Custo de Vida em Montréal

Já tem algum tempo que eu quero falar sobre este assunto, já que é um dos mais demandados aqui no blog. Antes de começar, porém, gostaria de fazer uma observação: Como o título deste post sugere, as informações contidas aqui dizem respeito à cidade de Montréal, no Québec. Eu não tenho a mínima idéia sobre custo de vida em Toronto, Calgary, Vancouver, Ottawa, Québec, ou qualquer outra cidade, portanto, inútil dizer que qualquer pergunta sobre outras cidades que não Montréal irá ficar sem resposta. Além disso, tanto os itens abordados, quanto os valores devem servir somente para se ter uma ideia geral. Estamos entendidos? Vamos ao que interessa.

Aluguel

O mais importante, primeiro! Aqui no Canadá você vai encontrar os seguintes tipos de imóvel para alugar: casas, condos e apartamentos em duplex, triplex, quadruplex, etc. Eu explico: Condos são como os prédios de apartamentos que existem no Brasil. Duplex é um prédio que tem duas casas. Normalmente o proprietário vive no andar de baixo (térreo e subsolo) e aluga a casa de cima. Triplex é um com três casas, Quadruplex com quatro e assim por diante.

O valor médio de um aluguel vai depender do tipo de imóvel, do tamanho do imóvel e da localização: do bairro, se é perto de metrô ou não, se é perto de supermercados, farmácias, etc. Imóveis aqui são medidos em quantidades de cômodos, e não de quartos como é no Brasil. Por exemplo, 1 e 1/2 é um apartamento de um cômodo e um banheiro, a famosa kitnet; 2 e 1/2 são dois cômodos e um banheiro; 3 e 1/2 são 3 cômodos e um banheiro, o nosso famoso quarto e sala, sendo a cozinha o terceiro cômodo. 4 e 1/2 é um dois quartos, na maioria das vezes, e 5 e 1/2 é um três quartos.

O valor médio do aluguel em Montréal, segundo o Canada Mortgage and Housing Corporation (http://www.cmhc-schl.gc.ca/en/co/reho/index.cfm), no ano de 2011 (último relatório publicado até o dia de hoje, 21 de julho de 2012) é de:

  • 2 e 1/2: $549
  • 3 e 1/2: $641
  • 4 e 1/2: $719
  • 5 e/12: $865

Se quiser conhecer a média por bairro, consulte o relatório http://www.cmhc-schl.gc.ca/odpub/esub/64411/64411_2011_A01.pdf?fr=1342904291640 na página 12. Outras informações importantes podem ser encontradas neste relatório.

Dica: o valor do aluguel (ou da hipoteca, caso você esteja comprando um imóvel) não deve ser superior a 30% da sua renda.

Se você procurar até acha apartamento mais barato do que o da média. O meu, que é um 4 e 1/2 em Lasalle está quase $100 abaixo da média.

Eletricidade (Hydroquebec)

De um modo em geral, além dos seus eletrônicos e eletrodoméstivos, a sua conta de eletricidade vai incluir também o aquecimento (calefação) e a água quente. Toda casa aqui tem uma caldeira que esquenta a água permanentemente. Todas as torneiras da casa possuem água quente e fria.

É impossível predizer quanto cada um vai pagar de eletricidade, mas eu vou dar algumas dicas, que eu sigo ao pé da letra e vou dizer quanto eu pago por mês para que se tenha uma idéia. Um detalhe importante: A Hydroquebec possui diversas formas de tarifação:

  • Você pode pagar a fatura por mês ou a cada dois meses, relativo ao consumo do período. No meses mais quentes a sua conta de energia vai ser mais barata, nos meses mais frios sua conta de energia vai ser muuuuuito cara.
  • Você paga por mês uma quantia fixa. Este é o modo que eu escolhi porque eu não tenho surpresas, eu sei exatamente quanto eu vou pagar. Como funciona? Se você é um cliente novo, você vai pagar o valor mínimo inicialmente até eles fazerem uma avaliação de consumo e, baseado nisso, você passará a pagar um valor fixo. Estas avaliações ocorrem, se não me falha a memória, duas vezes por ano e a sua conta de energia vai ser corrigida para mais ou para menos, de acordo com o seu consumo. Simples assim.

Eletrodomésticos (fogão, geladeira, lavadora e secadora) novos consomem menos energia, os campeões de consumo são a secadora e a geladeira. Quando for mobiliar sua casa/apartamento procure comprar tudo novo. Prefira as lâmpadas fluorescentes compactas ao invés de usar as tradicionais. Elas custam mais, mas duram mais e gastam 80% menos. No inverno, mantenha os aquecedores em no máximo 21°C e uma vez que os aquecedores forem ligados, só desliguem quando o inverno acabar. Se você for morar num duplex, triplex, etc, saiba que os apartamentos mais altos são mais quentes, então, no inverno, você vai gastar menos para mantê-lo aquecido.

E a dica mais importante: não gaste energia à toa. Quando você usa energia de forma racional, você está ajudando o planeta e gastando menos.

Aqui no meu 4 e 1/2, eu pago aproximadamente $60 por mês. Já ouvi relatos de pessoas pagarem 50 e até mesmo 100% mais do que isso, num apartamento +/- do mesmo tamanho, só pelo fato de terem eletrodomésticos muito antigos em casa.

Água

Na maioria dos bairros de Montréal, não se paga água, mas isto está com os dias contados. Aqui onde eu moro é cobrada uma taxa de água e esgoto, o valor mínimo é de $140 por ano. Caso meu consumo de água seja maior do que a minha “franquia” eu pago mais do que estes $140, mas isto nunca aconteceu.

Internet, TV a cabo e Telefone

As principais operadoras de Internet, Tv a cabo e Telefone aqui em Montréal são: Bell (http://www.bell.ca/) e Videotron (http://www.videotron.com/). Quanto mais serviços você pegar com a mesma operadora, melhor, já que ao combinar serviços você irá pagar um preço reduzido em relação ao valor individual de cada serviço.

Na Bell, os pacotes estão variando entre: $78 a $144 por mês.Veja os detalhes dos pacotes, clicando em: https://bundles.bell.ca/en/?zone=h&refresh. Na Videotron, os pacotes variam de $62.95 a $140.95. Para ver os detalhes dos pacotes, clique em http://www.videotron.com/residential/packages/build-your-package e em seguida selecione: Television, Internet e Telephony.

Telefonia Móvel

Assim como no Brasil, aqui você pode ter celular pré-pago ou pós-pago, com um detalhe: aqui paga-se para ligar e para receber ligações; para enviar e para receber mensagens de texto. Existem planos de todos os tipos: Só voz, voz e dados, ilimitados, familiares. Pesquise muito e veja o que atende melhor à suas necessidades. As seguintes operadoras estão presentes aqui em Montréal:

Transporte

Uma coisa que funciona relativamente bem aqui em Montréal é o transporte público. Em geral, paga-se uma taxa fixa por mês ($75.50) para usar o transporte público a vontade. Todas as tarifas da STM podem ser consultadas aqui: http://stm.info/English/tarification/a-grilletarif.htm

Tem também a opção de usar os trens da AMT, em conjunto com os ônibus e metrô. Neste caso, a tarifa mensal é à partir de $84.50, dependendo da área onde você reside. Para ver as tarifas da AMT , clique em: http://www.amt.qc.ca/titres_tarifs.aspx?id=452&LangType=1033

Para quem tem carro, o custo é de:

Mercado

Outro quesito bastante subjetivo, já que varia muito de pessoa a pessoa. Eu e minha esposa costumamos fazer compras de mercado duas vezes por mês, gastamos uma média de $150 a $200 por compra. As nossas compras não costumam ter restrição, pegamos sempre o que queremos. A compra de mercado mais cara que eu fiz foi a primeira compra, quando saí da homestay e fui morar no meu apartamento. Paguei aproximadamente $275.

Sobre as compras de mercado, somente os produtos industrializados / processados é que pagam impostos. Alimentos (frutas, legumes, verduras, carne, leite, ovos, etc) são isentos de impostos.

Os supermercados mais baratos para se fazer compra: Maxi, Super C e Provigo. Os mais caros: Loblaws, IGA e Metro.

Existem também alguns programas de banco de alimentação, que distribuem “cestas básicas” gratuitamente, ou pagando-se um valor irrisório, para pessoas de baixa renda. Muitos imigrantes utilizam estes bancos de alimentação, no período em que estão ainda se estabelecendo em Montréal.

Restaurantes

Eu ousaria dividir os restaurantes aqui em Montréal em 3 tipos: Fast-Food, Buffets e À la carte. Aqui não existe restaurante por quilo.

Como Fast-food as opções são inúmeras. Uma refeição num restaurante Fast-food vai ser em média $10. Os Buffets são os que se aproximam mais do conceito de restaurante por quilo, do Brasil. Aqui, paga-se um valor e come-se a vontade. Em geral, sai em média $10. Os à la carte, bom, como o nome já diz você escolhe um prato e é servido. Restaurantes à la carte não servem porções, o prato já vem preparado com todos os acompanhamentos. A faixa de preço para este tipo de restaurante varia muito. Em geral, $20 a $30 por prato é um restaurante mediano.

Diversão

Opções diversas de diversão. Museus, Cinema, Bares, Teatro, Shows, Parque de diversão. Preços variados. Coloquei este item aqui para que você lembre, quando for preparar seu budget, que diversão também faz parte da vida de imigrante. Ah, tem muita coisa gratuita aqui.

Academia

Uma das coisas que são mais contrastantes, se comparado com o Brasil, é o preço das academias. Eu malho numa ótima academia, no centro de Montréal e pago apenas $42 (com impostos) por mês. Ao decidir se matricular numa academia, opte por um período de um ano pois assim o valor mensal cai consideravelmente.

Bom, coloquei o básico e mais alguns itens que vieram à minha cabeça. Tá faltando alguma coisa?

