O que me levou a imigrar

Este post é, na verdade, a resposta a uma pergunta feita pelo meu amigo Herbert Trindade, no dia 10 de junho de 2010, que vocês podem conferir aqui: http://www.pedrosilva.com.br/blog/so-nao-imigra-quem-nao-quer/#comment-1161

Para quem não sabe Pedro ganhava bem aqui no Brasil, tinha um excelente emprego, goza de prestígio na instituição e trabalhava em uma área meio estratégica. O que fez você abrir mão de tantas conquistas? Você já conseguiu aí a mesma receita e qualidade de vida que tinha aqui?

Viajar para o exterior, conhecer outros países, rodar o mundo é um dos meus sonhos de criança. Eu não pensava, nem aceitava a idéia, que iria passar o resto da minha vida morando na mesma cidade — naquela época ainda morava no interior da Bahia, em Vitória da Conquista pra ser mais exato.

O tempo foi passando, mas sempre fiquei com esta idéia na cabeça. Quando adolescente, la no início da década de 90, eu via muita gente fazendo intercâmbio e pensava, taí uma boa oportunidade pra começar minhas andanças, mas a minha condição sócio econômica não me permitia.

No final da década de 90 e início dos anos 2000, já na faculdade, evolui a idéia de fazer intercâmbio para a idéia de imigrar e comecei a avaliar quais seriam as melhores opções. Cogitei Estados Unidos, Canadá, Austrália, Inglaterra e Irlanda — todos países anglophones, e de todos, o que mais me agradou foi o Canadá. Decidido o país que eu iria imigrar, eu tinha que criar as condições para colocar este projeto em prática: terminar a faculdade, trabalhar, juntar dinheiro e imigrar.

Encurtando a história, em 2006 eu comecei de fato meu projeto de imigração e em 2009 eu cheguei no Canadá, onde estou até hoje.

Mas, verdade seja dita, o que realmente me levou a imigrar foi a minha história de vida, foram as muitas dificuldades que enfrentei ao longo da minha caminhada; foi o desejo de ter uma vida melhor e de dar uma vida melhor aos meus filhos; foi a vontade de viver numa sociedade mais justa onde você é respeitado e reconhecido, onde você não se sinta roubado o tempo todo, onde você se sinta seguro, onde você possa simplesmente deixar a vida te levar e aproveitar o melhor de tudo, que é viver.

Realmente, no Brasil eu tinha um emprego público federal, trabalhava num setor estratégico, tinha um bom cargo, era bem relacionado e estava começando a ter visibilidade na empresa mas eu simplesmente não era feliz. Faltava sempre algo, e esta felicidade eu encontrei aqui. Não me arrependo de forma alguma de ter jogado tudo pro alto, de ter “chutado o pau da barraca”. Mesmo tendo sido muitas vezes chamado de louco, esta foi a decisão mais acertada que tomei na vida, posso garantir.

Se eu tenho a mesma qualidade de vida que eu tinha antes? Em um ano aqui, o meu padrão de vida está num patamar que nem nos 4 anos em que morei em Brasília eu consegui alcançar — isso tendo começado do zero aqui. Eu tenho muito mais tempo livre, tenho a possibilidade de fazer grandes projetos serem concretizados a curto e médio prazo e, sinceramente, não tenho 1/10 dos problemas e preocupações que tinha no Brasil.

Aqui não é um paraíso, mas viver aqui é bem mais fácil do que aí.

37 responses to “O que me levou a imigrar”

  1. Denis Albuquerque says:

    Ae Pedro. Não sabia que tu tinhas imigrado pro Canadá. Vi agora no Buzz do magão (Herbert). Parabéns pelo Blog e pela coragem. Coloca um link para o feed RSS que fica melhor ainda. Sucesso camarada.

  2. Pedro says:

    Pois é Denis, tem um ano que imigrei. Foi hard no começo, nos 4 primeiros meses, mas depois ficou tudo uma maravilha.

    O RSS tá funcionando no Safari e no Firefox mas estranhamente não funciona no Google Chrome nem no Internet Explorer. É provavelmente algum problema com este tema que estou usando, já mudei muita coisa e falta consertar outras. Grande abraço.

