrigada,

    Beatriz

    • Pedro says:

      Beatriz, quando eles dizem Full Time significa que você vai ser um funcionário da empresa, trabalhando (normalmente) 40h por semana. Se no job description falar que é Contractor, isto é o equivalente à PJ no Brasil.

  109. Ju Baraldi says:

    Olá Pedro, eu novamente! Tudo bem?
    Preciso tirar umas dúvidas com vc sobre essa questão de tradução de documentos, pois no guia (item para amarica latina), nós temos que apresentar, fotos, email’s, conversar e etc. Será que devemos traduzir isso tbm, não entrada como documento e sim como provas? Não consigo achar uma resposta! Também fiquei na dúvida em relação ao processo de envio dos documentos, não sei se deve enviar para ele no Canadá e ele envia tudo junto ou se dou entrada em São Paulo! Será que consegue me ajudar?! Pelo que entendi do guia temos que enviar tudo junto! Abç,

    • Pedro says:

      Ju, na minha época eu só mandei fotos como prova. Então não traduzi estas provas. Sobre o envio dos documentos, me parece que envia tudo para o Canadá e, daqui, vai para o Brasil. Isto está escrito no manual, da uma olhada melhor que você acha.

  110. kelly says:

    Oi Pedro gostei muito do seu blog tenho algumas duvidas e gostaria de conversar com você por email será que é possível. Obrigada.

  111. maridamiao says:

    Oi pedro! Será que vc pode me ajudar?
    Estou morando aqui em quebec junto com meu namorado. Eu tenho o study permit e ele o work permit. Temos residencia temporaria. Meu study permit vence em agosto. Estamos querendo casar aqui em quebec e assim eu trocar de visto…passando a ter o visto aberto vinvulado ao dele. No entanto, pelo site do cic nso estamos conseguindo achar onde devo ir. Fiz um teste como se eu tivesse aqui com o visto de turista e consegui, mas com o visto de estudante nao. Voce sabe como devo fazer? Obrigada!

  112. Poliana C says:

    Ola, estou dando inicio ao processo em Vancouver, e estou meio perdida quanto aos documentos: quais precisam ser legalizados pelo consulado brasileiro? (Ex: Certidoes emitidas pela PF, Secretaria de seguranca e certidao negativa)
    Desde ja agradeco!

    • Pedro says:

      Poliana, eu não me lembro de ter “legalizado” nenhum documento no Consulado. Estes documentos a que você se refere são emitidos pelos órgãos competentes, com papel timbrado, assinaturas ou autenticação eletrônica caso sejam emitidos online e precisam ser traduzidos por algum tradutor juramentado.

  113. Josi says:

    Olá Pedro, adorei seu blog.. E acabei descobrindo seu blog fazendo pesquisas se posso ou não viajar para visitar minha família ao Brasil.. Eu fiz o mesmo processo de vcs(sponsor).. Dei entrada no processo em maio e em dezembro recebi o CSQ. Segundo uma adv disse q não poderia sair do país até o processo final do meu processo. Estou renovando meus visto. Ele sendo renovado eu posso viajar tranquilo sem medo do meu processo ser cancelado?..

    • Pedro says:

      Josi, existem duas coisas: Permit e Visto. Permit é uma autorização que você recebe ao chegar no país. Visto é uma autorização que te permite viajar para o país. O visto é aquele adesivo que está colado no Passaporte e você só renova em consulados fora do Canada. Exemplificando: Se você vier para o Canadá com um visto de Estudante (Student Visa) chegando aqui você recebe uma permissão de estudos (Study Permit). Quando se esta no país e precisa renovar a permanência, renova-se na verdade o Permit. Se o seu visto estiver válido (veja a validade ai no passaporte) você pode sair do país e voltar. Se não, você vai ter que ir em algum consulado do Canadá renová-lo para poder viajar.

  114. Fala Pedro, eu também trabalho na área de TI e tenho planos para ter uma vida em Québec. A minha dúvida é a seguinte: tenho 3 anos de experiência na área e concluo a faculdade no final deste ano. Tenho o inglês básico e estou entrando no nível intermediário. Será muito difícil para eu conseguir emprego? Minha esposa (trabalha na área financeira é formada em letras com inglês avançado) consegue emprego?
    Aguardo seu retorno, um abraço!

    • Pedro says:

      Gabriel, sem francês não venha para Québec, até porque para fazer o processo você vai ter que comprovar conhecimentos em francês e não vale a pena. Invista no inglês e vá para Ontario, Alberta ou BC. Para sua esposa trabalhar na área financeira aqui provavelmente ela terá que fazer alguns cursos. Abraços.