Se você gostou, achou útil, levante a mão e bate palma deixe um comentário :)

202 responses to “Custo de Vida em Montréal”

  1. Tania says:

    Olá, excelente seu post.
    Nós que somos em 4,sendo 2 adolescentes, imagina…. Gastamos um pouco mais com alimentação (800 dolares) e moradia( 5 1/2-1.300 em NDG/WESTMOUNT). Nosso aquecimento é a gás, então acredito que não teremos muitas surpresas com o valor da energia. Telefonia, fizemos o pct. família da TELLUS, diversão, usamos muito cinema e os parques, mas nosso banco tem um cartão fidelidade p/ cinema, o desconto é interessante.Transporte tb todos tem o cartão OPUS mensal, vale a pena. Abçsss….

    • Pedro says:

      Olá Tânia, comparado com o meu, seu gasto com alimentação é o dobro, mas normal considerando que vocês são em 4. Pelo valor que vocês estão pagando de aluguel, tá muito próximo de um valor de hipoteca, já da pra pensar em comprar um imóvel. Boa sorte e obrigado por comentar. Abraços!

  2. Leandro F Oliveira says:

    Show de bola, mto bom! Abraço Pedrão

  3. Marcio Antonio de Souza says:

    Excelente post, completaço.

  4. andrea says:

    Olá Pedro, parabéns pelo post! Eu só achei um pouco “irreais” os valores de aluguel… eu vi que é uma fonte oficial, mas morei um ano em Montreal e os apartamentos que encontrei entre CAN$600 e CAN$800 ou estavam bem judiados ou eram estúdio… :(

    Eu visitei muitos apartamentos (e pesquisei no kijiji e no craigslist!), mas não encontrei nada nessa faixa. Pelo menos não no centro, perto das estações de metrô. Encontrei em Verdun, Monk, Jean Talon, que são bairros bons, mas que ficam a cerca de 30 minutos de lá.

    Será que eu que não soube procurar? (rs) Você conhece mais gente que encontrou apartamentos nessa faixa de preço?!

    Abração!

    • Pedro says:

      Andrea, os preços que eu coloquei são a média geral de Montréal, considerando todos os bairros. Se você olhar o centro (Zone 1, página 12) os preços estão entre $717 (1 1/2) e $1630 (5 1/2). Outra coisa, é sobre a “condição” dos apartamentos. A maioria deles estão bem detonados mesmo, precisando de pelo menos uma pintura e aqui, pintura, quem faz é o locatário. Uma coisa que sempre falo com quem está procurando apartamento é procurar ver se o apartamento tem potencial, ou seja, se depois de uma pintura, uns ajustes aqui e ali, ele vai ser um bom lugar para morar. Procure apartamentos onde o banheiro e a cozinha estão bem conservados e/ou renovados, o resto arruma-se com muita facilidade. Abraços.

  5. Eduardo Lomonaco says:

    Excelente esse post!! Muitas dicas!

    ***Levanta mãos e bate palmas***

    Vai me ajudar muito no planejamento do budget.

    Obrigado!!

  6. Fabi Fonseca says:

    EXCELENTE post! Muito obrigada por compartilhar detalhes importantes e uma otima maneira de termos uma idéia de custos.
    Como vc perguntou se faltava alguma coisa, eu gostaria de saber tb sobre custo de “estudo” para as crianças, e as melhores fontes para estas informações, sei que vc nao tem filhos e talvez não consiga me ajudar, mas nao custa perguntar neh ;-)
    Acabei de conhecer seu blog e estou adorando …

    Abs e tudo de bom!

    Abs e tudo de bom

    • Pedro says:

      Fabi, a escola aqui é pública até o segundo-grau. Só o CEGEP e Faculdade é que são pagos. Agora, tem escola particular também, mas não faço a mínima idéia de quanto custa. Além disso, o governo oferece bolsa e empréstimos para os estudantes, dependendo da renda familiar, o que ajuda. Em breve eu devo ter mais informação sobre isso e aí eu atualizo aqui. Abraços!

  7. Luan says:

    Olá Pedro! Estava pesquisando blogs sobre profissonais de TI que foram para o Canadá e o seu é REFERÊNCIA, já li e re-li tudo umas 4684354864x.Cara, eu to com 19 anos, to cursando Sistemas de Informação, faço técnico em informática e começo meu francês no próximo ano e inglês já sou fluente. Pretendo ir daqui há 4 anos, que vou com uma amiga que tbm tem nivel superior em turismo e é o tempo em que ambos juntamos uma grana. Você sabe me dizer se eu consigo imigrar para o Canadá, seja para québec ou qualquer outra província, mesmo sem ter essa danada de “experiência”? porque trabalhei apenas 5 meses em uma empresa multinacional com suporte técnico e assessoria e ano que vem vou trabalhar no mesmo, só que na prefeitura e emprego de prefeitura voce sabe né, nao assina carteira.. -.-‘ o que me diz? e você acha que vale a pena? porque tambem não conheço absolutamente NINGUEM no Canadá, nem sei onde vou tirar os documentos.. agradeço o contato!

    • Pedro says:

      Luan, não é preciso carteira assinada para comprovar experiência. Basta um contrato de trabalho ou uma declaração da prefeitura dizendo o período em que você trabalhou lá, bem como as atividades que você desenvolvia ou o cargo que você exercia. Sobre imigrar, é possível ainda fazendo o processo do Québec e, uma vez que você tenha o visto, você pode morar em qualquer lugar do Canadá. Abraços!

  8. ciana says:

    ótimo post!

    nosso aluguel de um 3 1/2 em NDG está de acordo com a média do bairro.

    ah, tenho uma sugestão para um post!
    poderia compartilhar a sua experiência em como se preparar para o inverno? como preparar a casa, o corpo e a cabeça :D

    obrigada desde já

  9. Filipe says:

    Olá Pedro, tudo bem?
    Gostaria de entrar em contato com você por e-mail, skype, msn… Preciso de alguns conselhos seus, pois também sou da área de TI e desejo muito imigrar para o Canadá.

    Fico no seu aguardo. Abraços.

  10. Pedro,
    Parabéns pelo seu blog! É bonito de ver quando imigrantes blogueiros estão fazendo um bom trabalho! Continue firme e muito sucesso aí!
    Abraços
    Thiago

  11. Guilherme says:

    Olá Pedro, tudo bem?

    Sou da área de TI também, trabalho como desenvolvedor Java. Gostaria de saber como foi se adaptar aí no seu trabalho, os colegas de trabalho, o tipo de trabalho a ser feito. Foi dificil? Você sofreu muito no começo para aprender? Enfim, se você pudesse comentar como é o dia-a-dia de trabalho aí, eu gostaria bastante de saber, tenho bastante interesse em mudar pro Canadá a trabalho.

    Abraços e parabéns pelo seu blog, muito informativo.

    • Pedro says:

      Guilherme, programar Java é programar Java. Você poderia fazer isso de dentro do seu banheiro que continuaria sendo programar Java. Não faz diferença se é no Brasil ou no Canadá, o trabalho é o mesmo. O que muda é o ambiente de trabalho, são as relações entre as pessoas, porque é outra cultura, são outras regras, mas isso você se adapta rapidamente. Eu não tive problema nenhum em me adaptar. Em outro post eu comento sobre como é o dia-a-dia. Abraços.

      • Guilherme says:

        Bom Pedro, seria exatamente isso então que eu queria saber: como é o ambiente de trabalho aí e como foi a adaptação (mas imagino eu que o ambiente deva ser bem melhor, mais organizado). Se der pra você comentar um pouco por enquanto…

        Abraço

        • Pedro says:

          Fala Guilherme, agora tenho mais experiência para comentar… acabei de mudar de emprego, tô passando por uma “re-adaptação”, desta vez tá super tranquilo. Assim que tiver um tempinho eu escrevo mais a respeito. Abraços.

  12. Hugo Marques says:

    Muito bom o seu blog Pedro, ótimo ver os colegas de TI tendo sucesso em Montreal.
    Meu nome é Hugo e trabalho como desenvolvedor Java em Brasilia tendo um total de 4 anos de experiencia na área, comecei o francês agora visando estar em Montreal (permanente) por volta de 2015.
    Minha esposa está estudando animação e modelagem 3D e por isso queria te perguntar se aí tem mercado nessa área, se você conhece anúncios de empresas, vagas e etc pois não acho nada específico em sites como o monster ou o jobboom.

    Abraços,

    Hugo

    • Pedro says:

      Hugo, o mercado de desenvolvimento de Games é muito forte aqui em Montreal. Se a sua esposa quiser trabalhar nesta área, tenho certeza que ela vai encontrar muitas oportunidades. Existem outros sites de anúncios de emprego, como workopolis e até mesmo o próprio linkedin, mas, na verdade, a grande maioria das vagas não são anunciadas em canto nenhum, vai por meio do famoso “boca-a-boca”. Abraços.

  13. Felipe says:

    Olá Pedro, tudo bem? Gostaria de saber como é horário de pico em Montréal, é caótico como São Paulo? E o trem e metrô daí, é bom? Mesmo em horário de pico?

    Fico no seu aguardo. Abraços

    • Pedro says:

      Felipe, nada é igual a São Paulo!!!! Falando sério, aqui tem horário de rush também, de manhã cedo é entre as 7 e 8 e à tarde é entre as 5 e 6. Aqui tem engarrafamento mas nada comparado com SP. E quem não quer enfrentar engarrafamento vai de trem, metrô e onibus. Transporte público aqui funciona de verdade e é de qualidade. Abraços.

  14. Lindomar says:

    Cara, show de bola o seu blog, pesquisando sobre o Canadá, o encontrei, e realmente está esclarecendo muita coisa.
    Estou convencendo minha esposa a passarmos uns dias por aí e sentir o ambiente… :D
    Minha motivação em imigrar é similar a sua, e me identifiquei muito em suas respostas.
    Já estou no meio da TI há mais de 10 anos, porém, sem parar no tempo, acredito que quebrando o receio de uma terra “desconhecida”, conseguiria me integrar bem.
    Abraço, e mais uma vez parabéns! Não pára não de alimentar o site!