  3. chenwand says:

    Parabéns Pedro! Você merece!

    Estou seriamente pensando em fazer o mesmo. Estou meio decepcionado com o Brasil. Já até fui a uma palestra na AF essa semana.
    Aqui no trabalho tenho outros 3 colegas interessados em imigrar. Um já tem um bom nivel de francês e já conhece o Canada e outro está na AF e em novembro vai fazer turismo aí.
    Além deles, tem mais um daqui que já está aí morando e trabalhando.

    Sucesso pra você!

    • Pedro says:

      Fala meu querido, tranquilo?

      Olha, eu sou suspeito pra falar, mas te digo uma coisa: Não troco minha vida aqui pela que tinha no Brasil por nada neste mundo!!!

      Estas palestras ai são bem motivadoras, as vezes eu saía de lá maravilhado (fui à umas 5 palestras) com a possibilidade de viver aqui e posso garantir que muita coisa que eles dizem é verdade, mas tem sempre um pouquinho de exagero e de otimismo. Bom mesmo é estar seguro de que quer realmente imigrar e vir com o pé no chão e a mente aberta para novas descobertas.

      Se você quiser ter uma visão mais realista da coisa, entre em contato que a gente conversa. No mais, boa sorte e tudo de bom.

      Pedro

  4. ROBERTO PORCHAT says:

    OLÁ PEDRO ,

    PARABÉNS PELA VITÓRIA ! E DEUS ABENÇÕE VC MAIS E MAIS ! ESPERO CONSEGUIR O MESMO! FOI BOM COLOCAR SEU TESTEMUNHO! É IMPORTANTE ! SABEMOS QUE NÃO HÁ LUGAR PERFEITO , NEM PARAÍSO! . MAS NO CANADÁ É UM DOS MAIS PERFEITOS PAÍSES NO MEIO DESSA IMPERFEIÇÃO, VC DEVE ME ENTENDER! BOM , DEUS TE ABENÇÕE E SEJA FELIZZZZZZZ!UM ABRAÇO!! ROBERTO PORCHAT .

  5. Sabrina says:

    Olá Pedro,

    Estive lendo seu post sobre “motivos para imigrar”. Minha situação de emprego no Brasil é mais ou menos parecida com a sua quando estava aqui, eu acho..rs. Bom, gostaria de saber se posso tirar algumas dúvidas sobre este assunto contigo.
    Parabéns pela vitória! e continue escrevendo mais posts, são muito importantes para quem quer imigrar.
    Abçs

    • Pedro says:

      Olá Sabrina, eu vou te enviar um email para que você possa entrar em contato comigo para tirar suas dúvidas.

      Abraços.

  6. Rafael says:

    Pedro,
    Primeiramente meus parabéns pela realização de um sonho. Assim como você também tenho esse objetivo. Já fiz intercâmbio de estudos em Toronto e agora estou na luta para buscar a imigração.
    Sou casado, analista de sistemas em uma grande instituição financeira em são paulo, mas eu e minha esposa não vemos problemas em “jogar tudo pro alto”.
    Quanto tempo vc precisou para conseguir emprego em quebec?
    Como esta a area de TI por ai (projetos, desenvolvimento .NET, etc)?
    Com quantos anos vc imigrou?
    Aonde estudou frances no Brazil e qto tempo estudou? (n sei nada de frances).
    * Se preferir pode responder tbm no meu email.
    Forte Abraco a voces

    • Pedro says:

      Oi Rafael, tudo bem?

      Então, eu cheguei aqui numa época não muito boa, ainda estava rolando a crise econômica que afetou os Estados Unidos e era um período de transição, onde as empresas já haviam demitido milhares, mas que estavam dando um tempo para que as coisas melhorassem e pudessem contratar de novo.

      Neste contexto, demorou 4 meses entre mandar o primeiro CV e assinar um contrato de trabalho, com a empresa em que trabalho até hoje. A área de TI aqui tem muitas oportunidades, em diversas áreas. Desenvolvimento o foco tem sido mais em Java e .Net embora outras linguagens como php, c/c++ tenham sempre vagas aparecendo. Na área de projetos, gerenciamento, também tem muita oferta, entretanto, para postular por uma vaga como esta é preciso que a pessoa tenha uma fluência muito boa em inglês e/ou francês, o que não é o caso para a maioria dos imigrantes, recém chegados.