  115. Monalisa says:

    Olá, Pedro!

    Parabéns, pelo blog!
    Meu caso é o seguinte, meu namorado é cidadão canadense, e teremos um filho em agosto. Ou seja, estou com 5 meses de gestação. Vamos esperar o bebê nascer para nos mudarmos para o Canadá. Isso, após o processo de sponsorship.
    A ideia inicial é ele ir na frente, se organizar e eu só irei, após a minha residencia permanente sair. Pelo que vi no seu blog, o meio mais rápido seria darmos entrada por aqui e ficarmos distantes por um tempo.
    No caso do bebê, como seria o processo? Porque gostaríamos de casar e darmos logo inicio ao processo. Não sei como seria na questão de fazer os exames, já que gestante não pode fazer raio x do torax.

    Você poderia me orientar?

    Não sei por onde começar!

    Você teria um passo a passo do processo?

    obrigada,

    Monalisa

    • Pedro says:

      Monalisa, o bebê sendo filho de um canadense vai ser canadense também. Assim que ele nascer vocês tem que ir ao Consulado do Canadá no Brasil para fazer o registro dele. O processo de sponsor vai ser só pra você. A dica que te dou é a seguinte: Seu namorado/marido que é Canadense deve procurar o Consulado para pedir orientação. Ele pode ir la pessoalmente, como é canadense, e conversar com alguém. Ou tentar por telefone.

  116. Ana says:

    Olá, Pedro.

    Estou em uma situação semelhante. Sou brasileira e meu namorado é canadense (Montréal). Vou pra Montréal agora em julho, quando pretendemos nos casar. Volto ao Brasil para terminar a faculdade, mas devo ir para o Canadá em Janeiro de 2016, para viver com meu namorado.

    Estamos buscando por alternativas para que eu possa trabalhar lá legalmente quando eu for em 2016.

    Pensamos no “apadrinhamento”. Mas tenho dúvidas; A residência permanente vem junto com o apadrinhamento? O apadrinhamento não tem um prazo de validade? Qual a diferença de estatuto entre eles?

    Obrigada.

    • Ana says:

      Na verdade, penso que entendi, Pedro.

      Mas me resta uma dúvida: eu vou pro canadá agora em julho, com o visto de múltiplas entradas. Se meu namorado faz a aplicação lá, estando eu aqui no Brasil, nesse meio tempo do processo eu já posso ir pro Canadà (pois já tenho o visto) e o processo será tratado com a mesma agilidade por termos feito o pedido estando separados?

    • Pedro says:

      Bom, acho que você já entendeu… ao final do processo você recebe o visto de imigrante e vira residente permanente quando faz o landing aqui no Canada. Como você já tem um visto de turista, nada impede de você vir ao Canada durante o seu processo.

      • katia says:

        Ola, Pedro. Primeiramente adorei e li todas as postagens, tentei achar um outro meio de contato, porem achei mais facil tentar por aqui. No momento estou aqui em Montrel e comecando os tramites para o casamento. Apesar de ter lido que seria melhor aplicar outside, gostaria de saber se ha algum mudanca quanto ao tempo do processsso e qto tempo teria que esperar ate ter permissao para trabalho.
        Desde ja agradeco.
        Obrigada.

        • Pedro says:

          Katia, acho que não houve mudança não. O que você deve fazer é mandar o processo de sponsor e junto (no mesmo pacote) um pedido de visto de trabalho. Em geral demora uns 11 meses para o visto de trabalho chegar mas é melhor do que nada.

  117. Karen says:

    Bom dia, Pedro!
    Sou casada com um canadense e meu marido fará o sponsor . No momento estou no Brazil , só tenho dúvida de como devo proceder com relação a documentação (deve ser tradução simples ou juramentada?), já fiz exame médico para o processo, mas ainda tenho dúvida se devo fazer algo aqui pelo Brasil.
    Outra dúvida após receber o visto permanente tenho direito de trabalhar o tenho que solicitar uma permissão para tal?
    Obrigada pela ajuda.
    Abs.
    Karen

    • Pedro says:

      Karen, a tradução deve ser juramentada. Sobre a permissão de trabalho a resposta é sim, você pode trabalhar normalmente como qualquer imigrante que veio pra cá. A primeira coisa que você faz quando chegar aqui é tirar o número de seguro social e aí já pode trabalhar, abrir conta em banco, etc.

  118. Thais Silva says:

    Olá Pedro, eu estava lendo sua matéria muito boa ela, mas eu tenho algumas duvidas, não sei se você ainda ver este post, mas se ver por favor responde minha pergunta.