    • Pedro says:

      Fala Lindomar! Valeu pelo feedback, bastante positivo e motivador! Normalmente o pessoal da área de TI se dá muito bem aqui e, caso você venha, não vai ser diferente. Pessoalmente, acho que seria uma experiência bastante positiva caso você possa vir com a sua esposa para conhecer o Canadá. Forte abraço!

  15. Super util seu post. Adorei!

  16. Marcello says:

    Olá Pedro. Parabéns pelo blog.
    Eu estava estudando para fazer concursos aqui no Brasil, mas ver seu blog me fez repensar a ideia de sair daqui.
    Eu tenho 22 anos, sou de Recife, e acabei de me formar em Ciência da Computação pela UFPE. Estava esperando o período de inscrições para o mestrado, que queria fazer na área de engenharia de software. Não tenho experiência profissional ainda, apenas de estágios que trabalhei como desenvolvedor (pouco mais de 2 anos de estágio).
    Bom, não falo nada de francês, e inglês eu não tenho fluência nenhuma na conversação, apesar de conseguir ler e escrever relativamente bem. Mas acho que dá para treinar a conversação e desenrolar. Já sou casado e tenho 1 filha.
    Queria muito uma dica tua sobre o que eu poderia fazer agora. Será que já seria possível eu ir agora para o Canadá com esse meu perfil? Será que eu conseguiria sustentar minha família com um salário de Júnior? Será que eu poderia fazer meu mestrado ai no Canadá, e isso seria melhor do que fazer aqui? E eu poderia tentar arrumar um emprego ainda daqui, pra já chegar empregado? E o que tu recomenda que eu poderia fazer aqui, que seja valorizado ai no Canadá, pra melhorar meu currículo?
    Te agradeço muito qualquer ajuda, e mais uma vez parabéns pela iniciativa de criar esse blog.

    • Pedro says:

      Marcello, vamos lá: Aqui no Canadá o que vai contar a seu favor é experiência profissional na área: é ter anos de experiência trabalhando com determinada tecnologia, é ter certificações na área, etc. Mestrado pode até te ajudar a conseguir um emprego, mas você não vai ganhar mais por que é mestre. Aqui, como disse antes, o que conta é “anos de experiência”. O mais indicado para você seria: começar a estudar francês e, paralelamente, começar a trabalhar, no c.e.s.a.r já que você é da ufpe :). O tempo que você vai se aprimorando no francês você vai também ganhando experiência. Durante o processo, que está demorando entre 1 ano e meio e 2, você vai também se especializando. Por que isso, para chegar aqui preparado e conseguir se colocar no mercado de trabalho numa posição melhor. Com salário de junior você até consegue manter sua família, mas sem regalias. Abraços.

  17. vanda says:

    Muito bem conseguido, bastante informação!! Também eu gostava de poder trocar umas ideias consigo se possível. Obrigada e tudo de bom.

  18. Alison says:

    Olá Pedro,
    Gostei muito do seu blog, e queria te parabenizar pela iniciativa.
    Eu sei que deve ser muito chato estar respondendo questões sobre trabalho e isso, mas queria te fazer uma pergunta.
    Eu não tenho faculdade, mas tenho muita experiência e um bom cargo na empresa que trabalho. – Programador Web.
    Vou tentar o meu processo através do Arranged Job. Sabe me dizer se as pessoas são abertas a esta iniciativa ai, a levarem os papeis ao “ministério do trabalho”, como é exigido, ou isso raramente acontece?
    Obrigado.

    • Pedro says:

      Alison, só pra ter certeza que você entendeu o sistema, para tentar como Arrange Job, você deve ter recebido uma oferta de emprego de uma empresa Canadense. Quanto a ser aberto ou não a esta iniciativa, vai depender da empresa. Eu já vi vários casos em que a empresa providenciou todos os papéis para um funcionário estrangeiro ser contratado. Abraços.

  19. Lucas Xavier says:

    Cara, ótimo Blog. Sou desenvolvedor Java e estou pensando seriamente em imigrar para o Canadá. Acha que por Quebec é mais fácil? Não tem como imigrar sem precisar falar Francês? Sabe dizer se a área de Arquitetura/Design de Interiores é forte aí? Para eu convencer a dona Maria! :p

    • Pedro says:

      Lucas, o que eu sei dizer é que a área de Java é forte aqui :) Sem falar francês você não consegue imigrar pelo Québec, infelizmente. E, o processo do Québec, ainda é mais “fácil” (entenda aberto) do que o processo federal. Portanto, faça como eu: aprenda francês :)
      Abraços.

      • Lucas Xavier says:

        É, de toda forma vou aprender o inglês! Mas é que achei 3 anos para aprender muito tempo… Enfim, vou tentar dar um gás!

        E sobre a área de Arquitetura/Decoração de Interiores, sabe alguma coisa como anda aí? :)

        Valeu a força!

        • Pedro says:

          Lucas, não conheço nada sobre arquitetura e decoração de interiores. Pra não dizer que não conheço nada, outro dia conversando com um colega de trabalho que é Francês, ele estava me dizendo que tinha um roommate daqui do Québec que era formado em Arquitetura e que tava trabalhando pra se fuder e ganhando menos que peão de obra. Resultado, o cara foi pra Paris e lá, sim, ele tá ganhando dinheiro. Pelo que esse colega me falou, arquiteto aqui só ganha dinheiro se tiver o próprio escritório. Se for trabalhar pra alguém, muito provavelmente não vai ganhar muito dinheiro. Agora, isso é só um relato de uma experiência, pode ser que a coisa seja diferente. Eu não posso garantir nada.

          Abraços.

  20. Lucas says:

    Olá, Pedro. Me recomendaram este blog, pois também penso em imigrar.

    Sou quase bacharel em Ciência da Computação, já estagiei alguns meses com Java e atualmente estou estagiando com Python.

    Há mercado em linguagens como Python e Ruby por aí, ou é quase tudo Java/.NET? Desde que comecei a trabalhar com Python não parei mais e é a linguagem que estou me especializando.
    Como é o perfil das empresas de software, a maioria no estilo “Fábrica de software”? Tem muitas startups pela região?
    Costumam utilizar metodologias ágeis por aí ou seguem padrões muito burocráticos no desenvolvimento de software?

    Agradeço!

    []’s

    • Pedro says:

      Lucas, o mercado aqui é mais forte em Java e .Net. Você até encontra algumas vagas de emprego para Python e Ruby, mas é a minoria. Se quiser vir pra cá, acho que o ideal seria voltar pra Java… Aqui tem empresa de todo tipo, mas eu não sei dizer se a maioria aqui é no estilo de “Fábrica de Software”, aliás, acho que este conceito não é muito utilizado aqui… Startups aqui é coisa rara também, até existe, mas é minoria. A maioria são de empresas já consolidadas. Nos lugares onde já trabalhei utilizamos metodologia ágil (scrum), acho que é uma tendência no mercado aqui.

      Espero ter ajudado.

      Abraços.

  21. Carlos says:

    Pedro, Boa Tarde!

    Sensacional seu post, estou nesse momento preparando nossa planilha de custos e seu post nos forneceu uma fonte valiosa de informações.
    Atualmente (entende-se nesse ponto desde Set/2011.. rsrsrs) estamos no aguardo de algum retorno do BIQ quanto a sermos convocados para entrevista ou recebermos o CSQ em casa, enquanto isso continuamos nos preparando. Gostaria de pedir sua permissão para adicionar o endereço do seu blog em nossos favoritos.
    Grande abraço

    • Pedro says:

      Olá Carlos, pode adicionar sim nos favoritos. E se tiver alguma dúvida, pode me perguntar que eu vou tentar te ajudar. Abraços.

  22. Kellen says:

    Oi Pedro. Como estão as coisas por ai? Espero que esteja tudo em paz por ai, porque aqui em Brasilia, como vc bem conhece, a violencia só cresce, cada dia mais. E esse é um dos motivos para eu querer imigrar para o Canada. Sei que existe violencia ai tb, mas nem se compara com a insegurança que sinto ao andar nas ruas de Brasilia. Bem, sou formada em Letras, e tenho experiencia em suporte tecnico na empresa Cobra Tecnologia… Ainda nao sei frances, mas vou começar em Janeiro/2013. Gostaria de saber se eu tenho chances de arrumar um emprego ai e me estabilizar de certa forma. Grata. Kellen

    • Pedro says:

      Kellen, depende em que área você vai querer trabalhar. Na área de suporte técnico eu diria que você teria mais chances, com Letras acho que seria quase impossível conseguir algo. Primeira coisa é: ser aprovada no processo, depois vem a questão do emprego. Abraços.

  23. Adriana says:

    Olá Pedro! Estou lendo seu site com meu marido.. muito bom.. agradeço seu empenho altruísta. Gostaria de saber se você conhece alguém da área de Direito que esteja por ai.. tenho lido muitas coisas.. mas nem tudo é tão claro.. perguntar a alguém que já passou por isso é mais fácil. Se conhecer alguem advogado e disposto ficaria muito grata. Abraços!

  24. Alisson says:

    Pedro, gostaria que analisasse meus planos e respondesse algumas perguntas se possível. Primeiramente gostaria de saber se você tem alguma noção e como está o mercado para engenheiros civis e/ou eletricistas. Entendo das dificuldades para exercer essas profissões aí e também da necessidade de dar alguns passos para trás na carreira enquanto consigo experiência canadense e diploma é revalidado, caso consiga. De qualquer maneira a qualidade de vida compensa meu salário como engenheiro no Brasil mesmo que venha a ser bem-sucedido ainda jovem.

    Estou no começo da faculdade e creio que o processo de imigração não cesse em uma década, mesmo que diminuam as possibilidades, portanto estou planejando fazer um curso de francês até conseguir um nível avançado e juntar dinheiro para bancar o processo, instalação no Canadá e me manter por uns meses. Eu e minha paceira estamos com os mesmos planos, porém ela estuda Farmácia, dentro de uns anos, com margem suficiente para cobrir imprevistos, seremos “fluentes” em inglês e francês, teremos diplomas universitários, experiência profissional na área e dinheiro suficiente para todo esse processo.