      Eu cheguei aqui no Canadá com 29 anos, comecei o processo com 27. Estudei francês durante 3 anos, na Aliança Francesa. Eu também não sabia nada quando comecei, mas tô aqui, né verdade?

      Se tiver mais alguma dúvida é só postar.

      Abraço e boa sorte!!

  7. Marcelo Santos says:

    Pedro, parabéns pelas conquistas. Quem acredita sempre alcança.

    Gostaria de trocar umas idéias com você a respeito de imigrar para o Canadá. Se possível me envie seus contatos através do meu e-mail.

    Abraço e sucesso

  8. James says:

    Pedro boa noite,

    Eu finalmente consegui convencer minha esposa a fazer o processo de imigração. Tenho 35 anos, ela também, e temos um filho de 5 anos. Sou funcionário público concursado, mas cansei do Brasil. Quero pegar uma licença para tentar viver no Canadá.
    Entretanto, como comecei a estudar francês agora, pretendo iniciar o processo no meio do ano que vem (sério). Sou analista de sistemas e acompanho informações sobre o crescimento da procura de profissionais na área de TI.
    Gostaria que você comentasse sobre as minhas possibilidades de conseguir concluir o processo (vide só não imigra que não quer, hehehe) e se pudesse me mandar algumas fotos sobre moradia e outras coisas relevantes quando pensamos em ir para um lugar melhor. Em Salvador realmente não dá mais.
    Obrigado e parabéns pelo seu blog.
    James

    • Pedro says:

      James, pela sua idade, cada dia que passa as chances diminuem mais. Tente dar um gás nos estudos de francês para poder começar o mais rápido possível. Você faz francês onde aí em Salvador? No Click? Você sabia que aí em Salvador tem um grupo de pessoas que se reúnem frequentemente para falar sobre Imigração para o Québec? Caso não saiba, o grupo é o seguinte: http://groups.google.com/group/salvador-quebec?hl=pt-BR&pli=1. Você pode enviar um email para o moderador, se apresentando, falando sobre o seu projeto de imigração e pedindo para ser incluído no grupo. Btw, eu faço parte deste grupo, qualquer coisa mencione meu nome.

      Pessoalmente, eu acho que você tem chances sim de imigrar, a nossa área costuma ter muitas oportunidades, muita demanda e bons salários. Uma vez aqui, só depende de você conseguir o emprego que você quiser.

      Para informações relevantes, continue lendo o blog que eu vou contando coisas do dia-a-dia sempre que possível. Abraços.

  9. […] você pode ler no post O que me levou a imigrar, eu tinha uma vida confortável no Brasil, imigração não era a minha única saída. Eu vim para […]

  10. Lc Orl says:

    Olá Pedro!
    primeiro, parabéns pela sua coragem e conquistas!
    aproveitando a sua boa vontade em responder, gostaria de te perguntar se conheces algum grupo como esse que citou para o James, em Brasília já que tb morou aqui.
    parabéns pelo blog e td de bom.

    desde já grata.
    L.

    • Pedro says:

      Olá L,

      Infelizmente não conheço nenhum grupo de imigrantes de Brasília. Quando morei lá, nem o pessoal que estudava na AF na mesma época que eu se socializava muito. Mas eu não sou de Brasília, nem conhecia muita gente lá, talvez por isso não cheguei a conhecer nenhum grupo.

      Dê uma pesquisada, deve ter alguma coisa no Facebook.

      Abraços

  11. Thais says:

    Olá Pedro,
    Estou adorando seu blog.
    Estou passando por um processo parecido só que para ir para Vancouver.
    Poderia me passar seu email para tirar algumas dúvidas?
    Muito obrigada
    Thais

  12. renavera says:

    Pedro, bela iniciativa, cara tudo oque você disse neste post é o que sinto aqui no brasil, suas palavras são minhas.
    Estou a procura da maneira mais fácil de imigrar para o Canadá, sou funcionário público aqui em sp me sinto da forma que você disse..
    Cara você poderia me dar algumas dicas?