    Eu e meu namorado estamos querendo nós casar, ele é belga mas vivo no canada a 15 anos, eu solicitei o visto de turista para o canada e tive o visto negado, por motivos banais, por que todas as documentações de vinculo com pais, dinheiro em conta eu tinha. Acho que meu visto foi negado por que a 1 anos e 5 meses eu tinha solicitado o visto de turista para os Estados Unidos e foi negado. Deve ter sido isso.

    Bem, eu e ele nós conhecemos pela internet através de um site. E nós amamos muito. E queremos nós casar. Claro a idéia eu ir para o canada fica 6 meses por lá e depois voltar para o Brasil para isso acontecer, mas o consulado atrapalhou tudo quando negou o visto.

    Por ele se belga estávamos pensando em ir para Belgica se casar lá, e quando ele chegar no canada ele dar a entrada ao sponsor.

    Pensamos também em nós casar no Brasil por procuração ele não iria vim. Mas no Brasil o casamento por procuração é valido.

    Minha duvida é eu tive o visto de turista negado, o consulado pode negar eu entra no canada quando eu tiver casada com ele?

    Eu vou termina minha Faculdade em 2016, quero em casar agora, mas só vou definitivamente para o canada quando termina a faculdade isso é possível?

    Eu vou poder trabalhar lá no canada?
    Obrigada por sua atenção.

    • Pedro says:

      Thais, eu acho pouco provável que depois de casada eles neguem o seu visto. O processo de sponsor em si é muito rigoroso e eles vão investigar tudo sobre você e o seu namorado para determinar se a relação de vocês é de fato legítima. Passando por este crivo você recebe o visto de imigrante e aí chegando aqui termina o processo para se tornar residente permanente.

  119. Isa says:

    Oi Pedro, tudo bem?
    Parabéns pelo blog, sua experiência me ajudou a tirar várias dúvidas.
    Meu noivo é canadense e mora em Quebec City. Vamos nos casar em 2016 e tenho uma dúvida cruel que não achei resposta em lugar nenhum. Tenho um filho de 4 anos do meu primeiro casamento, nesse caso meu noivo poderá apadrinhar o meu filho também?
    Havíamos pensado em casar no Canadá, agora lendo sua história acho que um casamento no Brasil será mais interessante, uma vez que meu filho não poderá ficar sem o seguro saúde por tanto tempo esperando o fim do processo.
    O que você me aconselharia?
    Desde já agradeço, estou muito preocupada pois nossa situação é delicada, não queremos ficar muito tempo separados.
    Um abraço.

    • Pedro says:

      Isabelle, a resposta é “eu acho que pode” mas não tenho certeza. Me parece que você tem que ter a guarda do seu filho e o pai tem que autorizar. O que ele pode fazer estando aqui no Canadá é ligar para a imigração e perguntar o que deve ser feito ou então se consultar com um advogado de imigração. Você pode procurar alguma consultoria de imigração para o Canadá aí no Brasil. Recomendo a http://mjconsultoria.com.br.

  120. Fil says:

    Ola Pedro, tudo bem?

    Estamos inciando a papelada para a imigracao no Canada. Sou canadense e casada com Brasileiro (casamos em 1999). Temos um filho que nasceu no Brasil porem já tem a cidadania canadense.
    Gostaria, se possivel, de orientacoes sobre o processo de imigracao como sponsor spouce outside Canada. Você recomenda usar um escritorio especifico para dar entrada no processo? Fazendo o processo juntos no Brasil, pode demorar muito para obtermos aprovação? Você tem algum material orientativo sobre o preenchimento e dicas para o processo de sponsor spouce?
    Enfim, qualquer orientação será muito util para nos.
    Abracos

  121. Eliana says:

    Olá,
    Achei muito interessante o seu texto, muita informação. Eu estou em uma situação semelhante e gostaria de um conselho (já que vc passou por todo esse processo). Meu namorado é canadense e queremos nos casar.Li que para realizarmos nosso casamento eu precisarei de um visto de turista. Estando casados ele poderá ser meu sponsor. Li no seu artigo que na época seria mais rápido se ela estivesse aguardando no Brasil. Continua assim? Se, apos nos casarmos, eu permanecer no Canada e aguardar pelo visto permanente terei direito a um visto de trabalho (open permit work) ou náo poderei trabalhar? O visto de trabalho sera concedido dentro do prazo do visto de turista? Sendo divorciada, quais documentos preciso levar para comprovar meu desimpedimento: Desde ja agradeço.