    Pareceu-me um plano razoavelmente bom, teremos os dois menos de 30 anos, quem sabe uma filha pequenina dependendo da situação aqui, fora todos outros pré-requisitos, ainda assim me sentiria mais seguro com a opinião de alguém que já passou pelo processo de imigração.

    Grato.

    • Pedro says:

      Alisson, não conheço muito o mercado de engenheiro civil / eletricista. O que eu escuto falar é que um engenheiro civil bem sucedido ganha em torno de $100,000.00 bruto por ano. Até onde isso é verdade, eu não sei, mas é o que eu tenho escutado. No caso da sua companheira, a profissão dela é também uma das que tem boa remuneração, acho que algo em torno de $40/h.

      Em ambos os casos, para poder exercer a profissão aqui no Canadá, vocês terão que fazer parte das respectivas ordens profissionais. Cada ordem define as regras de ingresso para profissionais formados fora da província. Recomendo que você já procure se informar sobre isso para não se decepcionar depois.

      No mais, caso vocês consigam imigrar e trabalhar na profissão que escolheram, não tenho duvidas que terão um excelente padrão de vida.

      Abraços.

  25. jorge says:

    Olá Pedro, mais uma vez te perturbando!
    Gostaria de saber quando mais ou menos seria o aluguel de um ap. para uma pessoa.? Obrigado

    • Pedro says:

      Jorge, a resposta é depende! Depende do tamanho do apartamento, depende do bairro, depende de muita coisa. Se fosse eu procurando um apartamento, eu colocaria um teto de $600 dólares por mês. Abraços.

  26. Charles do Prado says:

    Olá Pedro, como vai?

    Primeiramente parabéns pelo blog, pelo que li até agora, vi que seus posts são extremamente informativos e dão uma ideia real das condições de vida no Canadá. Gostaria muito de pedir uma pequena orientação, pois, estou querendo fazer um intercâmbio pro Canadá mas, estou um tanto descrente quanto algumas informações da agência. Será que é possível lhe fazer algumas perguntas?

    Desde já obrigado.

    Charles do Prado.

  27. Magdo says:

    Cara, Ótimo seu blog!! seus posts são sensacionais… estou imigrando com minha família para Montreal agora em Janeiro de 2013 e suas informações estão sendo excelentes.

    Obrigado!! :)

  28. Carlos says:

    Olá, Parabéns pelo Blog e pelo trabalho social.

    Sou Diretor de TI e trabalho no setor público, estou cursando Sistemas de Informação e minha área é mais administrativa à tecnologica apesar de claro conhecer os meios de informação e programar em WEB porém no dia-a-dia trabalho administrando, como é o mercado de trabalho para pessoas com meu perfil, é tecnológico porém mais administrativo.

    Pretendo imigrar porém tenho dúvidas quanto a esse perfil mais administrativo.

    • Pedro says:

      Carlos, o trabalho em si não vai mudar muito, mas pra chegar lá é preciso fluência nos idiomas e, muito provavelmente, vão exigir experiência Canadense… Não sei exato os requisitos, isso um recruiter poderá te informar.

      Abraços.

  29. Matheus says:

    Pedro,

    Estou prestes a financiar um apartamento. Teria como você me responder se, no processo de imigração, isso pode complicar para o meu lado? Não digo pelo dinheiro para financiar, mas estou com medo de que eles levantem essa informação e neguem meu pedido de visto por eu ter um financiamento a ser pago no Brasil, sabe?
    Tem algum documento que seja necessário entregar a eles que vá constar essa informação?

    Desde já, obrigado!

    • Pedro says:

      Se for pelo Québec, não. Se o processo de imigração for o federal, se você tiver como comprovar a renda, acho que também não. Abraços.

  30. Josiane Santana says:

    Olá Pedro meu marido tens uns 10 anos de experiência em TI, sendo ele agora Gerente de Projeto Jr, esta terminando a Faculdade de Tecnologia de Informação e já vai emendar com a Pós em Governança de TI e certificação PMP e ITIL até daqui mais 2 anos estará ok nos estudos e desde que descobrimos os seu blog começamos a pensar nessa ideia e passar a amadurecer, mas gostaria de saber a média salarial para gerente de ti? Obrigada, e continue por favor com a atualização do blog e felicidades.

    • Pedro says:

      Josiane, eu não tenho idéia exatamente, mas acredito que deva estar em +/- uns $100 mil por ano. O lance é que para ser gerente aqui, além de ser extremamente competente, seu marido vai ter que ser fluente em inglês e/ou francês. Abraços.

  31. Fernando says:

    Pedro,
    este é o primeiro post que vejo do seu blog e foi muito esclarecedor.
    Vou pra Montreal em Janeiro de 2013 onde estudarei até Abril de 2014 na Concordia University, pelo programa do Governo Brasileiro: Ciência sem Fronteiras.
    Sobre o idioma francês, não tenho a mínima noção de nada! kkkk Você considera algo ruim chegar em Montreal sabendo apenas o Inglês?
    Outra questão, consegui um apartamento próximo da estação de metrô Cadillac, você conhece aquela região?
    Muito obrigado.
    Parabéns pelo blog.

    • Pedro says:

      Fernando, aqui em Montréal é possível se virar só com Inglês. A estação Cadillac é um pouco longe do centro, mas é tranquilo. Abraços.

  32. Daniela says:

    Pedro,
    Precisaria de uma ajuda , estou imigrando e irei para montreal fevereiro / marco de 2013 , você conhece algum lugar para locar apartamento num preço acessível ? Obrigada pela ajuda daniela

  33. Adriano Gil says:

    Pedro vc poderia me passar seu contato? tenho algumas duvidas em relação a area de TI/Canada.
    Estou assim com vc fez um dia… me preparando para um futuro processo imigratório..
    Fico no aguardo de seu contato :)

  34. Airton Lucas says:

    Pedro, boa noite. Também gostaria de ter seu contato, não só pra troca de experiencias, mas tmb porque estou iniciando em ti, e queria auxilio de pessoas experientes de como atingir meus objetivos, como posso contata -lo?

  35. Rogerio Araujo Silveira says:

    Pedro, boa noite. Estou adorando as informações do seu blog.

    Tenho algumas dúvidas tb relativas a TI. Será que consegue me mandar um email tb?

    Bom, eu sou Bacharel em SI, tenho pós em Gestão de TI e MBA em Gestão de Projetos. Trabalho com programação e TI por mais de 5 anos. Trabalho atualmente com C#.NET.

    Tenho um nível bastante avançado de inglês. Já morei nos EUA durante 2 meses e vou agora novamente para morar por mais 4 meses. Porém, meu francês é 0 e vou começar a estudar por agora. Creio que consigo o básico até ano que vem.

    Será que consigo aplicar para o visto para morar em Montreal?

    Abraços e Deus te abençoe.

    Sucesso.

    • Pedro says:

      Rogério, atualmente o único processo de imigração que está aberto para profissionais de TI sem oferta de emprego é o do Québec, que exige conhecimentos em Francês. Você tem duas possibilidades: Tenta ser contratado por uma empresa canadense e eles te bancam um visto de trabalho e aí você entra com o processo de imigração ou você começa a estudar Francês para fazer o processo do Québec. Você tem chances, mas tem estes pequenos probleminhas que você tem que resolver.

      Abraços.

  36. Hugo Lima says:

    Olá Pedro!

    Depois de ler teu blog inteiro (todos post e a maioria dos comentários, rs), decidi começar a tirar minhas dúvidas.

    Poderias me mandar teu contato pra eu falar mais diretamente contigo?

    Abração!

  37. Amanda Kaline says:

    Super!!!!

    Já entrou para meus favoritos… ;)

  38. Ísis says:

    oiie pedro
    eu estava pensando em perguntar a vc se vc me diz varias dicas como viver em quebec montreal o quanto agstar por todas as dividas por uns 4 meses lahh eu to peenssando em fazer intercambio com um grupo de amigos da faculdade e vou procurar uma pessoa que tanto quero encontrar e conheçe-la e quero saber cmo procurar imoveis lá ou pode-se ligar da aqui do Brasil ou pode-se comprar pela internet
    Abraço’ss
    Ísis Rafaella

    • Pedro says:

      Ísis, poxa, tá difícil entender o que você escreveu. Como a ausência de pontuação dificulta a leitura, não é verdade?
      Olha, se você quer saber sobre custo de vida em Montréal, então este post aqui já deve ser suficiente para você ter uma idéia. Se você quer saber sobre a cidade do Québec eu te recomendo perguntar a alguém que more lá.

      Sobre imobiliária, eu te digo que é muito difícil alugar algo do Brasil. É melhor você vir pra cá, se hospedar num hotel por uma semana e aí você fica mais tranquila para poder alugar. Se quiser ter uma idéia de preço de aluguel, você pode dar uma olhada no site: http://www.kijiji.ca. Em geral, os sites de imobiliárias como a remax (http://www.remax.ca) só mostram imóveis à venda.

      Abraços,

  39. Tânia slim says:

    oi, pedro gostaria de saber como o custo de vida de classe média alta em montreal,
    é muito absurdo? queria saber também, como posso saber que tipo de hotel é recomendável para duas amigas eu e a minha a miga andressa, como posso saber se o custo de montreal é alto ou baixo para a classe média alta? e onde fica os melhores hoteis?..
    bjos da Tânia Slim

    • Pedro says:

      Tânia,

      Assumindo que você seja classe média alta acredito que custo de vida não seja algo que vá fazer tanta diferença assim na sua vida. Basicamente, se você tem dinheiro pra gastar, aqui você vai conseguir ter/viver do jeito e de acordo com o que esteja disposta a gastar. Sobre os hotéis, dê uma olhada em http://www.hotels.com ou http://www.hotwire.com. Você vai ver que tem hotéis de todo tipo, para todos os gostos e bolsos.

      Abraços.