  13. Pedro…

    Não o conheço mas seu post é extremamente preciso e coerente. Realmente a fala de quem tinha (e tem) o pé no chão e sabe o que quer. Não somente para si, mas para a família.

    O meu caso é parecido: tenho 2 matrículas em empregos público e começo a gozar de uma situação estável financeiramente, mas vivo em um cidade pequena que não consegue reconhecer que o evento que faço (da área de entretenimento), mesmo com apoio de empresas dos EUA e Canadá – é importante para o turismo local.

    Enfim: ter dinheiro não basta. Precisamos de paz, alegria e vontade de sair de casa todos os dias e curtir muita coisa além do próprio trabalho. Para pessoas que pensam em ter filhos – como eu – isso é fundamental.

    Parabéns pelos posts, amigo. Creio que em breve nos veremos aí (se tudo der certo pra nós no processo e na viagem).

    Um grande abraço e fica com Deus.

  14. Lucio says:

    Ola Pedro, tbm sou funcionario publico federal aqui em Salvador e desejo muito imigrar para o Canadá. Como foi que vc conseguiu a licença do seu emprego público? Ou vc pediu exoneração? Se pudesse me enviar um email com maiores detalhes eu ficaria imensamente grato. Um abraço!

  15. Will says:

    Tudo bom Pedro?! Vejo vocês comentando de carreira, principalmente em TI mas assim talvez não tenha nem discernimento, mas eu não sou dessa área, sou administrador e hoje estou concluindo contabilidade. Fiz intercambio em Vancouver e fiquei apaixonado pelo lugar rs … conseguir emprego na minha área seria muito longe da realidade?! Digo de oportunidades no mercado?! Levando em consideração que eu ainda tô aprendendo o raio dessa língua abençoada, rsrsrs o inglês!!! Forte abraço!!!

    • Pedro says:

      Will, se não me engano, tanto administradores quanto contadores precisam fazer parte das respectivas ordens profissionais para poder trabalhar. Contador talvez não seja tão mais simples visto que a tributação aqui é diferente da do Brasil. Procure se informar quais ordens profissionais existem em British Columbia e quais os requisitos para poder fazer parte delas.

  16. Priscila says:

    Boa noite!

    Parabéns pelo site, muito bom!
    Gostaria de tirar algumas dúvidas por email, pode ser?
    Fico no aguardo! Obrigada!

  17. Laís says:

    Estava fazendo algumas pesquisas sobre o Canadá e por acaso encontrei o seu blog. Parabéns, muito bom!
    Gostaria de tirar algumas dúvidas por e-mail.. Pode ser?

  18. Viviane says:

    Oi Pedro tudo bom?
    Eu e meu marido somos funcionários públicos por aqui, eu bancária e ele servidor dá justiça, temos uma condição de vida boa, mas nós vimos em seu texto! Sempre quisemos conhecer o mundo, viver num lugar mais justo onde as pessoas valham mais do que as coisas, por tanto estamos iniciando nosso projeto de imigração pro Canadá.
    Como nossa família é grande, temos três filhos dos quais o mais velho com 20 anos não quer ir, precisamos juntar uma boa grana pra nós organizarmos bem por aí, pq não sabemos como será o primeiro ano!
    Já procuramos informações a respeito de sermos funcionários públicos aqui, se isso impacta, ou não tem relevância alguma, quanto a comprovação dá nossa experiência profissional aqui. Eu tenho curso técnico na área de construção civil e ele é formado em administração, mas nossas maiores experiências são como concursados.
    Se você puder ajudar agradecemos.
    Boa sorte!

    • Pedro says:

      Ola Viviane, bom eu era funcionário público também mas minha experiência também era na minha área de formação o que facilitou as coisas. Na minha época não tinha problema se você tivesse experiência numa área que fosse diferente da sua formação, contanto que a sua experiência fosse numa área também de demanda no Canadá. Hoje não sei como anda o processo, mas é possível tirar essa dúvida fazendo o teste online do governo. Senão, uma alternativa é trocar uma idéia com algum consultor de imigração. Aí no Brasil recomendo a Maria João do site http://mjconsultoria.com.br.

Leave a Reply to Não passa na sua cabeça voltar? | Blog do Pedro Silva Cancel reply