    • Pedro says:

      Eliana, estando aqui no Canadá você pode dar entrada ao Sponsorship e juntamente a um open work permit, que você deve receber alguns meses antes do seu processo de sponsor terminar. Ainda assim continua mais rápido fazer o processo com os cônjuges separados. Sobre o tempo do work permit eu não faço a mínima idéia… Eles é que vão decidir quanto tempo será. Sobre os documentos eu também não sei mas acho que você encontra isso aí na documentação do processo.

  122. Fil says:

    Pedro, tudo bem?
    Seria possivel tirar algumas duvidas com vc sobre o processo de sponsor?

    Tem algum email para conversarmos?

    Grata

  123. Luciene Matos says:

    Pedro, preciso muitoooo de sua ajuda.
    Pode me adiocionar para conversarmos.
    OPu me mande seu email, por favor

  124. Giovanna says:

    Bom dia! Estou nesta situação. Fui para o Canadá, casei com um Canadense (fazem 18 dias), voltei para o Brasil porque li no web do cic que o processo é mais rápido se eu voltasse. Só que estou me consumindo de saudade. Como eu sou graduada, pós graduada e falo inglês bem, pensamos no Express Entry. Até pra isso tem que esperar, porque preciso do IELTS. Minha dúvida você já deve ter respondido, mesmo assim pra ficar cristalino como água, é: Com o Sponsorship rolando posso trabalhar lá? Porque eu nunca dependi de ninguém, não quero começar agora.

    • Pedro says:

      Giovanna, enquanto o processo estiver rolando não, a não ser que você estivesse aqui no Canadá e tivesse pedido um pedido de visto de trabalho, aí sim você poderia… Mas só quando o visto de trabalho fosse emitido o que costuma demorar quase o tempo do processo de Sponsor. No seu caso, como você está no Brasil, quando você receber o visto vai ser o de imigrante e ao chegar aqui você vai se tornar residente permanente o que te dá plenos direitos de trabalhar.

  125. Diogo Ferreira Soares says:

    Olá Pedro,
    Sei que já é um assunto antigo, mas para mim se tornou muito útil seu post. Estou na fase do planejamento de ida para o Canadá, sou casado e não tenho filhos, pretendo ir até no máximo em Julho/2016 e pensávamos em ir eu e minha esposa, mas com o dólar subindo às alturas e o poder de compra do brasileiro despencando a cada dia mais, não sei se vou conseguir juntar todo o dinheiro necessário para írmos os dois. Pretendo fazer um curso de inglés, por 1 ano talvez e solicitar o visto de estudante com permissão de trabalho. Hoje ainda é melhor ir sozinho, conseguir o permanente e depois apadrinhar a esposa? Ou as coisas mudarão?
    Agradeço muito sua ajuda.
    Abraços

    • Pedro says:

      Eu diria que o melhor ainda é dar entrada no Brasil (os dois) e fazer a residência antes de vir pra cá, especialmente se o dinheiro estiver curto.

  126. jay brazo says:

    My family and me want to immigrate to Canada. I need to find a job in Canada before we move there so that I can make it. What is the best way to start the process of looking for work?

    • Pedro says:

      Well, it depends on your profession, your experience, etc… But the first step would be to google some Canadian job sites, find job openings on your area and then apply. If you’re lucky you may find a company willing to sponsor a work permit for you.

  127. Pedro Drudi says:

    Fala xará!
    Cara, minha esposa é canadense, na verdade brasileira que foi pra lá quando bebê e passou a infância inteira lá, e agora estamos pensando em largar tudo aqui e encarar o frio de Toronto, rs. Pra eu tirar o visto tenho que fazer o mesmo processo que todo mundo ou posso pular alguma etapa? Qual o passo a passo pra quem é casado com uma cidadã canadense?
    Muito obrigado!
    Abraços.

    • Pedro says:

      Ela tem que fazer o processo de Sponsor para você, mas não sei como funciona quando ambos estão fora do Canadá. Primeiro passo: acessar http://www.cic.gc.ca, se não achar o que procura lá o segundo passo seria ela entrar em contato com o consulado do Canadá em São Paulo para assistência.

      • Pedro Drudi says:

        Achei o link abaixo no caminho que me informou:

        http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/sponsor/index.asp

        Vamos dar uma pesquisada, muito obrigado!
        Pensamos em ela ir na frente (afinal já é canadense) e fazermos como na sua sugestão nº 1, mas um ponto é que eu não ia aguentar de saudade, seria muito tempo fora! e o outro ponto é que profissionalmente eu me adapto mais fácil a trabalhos pesados, que são mais comuns de se conseguir como imigrante, então eu conseguiria arrumar emprego mais rápido que ela, creio eu.