  40. Leonardo says:

    Olá Pedro,

    Cara, primeiramente, parabéns pelo blog. É o blog que encontrei com as informações mais úteis a respeito do Canadá e dos pontos a serem bem lembrado durante imigração =)

    Eu queria te fazer uma pergunta que não é relacionada com esse post, mas como ele é o último achei melhor postar aqui xD

    Quando você foi para o Canadá, ainda não tinha emprego, correto ? Com qual visto você foi ? Já era residente ? (Desculpe se escreveu isso em algum outro post, mas não achei =/ )

    Estou querendo fazer o processo federal, mas, assim como você escreveu, acho muito difícil uma empresa canadense oferecer uma oferta para alguém de fora assim de bom grado (burocracia etc). Creio que seja muito mais fácil encontrar algo já por ai e fico nesse impasse, não sei se tento o visto antes do emprego, ou se aguardo o emprego para que a empresa me auxilie pelo menos com o work permit. Gostaria de um conselho seu =)

    Obrigado e mais uma vez parabéns =)

    Abçs
    Leonardo

    • Pedro says:

      Leonardo, no meu caso eu já vim pra cá com o visto de imigrante. De fato, procurar emprego estando aqui e já com toda a “papelada” pronta é muito mais fácil, menos problemas para empresa contratar.

      Eu não diria que seja impossível conseguir emprego ainda estando no Brasil, conheço alguns casos que deram certo. Não custa nada tentar. Se você conseguir isso vai adiantar pra caramba seu processo de imigração.

      Agora, não perca tempo, faça as duas coisas ao mesmo tempo: dê entrada no processo de imigração e comece a procurar emprego. Abraços.

  41. Edna Fraga says:

    Oie Pedro, eu sou Enfermeira graduada e estou terminando uma pós-graduação, estou querendo muito ir para o Canadá. Já comecei algumas pesquisas, já connheci uma amiga de um amigo que esta no Canadá. Gostaria que você me esclarecesse qual o primeiro passo pra quem quer imigrar para o Canadá? Ah, pretendo começar um curso de françês este ano ainda e conseguir juntar uma grana com a proposta de poder viver nesse país. Agradeço desde já a força. se possivel enviar pro meu email.
    Muito Obrigada!

  42. Deixa o Blog morrer não Pedro!

    Se der para postar algo depois, Você possui leitores ativos ^^

    • Beatriz Rivero says:

      Pedro, concordo com o Marcos. Seus posts têm bom conteúdo, são organizados e trazem muita informação relevante. Volte a postar! Nos ajuda um bocado a decidir e nos orientar com o processo.

      Obrigada!

      • Pedro says:

        Obrigado pelo incentivo, Beatriz. Por enquanto tá complicado encontrar tempo livre, por isso não estou postando mais.

        Agora tenho dois trabalhos, sendo que um em tempo mais que integral: me tornei pai! E agora tenho passado o pouco tempo livre que tenho com minha esposa e minha filha.

        Volto já já.

        Abraços.

  43. Cristina says:

    Pedro, uma dúvida, vc só deu entrada no processo de imigração quando terminou o curso da Aliança Francesa? Ou pode dar antes e citar que está cursando francês? Abraço.

    • Pedro says:

      Cristina, na minha época o processo exigia que o aplicante comprovasse pelo menos 150 horas de francês para poder dar inicio ao processo. Antes disso era inútil se inscrever.

      Eu esperei terminar o nível básico na AF, o que me dava um pouco mais do que as 150 horas exigidas, para poder enviar o processo.

      Entre o envio dos documentos e a minha entrevista eu continuei estudando, assim, durante a entrevista, eu pude comprovar mais carga horária e ganhar mais pontos.

      Por fim, eu continuei estudando até a véspera de vir pro Canadá e isso fez toda a diferença.

      Abraços.

      • Fernanda says:

        Olá Cristina e Pedro,

        Eu e meu esposo enviaremos nosso dossiê essa semana.
        Quanto ao estudo de francês, não é mais solicitado que se comprove 150 horas de estudo. A comprovação deve ser através de uma prova oficial. E e meu esposo fizemos o TCFQ. Sem um exame com comprovação oficial de conhecimentos de francês não se pode aplicar.
        Ah, não é preciso ter curso completo. Estudamos 1 ano e 3 meses (sendo os últimos 3 meses nos preparando para a prova) e passamos, eu com nível avançado e ele com intermediário.

        Espero ter ajudado tbm, Cristina!

        Pedro, parabéns pelo blog! Eu o acompanho há quase 2 anos, desde que decidi imigrar. ;-)

        Abraços

  44. Pedro Reis says:

    Caro Pedro,
    Nome, curso e vontade de ir para o Canadá, que coincidência. Estou me formando daqui 1 ano no mesmo curso que você. Dei uma rápida lida em alguns posts seus e no ‘about’ e não encontrei maiores informações sobre seu currículo. Gostaria de saber, se possível, como era seu currículo logo antes de ir para o Canadá, para eu ter uma breve idéia e também poder fazer minha trajetória.
    Ótimo blog e muito obrigado.

  45. Mateus Guedes says:

    Pedro, como vai?
    Sou formando em Psicologia e estou planejando minha ida para o Canadá. A princípio, ainda não sei pra qual província. Se você puder me ajudar, se tiver a informação, é claro, de como eu faço para “regulamentar” minha profissão aí no Canadá, será ótimo para eu poder melhorar meu planejamento. Se puder fazer esta gentileza, ou pelo menos me indicar os caminhos para eu buscar esta informação, já ficarei bastante agradecido.

    • Pedro says:

      Mateus, o que você tem que começar a fazer é estudar os processos de imigração e ver qual se atende a você. Pra começar, leia o processo federal: http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/skilled/apply-who.asp. Já vou adiantar que por enquanto tá parado, mas deve retornar este ano. Tem também processos por província, procure no google por “immigration nome da provincia”. Outra coisa, sua profissão é regulamentada aqui, e a ordem de cada província vai determinar o que você vai precisar fazer pra poder exercê-la aqui. Ordem dos Psicólogos de Ontario: http://www.cpo.on.ca. Ordem dos psicólogos do Québec: http://www.ordrepsy.qc.ca/en/ e por aí vai.

  46. onde acho informacoes so TI em para quebec????valeu

  47. ana maria says:

    Adorei,por favor nos mantenha atualizados,fica com Deus.

  48. Luiz Felipe says:

    Parabens pelo Block amigo, esta realmente muito interessante e desperta uma vontade enorme de tentar esta vida nova.

    Sou proprietário de um e-commerce no Brasil a 7 anos, mas não vejo o mercado nacional promissor como era, sabe algo a respeito ai como funciona para produtos de informática e eletrônicos?

    Forte abraço.

    • Pedro says:

      Cara, o mercado aqui é muito diferente do Brasil, a começar pelo preço e pela acessibilidade a diversos produtos. Sinceramente, não sei até que ponto seria um bom negócio vender este tipo de produtos, tendo como concorrentes empresas como Bestbuy e Futureshop… Abraços

  49. Juliana says:

    Boa noite Pedro, o seu blog é muito interessante esclarecedor, Meu nome é Juliana sou casada e e também tenho uma filha, me esposo é bombeiro profissional a 9 anos e a minha pergunta é: Teria como nós conseguirmos nos mudarmos para o Canadá ele trabalhando nesta área ou que tipo de trabalho indicaria? Somos jovens e temos pique de trabalhar com tudo… abçs

    • Pedro says:

      Juliana, trabalhar como bombeiro aqui no Canadá não é tão simples assim. Precisa fazer um curso (acho que dura uns 2 anos) depois rezar para ter algum concurso. No caso de vocês, antes mesmo é preciso saber se vocês estão qualificados para imigrar. Vocês já leram os processos?

  50. Pedro, primeiramente parabéns pelo blog estou me deleitando nele. Sou casado e tenho 2 filhos um de 4 anos e uma menina de 1 ano, e minha intenção é imigrar com a família.Eu também sou da área de TI, mas trabalho com Gerência de Configuração de Software (SVN, Jenkins, NEXUS, SONAR e etc…) tenho mais de 4 anos de experiência nessa área. Aqui no Brasil essa área está começando a emplacar de verdade agora, como pretendo entrar no processo por Quebec em 2014 tenho ainda um tempo pra ir me adaptando as tendências do mercado. Tenho visto muita demanda por JAVA e Teste de Software, tenho estudado muito isso já pensando no Canadá, também estou estudando o Francês na Aliança Francesa de Brasilia. Minha pergunta a você é: Compensa estudar JAVA/Teste ou compensa continuar a investir em Gerência de Configuração de Software você sabe como é essa área por ai? Abraço!

    • Pedro says:

      Tiago, existe demanda para SCM sim aqui, na minha equipe, por exemplo, temos um SCM dedicado mas pra ser bem honesto com você não é o grande filão do mercado. São vagas bastante específicas. Demanda maior existe para desenvolvedores e QA. Se é melhor fazer um ou outro, costumo dizer que o bom mesmo é investir e fazer aquilo que você mais gosta. Se for SCM invista nesta área que com certeza você consegue colocação aqui no mercado. Se não for como funcionário full time, vai ser como consultor. Abraços.

  51. Pedro, não sei se recebeu minha dúvida, mas estou mandando de novo, primeiramente parabéns pelas informações. Sou da área de Gerência de Configuração e Mudanças (Jenkins, SONAR, NEXUS, MAVEN, SVN). Você acha que compensa investir nessa área por ai, ou compensa aprender JAVA pra desenvolver? Eu vi que tem muita oportunidade pra JAVA, mas eu já tenho mais de 5 anos de experiência em Gerência de Configuração e detalhe tenho mais uns 3 anos ainda pra ficar por aqui no Brasil, vamos dar entrada no final do ano que vêm no processo por Quebec. Abraço! Obrigado!

  52. Monica Barbosa says:

    que post maravilhoso!!!! Super obrigada!
    estou pensando em me aposentar e morar em Montreal, quanto seria para comprar um apt de quarto e sala(3 pièce et demi, ?) em area mais central? apenas como base…seria o caso de comprar a vista.

    monica

    • Pedro says:

      Monica, depende muito (bairro, tipo da construção, ano de construção). Acho que a partir de $200 mil seria um valor razoável para começar.

