Acordo Previdenciário entre Brasil e Canadá

Esta notícia não é tão recente assim, mas merece destaque já que é de grande interesse tanto para os imigrantes brasileiros no canadá quanto para os que, assim como eu, estão pensando em imigrar pra lá.

Aconteceu no começo do mês (06/11), aqui em Brasília, uma reunião técnica entre membros dos governos canadense e brasileiro onde foram apresentados os sistemas previdenciários dos dois países. Nesta reunião foi também decidido que a primeira rodada de negociação formal para estabelecer um acordo previdenciário entre os dois países irá acontecer em Ottawa, no primeiro semestre de 2009.

O acordo será firmado com o governo canadense, mas também haverá um acordo específico a ser firmado com a província do Québec, já que esta possui independência constitucional.

Quem possui projetos sólidos de imigração para o Canadá, com certeza tem uma preocupação a longo prazo: Aposentadoria. Chegando no Canadá, o imigrante teria que iniciar sua vida “previdenciária” e com certeza adquirir planos de previdência complementar, para garantir um futuro mais tranquilo. E quem já vinha contribuindo com a previdência no Brasil? Não poderia fazer nada, já que não existia uma acordo entre os dois países.

Com este acordo, acredito que vai ser mais tranqüilo se aposentar la no Canadá, aproveitando o que você já havia contribuído aqui. Boa notícia para nós.

Fonte: Agência de Notícias da Previdência Social

4 responses to “Acordo Previdenciário entre Brasil e Canadá”

  1. andrea says:

    Caro Pedro,
    Como vc já iniciou o caminho das pedras, gostaria de lhe fazer uma pergunta, tenho vontade de imigrar para Ottawa, o escritorio é o mesmo? Gostaria de fazer mestrado lá, sabes me indicar um caminho?
    Grata
    Andrea Ono

  2. Pedro says:

    Oi Andrea,

    Bom, no seu caso vejo duas possibilidades:

    1) Fazer uma seleção para o Mestrado e, caso seja aprovada, requerer o visto de Estudante. Vantagens: Processo mais rápido, menos burocrático. Creio que só é necessário apresentar o vínculo com a Universidade onde você for fazer o Mestrado. Desvantagens: Você só tem permissão de trabalhar por meio período e não tem direito aos benefícios concedidos aos imigrantes, como por exemplo, desconto nos estudos.

    2) Fazer o processo de Imigração. Aí, como você que ir pra Ottawa, você deve fazer o Processo Federal, que é todo conduzido pelo Consulado Geral do Canadá em São Paulo, não necessitando passar pelo escritório de Québec – que trata as imigrações para esta província. Vantagem: Como imigrante você tem todos os direitos (e deveres) de um cidadão canadense. Apesar do processo ser mais lento e burocrático, não vejo isso como uma desvantagem já que os benefícios que você vai ter a longo prazo compensam esta demora inicial. Detalhe: O processo de imigração é para trabalhadores, então você não deve mencionar o Mestrado como motivo principal para imigrar.

    Caso você opte pela primeira opção, você pode depois solicitar o visto de imigrante já estando lá.

  3. regina constantino says:

    Ola,

    Vivo no Canada desde 1990, com o meu marido, nunca trabalhei. O meu marido contribuiu no Brasil por 25 anos e faleceu em 2007,Nao tenho. direito a pensao por morte vindo do Brasil, pois o Canada nao tem o mesmo sistema do Brasil. E muito frustrante. Voce sabe alguma coisa em relacao a isto?

    • Pedro says:

      Olá Regina,

      Bom, atualmente ainda não existe o convênio previdenciário entre Brasil e Canadá, mas as discussões já começaram. É possível que em alguns anos já possamos aproveitar o tempo de contribuição aqui no Brasil morando ai no Canadá e vice-versa, bem como os outros benefícios como pensões, etc. Agora é esperar e assim que sair, e tomara que saia, você poderá verificar se é possível requerer a pensão do seu marido. Boa Sorte!

Leave a Reply to regina constantino Cancel reply