        • Pedro says:

          Veja se não tem uma outra alternativa, como te disse não sei como funciona quando os dois estão fora do Canadá. Talvez não seja tão complicado / demorado…

  128. Fernanda says:

    Pedro,

    Eu e meu marido temos PR card, mas ainda estamos no Brasil. Pretendemos ir pra lá em setembro 2016. Mas após recebermos nosso PR card, tivemos uma filha que nasceu em agosto 2015 aqui no Brasil. Como vc nos aconselharia de levá-la?
    Vamos os 3 juntos, nós com PR card e ela com visto de turista e damos entrada no processo dela por lá? Isso é viável?

    • Pedro says:

      Fernanda, sinceramente não sei a resposta. Acho que o mais pertinente seria vocês se informarem junto à imigração.

  129. Sirlene says:

    Pedro, preciso muitoooo de sua ajuda.
    Pode me adiocionar para conversarmos.

  130. Catarina says:

    Ola Pedro,sera que podemos trocar uns mails para me poder ajudar sobre o processo de sponsorship?

  131. Aryane says:

    Oi Pedro, tudo bem?
    Fiquei muito feliz em encontrar este post!

    Li os comentários, mas vi que a maioria é casal de brasileiros ou casal de canadense + brasileiro.

    Meu caso é um pouquinho diferente, se vc tiver alguma informação agradeço, porque não consigo encontrar nada na internet e estamos com receio de entrar em contato com o consulado agora.

    Meu namorado entrou com o processo de skilled worker pelo Quebec, 2 anos e meio atrás.
    Nos conhecemos e começamos a namorar; alguns meses depois chegou o CSQ dele.
    No processo todo está solteiro, porém gostaríamos de ir juntos e não sabemos como fazer isso sem arriscar o visto dele, que ainda não é residente permanente.

    Sabe se (algumas perguntinhas):
    1 – se casarmos agora, no meio do processo dele, pode ter que pedir novamente o CSQ?

    2 – li no site da imigração do quebec que precisa ter 1 ano de casamento ou 2 de união estável para que os dois tenham visto de residente permanente. Sabe se é tudo isso mesmo?
    Se eu casasse com ele logo que ele fosse para lá teria que esperar um ano para pedir meu residente permanente?

    Tomara que vc saiba sobre isso… hehehe

    Muito obrigada desde já!

    • Pedro says:

      Aryane, sobre o item 1 eu não faço idéia. Eu acho que o correto seria adicionar você ao processo caso você casasse, mas você pode tirar esta duvida ou com a Imigração do Québec. Sobre o item 2, uma vez residente permanente ele pode fazer o sponsor imediatamente. Não li em lugar nenhum que precisava ter 1 ano de casamento…

  132. Brigitte says:

    Olá Pedro, podemos trocar email? Assim como os demais, tenho inúmeras dúvidas.
    Desde já agradeço a atenção, abraços.

  133. Amanda says:

    Olá Pedro,

    Primeiramente, peço desculpas se minha pergunta for repetida, li vários comentários mas ainda fiquei com algumas dúvidas!

    Eu estudei no Canadá por 4 meses no ano passado, e meu visto de turista é válido até 2018, para múltiplas entradas. Meu namorado, que é canadense, virá morar no Brasil por alguns meses e queremos casar aqui em julho, para entrar com o processo de sponsor logo depois. Ele precisa estar de volta em setembro para trabalhar, e se tudo der certo eu também começarei a trabalhar lá no mesmo mês (iremos morar em Ontario). Para isso no entanto, eu preciso pedir outro visto, desta vez de trabalho.

    Pelo que eu vi, a melhor opção é ele voltar antes que eu e dar entrada no processo de sponsor enquanto estou aqui. Mas, eu posso ir para o Canadá trabalhar enquanto o processo está correndo? Quando devo pedir meu visto de trabalho, antes ou depois dele entrar com o processo?

    Quando você fez o seu processo, utilizou ajuda de algum profisisonal, ou foi tranquilo organizar tudo pessoalmente?

    Obrigada!

    • Pedro says:

      Amanda, a melhor opção é mesmo da entrada com ele no Canada e você aí no Brasil. Neste caso você não tem direito a pedir um visto de trabalho, visto que você está no Brasil e quando chegar no Canada já chegará como residente permanente o que te dará a possibilidade de trabalhar, tranqüilamente. Se, por acaso, você vier para o Canada com o seu visto de turista você também não vai conseguir trabalhar. Pra você conseguir trabalhar, você teria que vir pra cá, fazer o sponsor com vocês dois aqui e junto com o pedido de sponsor você enviaria também um pedido de open work permit. O problema é que o visto de trabalho normalmente só é liberado perto do processo de sponsor ser terminado, então você tem que avaliar se vale a pena. Considere que estando aqui o processo de sponsor demora mais do que se você estivesse no Brasil e você vai precisar de seguro de saúde particular também.