  53. Flavio Azevedo says:

    PArabéns Pedro pelo esclarecedor blog. Tenho curiosidade acerca da educação dos moradores. Como é o senso de convivência em sociedade? Respeitam os direitos dos outros? No trânsito, no supermercado, no shopping, nas escolas…

    • Pedro says:

      Flávio, eu diria que eles são mais civilizados, no sentido de as pessoas andarem mais “na linha”. Mas este comportamento muitas vezes é em virtude do receio de ser punido. Por exemplo, dificilmente você vai ver um motociclista andar entre as faixas de transito, ou um motorista andar pelo acostamento, ou fazer as barbáries que estamos acostumado no transito brasileiro pelo simples fato de que aqui não tem impunidade. Fez merda vai pesar no bolso. Até pedestre atravessar fora da faixa ou com o sinal vermelho da multa. Mas é claro que toda regra tem exceção. Tem também gente mal educada, gente que não levanta pra um idoso ou grávida sentar no assento reservado, etc.

  54. priscila says:

    Ola Pedro, Estou indo para montreal no inicio do ano, e estamos com dificuldades para conseguir moradia com um preco legal, estou achando tudo absurdamente caro. Estamos indo em 3 pessoas. Nos vamos fazer um curso de francês na Rene-levesque, BLVD, estávamos pensando em locar um quarto próximo ao local do curso, assim economizaríamos no transporte. vc acha que vale a pena? pois achei esse bairro nobre, pelo q vi no google. não consegui pesquisar nada para esse bairro ainda, tenho olhado no kijiji. Você tem alguma dica de como conseguir esses quartos mais em conta daqui do Brasil? Agradeço

    • Pedro says:

      Olá Priscila, a Rene Levesque fica em Downtown, e aluguéis nesta área são realmente caros. Alugar um quarto costuma ser bem mais barato do que alugar um apartamento, muito embora eu não tenha idéia do que você considera caro. Daí do Brasil não tem muita opção não, o kijiji continua sendo a melhor opção: http://montreal.kijiji.ca/f-real-estate-room-rental-roommates-W0QQCatIdZ36. Agora, você pode procurar outros bairros que não seja o centro. Transporte aqui custa $77 por mês e tanto ônibus como metrô são bem acessíveis. Se você quiser comodidade, procure por algo que seja perto de alguma estação de metrô. Ah, costuma ter apartamentos mobiliados (3 e 1/2 – quarto e sala / studio) perto da estação Guy Concordia, que é no centro, por aproximadamente $800.

  55. diogo says:

    ola Pedro, blz? seu blog é show de bola. Quais os procedimentos para adquirir um imovel em montreal? è facil, os juros são baixos? Vi muita dizendo que os alugueis são semelhantes em preços das prestações dos imoveis comprados. Quais as facilidades. ahh outra duvida. Existe algum concurso ou curso especifico para ser policial na sua cidade?abraço

    • Pedro says:

      Diogo, para comprar um imóvel você precisa ter crédito. Crédito você consegue se tiver muito dinheiro ou se está morando já a algum tempo aqui no Canadá, com trabalho estável, boa remuneração etc. Basicamente você precisa ter 5% do valor do imóvel para dar entrada, o resto você financia (hipoteca). Valor de aluguel versus prestação de imóvel depende muito. Depende do tipo de imóvel que você vai alugar, depende do valor do imóvel que você comprar. Exemplo, você pode alugar um apartamento 5 1/2 (3 quartos) por $900. Um imóvel de $200k vai te dar um custo mensal (hipoteca + impostos) de aproximadamente $1200. Sobre trabalhar como policial você precisa fazer um curso que demora uns 2 anos, depois fazer um concurso público.

  56. diogo says:

    Ola pedro, blz? seu blog é show. Para ser policial em sua cidade quais os requisitos, ou se precisa de algum curso especifico ou concurso? Se puder me responder seria de grande valia. Muito Obrigado

  57. Carmen Caeiro says:

    Olá Pedro boa noite e Bom Ano Novo!!Vi o teu blog e adorei. Sabes de algum quarto para alugar? Agradeco desde já a tua ajuda se te for possivel. Obrigado Carmen

  58. Pedro,
    Boa noite.
    Darei entrada no processo de imigração para Quebec.
    Gostaria de conversar sobre o tema.
    Meu e-mail: pereirafn@yahoo.com.br
    Grande abraço.

  59. Ola! Muito bom seu post!
    Queria saber qual a qualidade das academias…os profissionais de educação física (instrutores) são bons ou ficam de papo com as alunas como costuma acontecer aqui onde moro no Brasil? ;)

    • Pedro says:

      Vanessa, pelo menos os instrutores da minha academia são bem profissionais. É bem diferente do que as academias daí do Brasil.

  60. gislaine bragança says:

    canadá sempre foi meu sonho, poder criar meu filho em lugar menos violento, ele ama informática,e já realiza grandes trabalhos em escola, ainda tem 12 anos, eu porem ,tenho esperança de terminar o curso de inglês e morar neste lugar maravilhoso,sei que não deve ser fácil ,ainda mais com 30 anos…mais,estou cansada de viver em um lugar onde se não se tem respeito.parabéns ,seu blog é objetivo e ajudou muito em minha decisão

    • Pedro says:

      Gislaine, nunca é tarde pra realizar os sonhos não é verdade? Sua idade não é empecilho algum, planeje sua imigração que tudo vai dar certo. Abraços e boa sorte!!!

  61. valeria becker sampaio says:

    pedro.q ótimas informaçoes!Me aposento daqui a um ano,tenho 54 anos,uma filha de 15 anos e outra de 10 anos.Não estou suportando mais a violencia e a falta de respeito com o povo brasileiro e por isso sonho em viver especificamente em Montreal.
    Penso em fazer um “teste drive” e primeiramente programar morar com elas aí por 1 ano,sendo que neste período elas se dedicariam a estudar apenas as linguas:ingles e frances.
    Aí vêm as dúvidas:
    1-onde me informar sobre cursos de idiomas para estrangeiros,no caso ,brasileiros.
    2-serão esses cursos CARÈRRIMOS?
    3-seria difícil conseguir visto por 1 ano para nós 3?
    4-caso eu compre um imóvel em Montreal,isso me facilitaria um visto de permanencia?
    5-tenho um sobrinho q já mora e trabalha em Montreal ha 5 anos;isso facilitaria um visto de permanencia?
    6-como funciona seguro saúde para quem tem visto por 1 ano?
    CREDO!quanta pergunta!desde já ,fico-lhe grata,valeria.

    • Pedro says:

      Valéria,

      1) Existem várias agências de intercâmbio ai no Brasil, específicas para este tipo cursos.
      2) Custava em média $200 (Dólar Canadense) por semana. Mas o preço tende a ser menor se a duração do curso for maior.
      3) Desde que as 3 estejam devidamente matriculadas e com seguro de saúde, sem problemas.
      4) Não sei dizer. Acredito que sim.
      5) Ter família aqui sempre facilita.
      6) O seguro de saúde cobre normalmente emergências. Se você ficar doente, você liga para o “0800” do seguro, informa o seu problema e eles vão marcar uma consulta com um médico mais perto de onde você estiver morando. Existem vários tipos de seguro (com apólices variadas), e o preço vai variar de acordo com o tipo de plano que escolher. Como você vai ficar por um ano, faça o seguro pelo período inteiro que você for usar, sai mais barato e evita muita dor de cabeça.

      Desculpa não saber responder todas as perguntas… Se tiver mais alguma dúvida, entre em contato. Abração.

  62. NAdia says:

    Pedro, gostaria de saber algumas informações de como conseguir um head hunter para ir para Montreal com emprego.
    Eu morei em Vancouver em 2004 (com 17 anos – intercambio), e gostaria de me mudar para o canada com meu esposo e minha filinha, tenho 27 anos. Temos 3 anos para nos organizar que seria quando ela entraria na escola, o problema e que nao posso correr o risco de ir desempregada. Eu sou bacharel em ADM e comércio exterior como sou argentina falo espanhl e portugues fluentes , obvio falo inglês fluente e frances estou estudando … meu esposo esta aprendendo ingles e é formado em esportes , atualmente é funcionário publico… dicas de como podemos sair do brasil ja empregados pelo menos eu rsrsrsrs…. aguardo seu email ;;;
    NAdia

    • Pedro says:

      Hola Nadia! De tanto escutar Hola aqui no Canadá, vou acabar aprendendo espanhol por osmose :) Eu até conheço alguns head hunters, mas todos da área de TI. Todo mundo aqui é muito especializado em determinada área, então na sua área o ideal seria tentar encontrar algum que fosse especializado em ADM ou comércio exterior. Sobre vir pra cá desempregada, como você tem 1 ano para imigrar após ter recebido o visto de imigrante, uma opção seria procurar emprego durante este período. De posse do visto, tudo fica mais fácil.

  63. Gustavo says:

    Olá Pedro,
    Meu sonho é morar no Canada. O Inglês não será problema, já o Francês, sim(de início).
    Eu gostaria de saber sobre os detalhes sobre o processo de imigração, estou aqui AGORA, com o dinheiro da passagem + visto + 3 meses de hospedagem e tudo que for necessário para dar início.
    Termino o ensino médio em Novembro. Gostaria de saber se você me aconselha fazer um faculdade por aqui mesmo, e porque? Um detalhe, aceito trabalhar em diversas áreas, entre elas: Informática, administração, games e até mesmo em super-mercados(menos sendo caixa).
    Se eu fosse fazer faculdade seria para a área de TI, porém, eu realmente não gostaria de ficar mais 5 anos aqui no Brasil. Já sinto que com apenas 18 anos, perdi 50% da minha vida. Não me importo em ”trabalhar para sobreviver”, contanto que eu pelo menos viva aonde estarei feliz. Onde pagamos um preço justo, onde eu me sinta seguro.
    É por todos esses motivos que não posso mais ficar aqui.
    Adicionei seu blog nos meus favoritos, portanto, pode responder que eu voltarei aqui diariamente para checar. Se quiser(na realidade é até melhor), meu envie um e-mail: gustavovs11@hotmail.com
    Muito obrigado Pedro!!

    • Pedro says:

      Gustavo, faculdade aqui no Canadá costuma ser bem cara para quem não é cidadão ou residente permanente. Pra poder estudar aqui você tem que provar que consegue pagar. Além disso, pra poder trabalhar (legalmente), como estudante, nem todo visto permite trabalho.

      Quando tinha a sua idade minha perspectiva era bem parecida com a sua, então porque você não faz como eu fiz? Estude, comece a trabalhar na área (TI) e aplique para a imigração. Tentar um atalho pode ser bom no princípio, mas pode ser ruim à longo termo.

      • Gustavo says:

        Entendi…
        Então é melhor eu continuar aqui e fazer a faculdade? Sem ela, fica impossível conseguir trabalhar com qualquer coisa relacionada à computador aí no Canada Pedro?

        • Pedro says:

          Gustavo, a menos que você tenha dinheiro suficiente para estudar aqui, eu diria que o melhor é ficar aí e fazer faculdade.

  64. caio says:

    Olá Pedro,
    Gostei muito das informações. Estou na graduação e tenho a universidade do Quebec como escolha e a França também. Na França o custo de vida ficaria com 700 Euros / mês. Você sabe se eu consigo viver no Quebec com cerca de 1000 dólares canadenses / mês. Como sou estudante não possuo muito dinheiro disponível pro intercâmbio. (Eu ficarei 6 meses), estou cogitando o Canadá pois penso que se uma parte de minha graduação for cursada aí, isto pode facilitar meu processo de imigração quando eu me graduar, estou certo?
    Obrigado!

    • Pedro says:

      Caio, se você for um cara controlado, dá sim pra viver com $1k por mês. Sim, se você estudar aqui isso ajuda bastante para o processo. Abraços.

  65. Marília says:

    Olá Pedro. Gostaria de mais informações sobre Montreal. Quais as cidades boas da Grande Montreal? Minha situação é um pouco diferente da maioria das pessoas que escreveram. Então, se vc puder me contatar, agradeceria, para poder te explicar melhor e vc me dar suas sugestões.

  66. JOSI says:

    OI PEDRO ADOREI SUAS DICAS, EM BREVE ESTAREI INDO PARA MONTREAL POIS EU E MEU MARIDO CONSEGUIMOS VISTO PARA RESIDIR.
    ESTAMOS MUITO ANCIOSOS POIS TUDO NOVO NEM SABEMOS POR ONDE COMEÇAR. MAS VOU LER MAIS SEU BLOG. OBRIGADO PELA AS DICAS.

  67. Ébano says:

    Olá Pedro, ótimas informações! Estou iniciando meu projeto de imigração para Canada, especificamente Montreal. É possível tirar algumas dúvidas contigo por skype ou e-mail ?

  68. Olá. Sou graduanda de Enfermagem e busquei informações que em 2015 e 2016 inaugurarão 2 complexos hospitalares Quebec/ Montreal. Meu esposo é da área de TI e sei que tbm pode estar na lista ( pelo o menos li que sim) . A minha pergunta é: quando seria a melhor época para tentar imigração, assim que me formar( 2016.1) ou a partir de do ano que vem, visto que se tem um período para partir após aprovação.
    Obrigada!

    • Pedro says:

      Samia, a melhor hora para aplicar é quando você tem todos os critérios para tal. Se vocês quiserem vir para o Québec vão ter que estudar muito francês e fazer um teste para atestar os seus conhecimentos. Isso, por si só, já demanda muito tempo, dedicação e dinheiro. Além disso, na sua profissão não adianta nada imigrar sem saber falar nada, você dificilmente vai conseguir emprego, mesmo com toda a demanda que possa existir.

  69. Renan Bueno says:

    Olá Pedro o seu blog é bem legal. Vou para o Canadá junto com minha esposa em junho-julho pois vou fazer pos doutorado (no minimo 1 ano) da Universidade de Montreal já com bolsa aprovada e gostaria de saber algumas coisas;
    1) Qual tamanho honesto de apartamento tenho que pegar (somente eu e minha esposa).
    2) Gostaria de morar muito perto (ir a pe) da universidade de Montreal; conhece algum bom apartamento por lá ou poderia indicar uma imobiliária legal para morar naquela regiao?
    Obrigado

    • Pedro says:

      Renan, acho que um 3 e 1/2 (Quarto e Sala) ou um 4 e 1/2 (Dois quartos) estão de bom tamanho. Para ir à pé para a Universidade, você terá que alugar algo em Côte-des-Neiges. Os apartamentos próximos da universidade costumam ser mais caros. Acho melhor você vir pra cá ficando num lugar temporário por 1 ou 2 semanas e chegando aqui procurar. A UdeM tem duas estações de Metro perto então transporte não é um problema.

  70. Dani Vitoria says:

    Deixando um comentário so pra parabenizar o post mesmo.

  71. Oi Pedro, tudo bem? Primeiramente parabéns pelo blog. Sou da área de TI, atualmente Java senior developer e estou bem interessado em sair do Brasil em decorrência da atual situação do país e o Canadá é meu candidato preferido.

    Tomei a liberdade de te encontrar no Facebook e te adicionar, se fosse possível gostaria de pedir alguns contatos de headhunters e empresas que tenham interesse em contratar imigrantes.

    Meu e-mail é luigi.mit@gmail.com

    Abraços.

    • Pedro says:

      Olá Luiz, só tenha ciência que talvez seja necessário esperar de 2 a 3 anos para poder realizar este projeto.

  72. Caroline says:

    Ótimo post!! Muito esclarecedor… Obrigada!!

  73. karin nogara says:

    Bom dia Pedro! Gostaria muito de saber qual lingua inglesa ou francesa preciso para morar ai? Obrigada

    • Pedro says:

      Se você vier para o Québec é obrigatório saber Francês e altamente recomendável (quase que obrigatório) falar também Inglês. Se você quiser ir para qualquer outro lugar do Canada basta só Inglês.

  74. Leonardo says:

    Olá Pedro tudo bem, primeiro parabéns pelo blog, está ajudando bastante, mas ainda restam muitas dúvidas e perguntas, meu nome é Leonardo tenho 38 anos, sou casado e tenho um filho de 2 anos. Moramos em São Paulo, temos uma vida confortável e considero boa, moramos em apartamento próprio em um bairro bom, temos um carro médio novo meu filho estuda em tempo integral em escola particular, e minha esposa e eu trabalhamos. Ela é analista financeira e eu trabalho em TI, sou DBA Oracle, trabalho em Home Office e uma empresa grande. Nossas dúvidas são muitas, qual a média salarial para um DBA Oracle ai? Hoje consigo manter o mesmo padrão de vida somente com meu salário, ai em Quebec, levando uma vida normal sem exageros consigo manter minha família somente com o salário de uma pessoa? A dúvida fica pois estava para ir para o US, e lá por eu já ter morado sabia exatamente qual a média salarial e como o meu salário conseguiria pagar aluguel de um apartamento de uns 120 mts2 (2 dormitórios), pagar o leasing de um carro como (Nissan Rogue), pagar o plano de celular meu e da minha esposa, tv, internet, compras de mercado, escola e todas as despesas fixas e ainda guardar um dinheiro. Como não conheço ninguém por ai e encontrei seu blog gostaria de saber se pode nos ajudar a tirar essas dúvidas? Tem algum email para conversamos mais?

    Obrigado

    Leonardo

    • Pedro says:

      Leonardo, infelizmente não faço a mínima idéia de quanto ganha um DBA Oracle. Sobre conseguir manter um bom padrão de vida só com o salário de uma pessoa a resposta é sim. Este é o meu caso, aqui em casa por enquanto só eu trabalho. Minha filha ainda não está na idade de ir pra escola, mas ela vai pra daycare, que é bem carinha diga-se de passagem. Te mandei um email de contato.

  75. atiliocm says:

    Opa Pedro. Sou desenvolvedor .NET senior, vc sabe me dizer como é o mercado em Montreal ? Estou decidindo a provincia, estou entre Toronto ou Montreal. Valeu

  76. Alessandra says:

    Olá , Pedro!
    Muito útil pra mim que estou me planejando para ir pra Montreal , já que minha filha estuda e prefere o francês ao inglês.
    Obrigada!

  77. Renan says:

    Olá Pedro. qual melhor operadora de celular em Montreal? Preços bacanas e principalmente com boa cobertura? Obrigado

    • Pedro says:

      Renan, eu sou cliente da Rogers desde 2009 e não tenho do que reclamar. Cobertura é excelente e eles agora tem planos bacanas com roaming barato pros Estados Unidos e Europa. Se a Rogers é a melhor eu não sei, mas estou muito satisfeito com o serviço.

  78. Renan says:

    Olá Pedro muito obrigado pela atenção. Vou estudar na UDEM e me pediram quando chegar o provincial health insurance card (RAMQ) e request of social insurance number (SIN). Para que serve esses dois item pedidos e funciona no Canadá? Gostaria de saber se você tem seguro saúde privado também? Obrigado

    • Pedro says:

      Bom, provincial health insurance card (comumente chamado de Carte Soleil) é a carteira de saúde do Québec, que serve também como documento de identidade. Como você está vindo como estudante, eu não sei se você vai ter direito a ela. Normalmente estudantes tem que ter seguro de saúde privado durante o período que estudar aqui no Canadá. Já o Social Insurance Number é o equivalente do nosso CPF. Com ele você vai poder abrir conta em banco e trabalhar :) Este é muito simples de obter, basta ir em algum lugar do Services Canada quando você chegar aqui (Recomendo o Complexe Guy-Favrau, que fica no centro). Você recebe o número na hora e o cartão chega na sua casa em uma semana mais ou menos. Mais informações sobre o SIN em http://www.servicecanada.gc.ca/eng/home.shtml.