      Quando eu fiz o processo, fiz tudo sozinho. Dá um pouco de trabalho, mas não é nenhum bicho de sete cabeças.

  134. Marina says:

    Olá Pedro, como vai? As perguntas sobre sponsorship não acabam. Também tenho uma dúvida. Será que poderíamos conversar por email? Muito obrigada pela ajuda :)

  135. Andrea says:

    Bom dia Pedro,

    Parabéns pelo blog e obrigada por compartilhas sua experiência!
    Tenho uma dúvida, eu estou no processo de imigração( trabalhador qualificado), estou esperando uma entrevista desde 2014😢😢
    Nesse meio tempo, conheci um canadense eu uma das ninjas visitas( minha irmã é residente permanente e mora em Montreal).
    Já estamos juntos há mais de um ano, ele já veio para o Brasil 4 vezes e eu duas para o CA.
    Ele está querendo dar entrada no processo como sponsorship e ver o que sai mais rápido, o meu visto como trabalhador qualificado ou sponsor.
    Minhas perguntas:

    – Eu sou casada, não me divorciei mas sou separada já tem uns 4 anos consigo comprovar que moramos em endereços diferentes. A minha ideia é pedir o divórcio, algum problema se ele der a entrada se eu ainda for casada?

    – A ideia é ele dar entrada na documentação comido aqui no Brasil, conforme sua dica.
    Assim que sair o ok, não sei como funciona, recebo o CsQ dai posso ir para o Canadá?? Enfim, quando o processo for deferido, posso trabalhar e estudar( pagando o mesmo valor de mensalidade que um Quebecoise) no Canadá como residente permanente??

    Muito obrigada!!
    andrea

  136. Carla says:

    Olá Pedro!

    Pedro, namoro um americano à um ano e meio, ele é residente permanente a 2 anos no Canadá, ele quer que casemos no Canadá, mas ele vai aplicar o spounsorship eu como noiva dele, já com data de casamento marcado, você acha viável , será que dará problema em ele me levar pra lá para depois nos casarmos? Obrigada pela atenção.

    • Pedro says:

      Carla, pra fazer sponsor só se você for casada ou ter uma relação de união civil comprovada. Se você morar com ele aqui no Canada e tiver como comprovar a união civil então deve dar sim sem problema.

  137. Ally says:

    Oi Pedro, tudo bem?
    Tenho apenas uma duvida.
    Voce nao precisou sair do Canada para fazer o lending, certo?
    Eles apenas marcaram um horario para voce e sua esposa irem ate a imigracao com o passaporte, e finalizaram tudo por la?
    Desculpe a minha curiosidade, mas como foi este final?
    Sera que posso falar com voce por email?
    Obrigada!

    • Pedro says:

      Oi Ally, sim… não é mais preciso sair do Canada para virar Residente Permanente. Foi tudo feito com horário marcado, junto com um monte de gente que estava na mesma situação da minha esposa.

  138. Selma Ottonicar says:

    Oi Pedro tudo bem? Me casei com um canadense no mês passado e pretendo fazer um doutorado no Canadá. O problema é que a taxa de estudante internacional é muito alta, por isso eu teria que ser residente permanente para pagar menos. O processo de sponsorship leva 26 meses para ser concluído, mas eu gostaria de iniciar o doutorado em 2017.

    Você acha que durante o processo de residência permanente eu recebo algum cartão ou número que eu possa utilizar pagar menos a universidade (como residente permanente)?

    Atualmente estou na cidade de Blainville

    Enquanto sua esposa estudava e passava pelo processo ela pagou a taxa de estudante internacional ou de residente permanente?

    A resposta dessa pergunta é fundamental para eu saber se devo começar o processo de residência permanente.

    • Pedro says:

      Ola Selma, infelizmente para pagar taxa mais barata só sendo residente permanente.. Minha esposa pagou tudo como estudante internacional e só pode estudar o curso dela (Enfermagem) depois que virou residente já que os cursos na área de saúde não são nem disponíveis para estudantes internacionais.