  79. Renan says:

    Valeu Pedro! Como vou fazer pós doc eles encaram como trabalho e no guia da UDEM de pós doutorada eles pedem esse seguro saúde! Devido a isso posso fazer a carte soleil! Essa Rogers é uma das melhores mesmo! Me indicaram a Koodo também, você conhece? Obrigado

    • Pedro says:

      A Koodo e boa também, se não me engano ela é operadora de “baixo custo” da Telus. Em geral o serviço de telefonia celular aqui é muito bom, não tenho o que reclamar…

  80. Renan says:

    Pedro vou ter que abrir uma conta bancária para receber minha bolsa de pós doutorado! Qual banco você indica? Obrigado

  81. Lourdinha says:

    Olá Pedro, amei o seu blog e gostaria de ter alguma informação sua sobre esse programa “Canadá para Brasileiros”…se é confiável, sério. E mais uma vez, parabéns pela sua disponibilidade e generosidade em informar aos que querem ir para o Canadá. Obrigada.

  82. Ítalo says:

    Bom dia Pedro,

    Nossa você deu umas dicas muito legal.

    Tem outra forma de entrar em contato para tirar mais dúvidas ?

    Eu estou querendo ir inicio de 2016 para estudar um ano “intercambio”. Porem me falaram que não posso estudar e trabalhar ao mesmo tempo por que ficaria ilegal.

    a unica forma correta é trabalhar nas férias.

    è muito arriscado tentar um emprego sem possuir visto de trabalho?

    • Pedro says:

      Sim, é arriscado. Se eles desconfiarem que você está vindo com intenção de trabalhar sem ter o visto apropriado você pode ser impedido de entrar no país e voltar no próximo voo para o Brasil, além de ser “banido” do canadá por 1 ou 2 anos.

  83. Alexandre Six says:

    Ola amigo.. Vi que seu post eh de 2012, será que esses preços ainda são praticados? Meu medo é a conta de energia (devido aquecimento no inverno) e compras do mês. O resto da pra me virar.

    Obrigado!

    Paz e sucesso!

    • Pedro says:

      Alexandre, os preços estão um pouco mais altos obviamente… Com relação à conta de energia, a maneira de se programar para o inverno é fazer pagamentos mensais iguais, ou seja, independente do seu consumo você paga sempre o mesmo valor. Todo ano a companhia de eletricidade aqui revisa o seu consumo e aumenta ou diminui a sua parcela mensal de acordo com o que você consumiu.

  84. Priscila says:

    Pedro, muito bacana seu relato. Estou querendo passar 2 meses em Montreal para fazer um curso de francês (só falo inglês).

    Para hospedagem no meu caso, o que você sugere? Valor de hotel para esse período é surreal.

    E o curso? Você consegue indicar algum?

    Obrigada!

    • Pedro says:

      Priscila, o melhor é pegar um pacote de curso de idioma + homestay (hospedagem em casa de família) que sai mais barato do que hotel. Eu não conheço muitas escolas aqui, mas mais famosas são ILSC e LSC.

  85. João says:

    Olá Pedro,
    Gostei muito da sua publicação. Olha, eu e mais 2 amigos estamos pensando em estudar no Canadá, mas nosso conhecimento sobre toda a situação (escolas,custos, etc.) está muito superficial, será que você pode nos ajudar?

    • Pedro says:

      João, existem várias empresas de intercâmbio no Brasil que vendem pacotes de estudo para o Canadá. Eles seriam a sua melhor opção para conhecer os cursos e como funciona todo o processo.

  86. Glauber Rocha says:

    Olá Pedrão, top seu Blog,parabéns.
    Meu amigo, tenho pretensões de morar no Canadá daqui a algum tempo(5 anos)
    Vou me aposentar e tenho outros negócios que me geram renda.
    Qual seria o melhor caminho dentro desse panorama

    • Pedro says:

      Se você tiver muito dinheiro, talvez possa vir com um visto de investidor. Em outras palavras, você estaria comprando a sua residência permanente. Para imigrar pelo processo de Trabalhadores Qualificados, não sei se você qualificaria (já que está perto de se aposentar, talvez não passe no critério idade).

  87. Lucas Camargo says:

    Gostei muito do post, e esclareceu muitas dúvidas.. além de me dar uma nova esperança! muito obrigado pela ajuda e dicas. Abraços Pedrão

  88. Cirene Cândido says:

    Seu blog é maravilhoso!
    Recheado de informações úteis.
    Quero saber sobre trabalho de limpeza, onde procurar?

    • Pedro says:

      Cirene, provavelmente existem algumas agências de emprego especializadas em limpeza, mas pra ser bem honesto eu não conheço nenhuma.

  89. Excelente blog, Pedro!
    Tem me ajudado bastante!
    Estou indo para Montreal agora em dezembro e estou encontrado alguns aptos de até CAD$ 1000 com tudo incluso e boa localização (Ville Marie perto da estação)!

  90. MARCUS says:

    Blog Joia! Uma pergunta geral, atualizando para 2016… Com um salário de $5000 ao mês dá pra ter uma qualidade de vida razoável, pra uma família de 4 (pai, mãe e 2 crianças com menos de 6 anos)?

    • Pedro says:

      Marcus, 5 mil por mes (brutos) dá uma média de $3800 líquidos. Dá pra viver razoavelmente bem, considerando que as crianças estejam estudando em colégio público.

  91. Luiz Pessoa says:

    Boa tarde Pedro,
    primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo blog, pois esclarece muitas dúvidas e nos encoraja a persistir com nossos sonhos. Também aprecio a sua vontade e disposição de ajudar brasileiros, ainda mais você trabalhando e com família para cuidar.
    Estou com um plano de realizar um Doutorado em Montreal (Universidade de Montreal) por 4 anos e vou levar a minha família, esposa e 3 filhos (12, 10 e 8 anos).
    Se possível gostaria que você me desse umas dicas de locais para moradia com facilidade de locomoção, tipo de apartamento, e uma idéia básica de gastos mensais com alimentação, moradia e transporte. E sobre o frio, como lidar com ele.
    Muito obrigado pela atenção.
    Se possível poderia enviar um e-mail para trocar outras idéias.
    Luiz.

  92. adriano ribeiro freitas says:

    bom dia Pedro , irei contar um pouco da minha historia , sou graduado em ciencia daq computacao e com 33 anos , faco 34 em 2017 , e minha esposa nutricionista tem 32 anos , temos 64 de 57 pontos para imigrar via quebec , ou seja estamos apito , o problema é entrar no processo na tao temida fila, ai temos um plano b , esqueci de falar sou funcionario publico , posso trancar o concurso por 30 meses , entao penso em fazer um college no institut grasset tecnico de informatica , duracao de 16 meses , com 10 meses irei pedir o csq , e depois de concluir pedir o pgwp e entrar no processo federal para conseguir permit resident , neste momento terei 16 meses para esperar sair o pr, Tenho medo de mudancas na lei , corro este risco é claro , pois o college nao é publico mais irei fazer um dec com mais de 1800 horas, elegivel para o peq , tenho uma filha de 3 meses de idade , e espero gastar 1500$cad por mes em montreal , tenho este dinheiro por 30 meses + college pago. Gostaria se possivel de umas dicas de moradia , bairro , salario minimo , etc

    Muito obrigado

    Att Adriano e Tamara

    • Pedro says:

      Ola Adriano, acabei de te enviar um email de contato. No mais, acho que $1500 por mês vai ficar muito apertado. Se tiver duvidas mais específicas, mande por email.

  93. Adorei!!! Estou (eu, marido e um filho de 5 anos) na leva do Mon Projet Quebec de agosto de 2016 esperando os pedidos dos docs. Eles deram uma previsão de pedir na primavera. Ansiosos. Nós não temos o francês, mas conseguimos pontos mesmo assim. Vamos ver se vai dar tudo certo com os pontos!!! Obrigada.

    • Pedro says:

      Boa sorte Rebeca! Espero que de tudo certo no seu processo. Ah, e não perca tempo, comece logo a estudar francês, vai fazer toda a diferença.

  94. Anna Elisa says:

    to me mudando em agosto/2017 e nao tenho ideia de onde morar… alguma sugestao de bairro? estudante de com o orçamento apertado hahaah

    • Pedro says:

      Anna, isso aí é complicado dizer. Eu gosto muito de morar no lado oeste de Montreal que é onde tem uma maior concentração de pessoas bilingues, ou que falam só inglês. Aqui onde eu moro (Lasalle) os aluguéis são em conta, mas fica a 40 minutos do centro, de transporte coletivo. Tem gente que não gosta, eu adoro pela tranquilidade que é aqui. No seu caso, talvez fosse melhor algum lugar que fosse perto de uma estação de metro. O que eu te sugiro é alugar um apartamento ja mobiliado por um mês, no centro da cidade, e estando aqui explorar a cidade e as opções. Se você quiser conversar, tirar alguma dúvida pessoalmente sobre algum lugar, entre em contato comigo.

  95. Roberto Ramos says:

    Olá Pedro, parabéns pelo seu Blog. Simplesmente sensacional. Sou funcionario publico federal aposentando em dezembro. Sou casado tenho um filho de 17 fazendo o segundo grau e uma filha de 8 , fazendo o terceiro ano. minha aposentadoria deve ficar algo em torno dos $CA60.000 anuais. Sou profissional da área de TI, Analista de suporte a rede.Tenho inglês intermediário , assim como meu filho. Ele está estudando francês no curriculum de seu colégio, mas já tem fluência em inglês. Será que vou conseguir um PR. Pretendo também estudar inglês no canada. Só mais um detalhe, sou deficiente físico, e no momento estou até usando uma cadeira de rodas. (a idade pesou um pouco também ) KKKK. Forte abraço.

    • Pedro says:

      Roberto, não sei como anda o processo de imigração atualmente, mas quando comecei (2007) existia um limite com relação a idade. Tendo isto em mente, acho difícil que você consiga. No seu caso, talvez a alternativa seria o seu filho tentar a imigração quando tiver idade para isso e depois tentar o sponsor dos pais.

Leave a Reply to Caroline Cancel reply