      • Selma Ottonicar says:

        Obrigada Pedro. Vou tentar fazer como você disse. Voltarei ao Brasil e tentarei o processo de reunião familiar a distancia. Conheci uma brasileira que fez este processo e demorou quatro meses apenas. Antes de submeter a documentação é importante conversar com um consultante de imigração, pois se tiver qualquer inconsistência o processo é arquivado e demora anos. Conheci uma polonesa que iniciou o processo de RP no Canadá e já faz seis anos que ela mora aqui com seu esposo, tem dois filhos mas não é RP. É preciso ser transparente com as respostas e fazer os formulários corretamente.

  139. Paula says:

    Olá. Fico feliz por vocês . Meu esposo é canadense, aplicou o visto desde março de 2015 e até agora não foi concluído o meu processo. O último contato que recebi do Consulado é que meu processo chegou no Brasil em dezembro de 2015 e levaria até 9 meses para ser concluído. Praticamente já estamos em agosto e até agora nada. Desde o dia 21/02/2016, recebemos um comunicado do Governo de Quebec que já sou uma residente permanente. É isso o que eles chamam de priorizar casais que estão separados há mais de um ano?
    Estou desolada.
    Perdoe meu desabafo.
    Atenciosamente,
    Paula

    • Pedro says:

      Olá Paula,

      Pois é, costumava ser bem mais rápido que isso… Lamento que esteja passando por toda essa demora, mas vai valer a pena! Boa sorte e não desanima!!!

  140. Lu says:

    Olá Pedro! Parabéns por compartilhar sua experiência!

    Sou casada com um canadense desde outubro de 2015. Desde então, demos entrada no processo de parrainage(sponsor). E no mês de junho de 2016, recebi um e-mail informando o recebimento da minha demanda. A partir daí, recebi outro e-mail informando que a parrainage havia sido aceita e que eu devia providenciar os demais formulários entre eles o CSQ. Tudo foi providenciado na velocidade da luz(rs). Depois disso, recebi mais outro e-mail 10 de agosto de 2016, pedindo para enviar cópia do meu atual passaporte, pois o anterior havia vencido, feito mais que depressa. E desde então, não recebi mais qualquer comunicado deles. Essa demora é mesmo normal? Pela sua experiência, qual será o próximo passo.
    Ah! Moramos em Montreal.
    Obrigada,
    Luma

    • Pedro says:

      Luma, pode demorar sim. Temos uns conhecidos em situação parecida que estão esperando uma resposta definitiva faz alguns meses. Paciência que ja ja tudo se resolve.

      • Karine says:

        Olá Pedro tudo bem? Parabéns pelo seu site,é muito informativo e ajuda muito…. Meu caso é o seguinte: namoro com cum canadense já faz um ano e ele veio me visitar esse ano e planejamos de eu ir visitar ele ano que vem nas minhas férias,só que meu visto de turista foi negado e acho que foi devido eu ter mencionado que eu namoro ele é ficaria na casa dele durante minhas férias.. Estamos pensando em nós casarmos ano que vem e entrar com i processo de sponsorship… Gostaria de saber se no caso dele como ele é de Québec ,ele precisa demonstrar renda salarial para nós dois? Por que vi em alguns sites que para a província de Québec o processo é diferente e ele não necessitaria mostrar que ele tem recursos financeiros e etc… Obrigada pela ajuda desde já. Aguardo resposta.

        • Pedro says:

          Ola Karine, antigamente era preciso comprovar renda, mas já faz muito tempo que isto não é mais um pre-requisito. Toda a informação necessária está no site do Imigração Quebec.

  141. Augusto says:

    Eu nao tenho todos as correspondencias que trocamos, so tenho dos ultimos 7 meses. Porém fotos dela com minhas irmas de mais de 1 ano, somos “paternaire conjugal”, vc acha que nosso processo pode ser recusado? Todo o resto da documentaçao eu tenho, qdo fui ao Brasil em novembro do ano passado, fiquei uma semana na casa dela e noivamos (nao nos casamos pois so consegui o divorcio em dezembro, mas estou separado ha dois anos).
    Que vc acha amigo?

    • Pedro says:

      Augusto, se estiver tudo bem documentado não tem por que ser recusado. O importante é você mostrar para o governo que a sua relação é legítima e não um casamento de conveniência. Na pior das hipóteses, um advogado de imigração pode ajudar no caso.

  142. Cristiane says:

    Olá Pedro! Vc sabe se quando é feito o processo de sponsorship dentro do CA no meu caso que tenho uma filha de 10 anos (também apadrinhada) se ela poderia ficar no CA e ter direito a estudar enquanto aguardamos o processo?
    P.S. estou me antecipando pois estou a aguardando o processo desde 12/15, caso negado iremos nos casar e penso em fazer desta vez dentro do CA, pois não é fácil a distância e indecisão mas ao mesmo tempo tenho a minha filha que não posso deixar.
    Obrigada!

    • Pedro says:

      Cristiane, honestamente eu não saberia te responder. Talvez seja possível como aluna internacional, mas teria que ver com as school boards ou escolas particulares para saber quais são os requisitos.

  143. Leni says:

    Pedro, eu e meu esposo temos intenção de imigrar para Vancouver. ele é da área de TI, tem 53 anos. eu tenho 35 e sou servidora pública. temos um filho de 6 anos.
    nossa vida é estável financeiramente. mas estamos à procura de seguranca e qualidade de vida.
    mas eu tenho medo de abandonar o meu serviço público, vender tudo aqui no Brasil para ir fazer college(q é caro) enqto meu esposo procura emprego.
    Tenho receio de não conseguirmos o visto permanente e não ter mais nada no Brasil para recomeçar.
    Vc acha q seria possível o meu marido ir na frente?
    qual seria a forma viável pra ele ir sem mim no início?
    desde já, obrigada!

    • Pedro says:

      Leni, você está no limite para conseguir o visto. Não sei se seu marido conseguiria se fosse o requerente principal da familia por causa da idade. Vocês conhecem Vancouver, já foram lá? Sobre ele vir, só seria possível se ele tivesse um work permit. Ele poderia até vir como turista, mas não estaria apto a trabalhar.

  144. Daniela Bresne says:

    Pedro,

    Preciso da sua ajuda.
    Consigo seu auxílio? Tenho a mesma situação com meu namorado, mas ele é Canadense. Meu facebook é Daniela Bresne, por favor me dê um retorno.

  145. Marcos Aurélio Poerner says:

    Olá Pedro,

    Muito legal seu post, veja que ele causa impactos 5 anos após a publicação -rsrs

    Eu e minha namorada (temos união estável a 2 anos, conta conjunta, mas não moramos juntos) estamos nos preparando para imigrar para o Canadá.
    Ela já é formada e tem o IELTS, e eu ainda estou concluindo a graduação e não tenho o IELTS, por isso pensamos em ela aplicar para o Express Entry sozinha, acreditamos que ela alcance a pontuação para ser selecionada.

    A nossa dúvida é, a partir do momento que ela ganhar o PR e vira residente permanente, ela já pode aplicar para ser minha sponsorship?

    Outro ponto, o fato de não sermos casados no civil e não morarmos juntos pode ser um problema para provarmos nossa união? Pensamos em casar no civil agora, mas ouvi falar que um casamento tão pouco tempo antes de tentar a imigração não é muito bem visto pela imigração canadense.

    Por Favor nos ajude, Muito Obrigado !!

    • Pedro says:

      Olá Marcos, sim sua namorada poderia aplicar o processo de sponsor logo após virar residente permanente. E não tem essa de “não ser bem visto”, o que não é bem visto é casamento arranjado, que ainda ocorre muito. Agora, vejam bem, se vocês conseguirem os pontos para imigrar juntos, eu acho que seria melhor. Ela poderia ser a requerente principal.

  146. Karoline says:

    Boa noite Pedro! Tudo bem? Eu não entendi bem a parte que você falou que preferia ter feito a opção 1… Teria ido ou você ou sua esposa na frente e solicitado o visto permanente e aí em seguida solicitava o sponsor de quem ficou? É isto mesmo? Eu e meu namorado pretendemos ir para Vancouver e estamos estudando a melhor maneira…

    • Pedro says:

      Oi Karoline, então… resumindo, quando eu conheci minha esposa eu já estava no final do processo federal, então a alternativa que sobrou foi eu vir primeiro e fazer sponsor. So que ela veio pra cá como estudante e fizemos o processo com ela estando aqui. Se ela tivesse ficado no Brasil, o processo de sponsor dela seria muito mais rápido.

  147. Edi Bueno says:

    Olá! Muito bom o texto!
    Estou com uma dúvida, meu namorado vai fazer college em Vancuever esse ano. Mas só casaremos aqui no Brasil em janeiro. Ele pode dar entrada no meu processo de Sponsor depois de já estar com o visto de estudante e já fazendo college? E nesse caso se tiver como, demora muito?

    • Pedro says:

      Edi, processo de sponsor é só para quem é Residente Permanente ou Cidadão canadense. Seu namorado no máximo pode pedir um visto para você acompanha-lo aqui no Canada. Como ele vem estudar, vocês podem pedir um visto de trabalho aberto e aí você poderia trabalhar aqui enquanto ele estuda.

Leave a Reply